Por Guilherme Pimenta

Designer e escritor, percebi que era melhor desenhando com palavras.

Publicado em 21/06/2021. | Atualizado em 21/06/2021


Atualmente, é perfeitamente possível ter uma carreira sólida de design trabalhando em home office. No entanto, esse sucesso depende de preparo e de colocar seu trabalho à mostra na internet. Vamos conversar sobre o que é preciso para começar.

Mesmo antes de sermos obrigados a mudar nossos hábitos profissionais pela pandemia de COVID-19, a área de design especificamente já vinha tornando o trabalho de casa uma realidade possível e, muitas vezes, até recomendada.

Afinal, com o aumento da demanda para freelancers, o home office para designers se alinha muito bem com objetivos de consolidação de carreira fazendo seus próprios horários e tendo seus próprios clientes.

No entanto, você sabe o que é preciso para ter o mesmo desempenho em casa do que você teria dentro de uma empresa? Neste post, quero mostrar a você os pontos mais importantes sobre o começo dessa transição. Confira! 

Por que o home office para designers é o melhor lugar para se trabalhar?

Se você está se preparando para se tornar designer freelancer ou até já iniciou nessa carreira, deve ter percebido que os profissionais na área cada vez mais atuam de maneira autônoma e de casa. Isso não é por acaso.

Com avanços em comunicação, em velocidade de internet e disponibilidade de softwares avançados com preços menores, o design deixou de ser algo que exige muito investimento para ser escalável. Com disciplina e foco profissional, é possível atender clientes de diversos tamanhos com a mesma qualidade de trabalho dentro de casa.

Se é possível fazer em home office o que se faz em um escritório ou coworking, por que não experimentar? Trabalhar de casa significa mais flexibilidade de horários, menos gastos com transporte e alimentação, menos tempo perdido no trânsito.

Além de fazer a sua rotina, você consegue mais liberdade para atividades pessoais e lazer, aumentando o bem-estar do seu dia a dia e transformando isso em mais produtividade e criatividade. O home office para designers não é uma tendência, mas uma forma bem mais eficiente de trabalho para quem quer construir uma carreira freelancer.

Como fazer a transição do presencial para o remoto?

É claro que, por mais que o home office tenha vantagens para freelancers, nem todo mundo se adapta bem ao modelo. Algumas pessoas preferem um ambiente mais coletivo e, mesmo autônomas, vão para um coworking ou procuram uma empresa para colaborarem internamente.

Contudo, geralmente, trabalhar em casa é uma questão de adaptação. Por isso, separei algumas dicas que funcionam muito bem para quem está fazendo essa transição e quer que seu home office funcione tão bem como qualquer estação de trabalho. Acompanhe.

Crie um espaço de trabalho em casa

O ser humano é um animal de hábitos. Já parou para pensar quantos deles você cria na sua rotina e segue sem nem perceber? Um dos mais comuns em nós é essa separação do tempo de trabalho e do tempo de lazer.

Portanto, principalmente se você nunca viveu plenamente de home office, é interessante ter essa separação dentro da sua própria casa. Isso significa criar um escritório em que seu foco seja apenas profissional.

Quando falo em escritório, claro, não estou falando necessariamente de uma sala. Pode ser um espaço exclusivo em um cômodo, ou até uma mesa que caiba todos os seus instrumentos de trabalho. O principal é que esse ambiente tenha duas características:

  • que seja silencioso ou possa ser separado de outras pessoas e outros assuntos na casa — caso não seja só você morando aí;
  • que tenha uma ergonomia apropriada, com uma cadeira de escritório, uma mesa adequada e nada esteja fora de mão.

Cada pessoa tem seu estilo de trabalho, claro. Tem gente que consegue ser produtivo com o computador na cama! Mas o ideal é criar essa separação entre o que é ambiente de trabalho e o que é ambiente de descanso e lazer. Isso vai facilitar essa manutenção de um hábito diário de transição entre os dois momentos.

Escolha investimentos que encaixem na sua realidade

Algo que não tem como fugir no home office e na carreira de freelancers é que você se torna responsável pelas próprias ferramentas de trabalho. Profissionais na área como motion designers precisam de hardware e software que deem conta das demandas que estão por vir.

Felizmente, hoje em dia é mais fácil conseguir uma boa qualidade de resultado com menos investimento. Tente fazer essa conta de custo-benefício para encontrar dispositivos que ajudem a aflorar sua criatividade e os programas adequados de criação e edição.

Inclusive, atualmente os softwares para designers são bem mais acessíveis. Existem opções tanto grátis quanto no modelo “as a service” — em que você paga uma assinatura mensal e, dessa forma, pode usar o próprio trabalho do mês para garantir sua licença no próximo.

Desenvolva uma rotina

Além de um espaço próprio para sua profissão, você também precisa de um tempo próprio para ela. É muito importante para o freelancer saber separar o horário de trabalho do horário de lazer.

Isso requer bastante disciplina, mas algumas dicas ajudam a criar esse hábito de ter uma divisão clara dentro de um mesmo ambiente. Veja algumas:

  • se possível, não tenha a sua estação de home office no mesmo lugar em que você se diverte ou dorme, como o quarto, a sala onde está a TV etc.;
  • evite trabalhar de pijamas — claro, você não precisa se arrumar como fosse sair, mas trocar de roupa para começar e para terminar o dia também ajuda na criação desse hábito;
  • tenha horários fixos e disciplina: se é hora de trabalhar, nada de ligar a TV e, se o trabalho acabou, nada de ficar checando e-mails de trabalho e abrindo o software de edição — a não ser que seja muito necessário;
  • crie rituais de começo e fim de turno, como acordar sempre no mesmo horário, tomar sempre o café da manhã ou tomar um banho no fim do expediente para fazer essa transição.

Cada pessoa tem seu próprio relógio biológico e hábitos com que fica mais confortável, por isso, essas são apenas algumas sugestões para que você tenha uma ideia da importância de criar essa rotina saudável.

O que fazer para ter trabalhos de design?

Seguindo essas dicas e conhecendo melhor como você produz mais de casa, é possível aos poucos montar um home office perfeito para deslanchar sua carreira como freelancer. Mas o que acontece a partir daí? Como você consegue os jobs e as oportunidades que vão consolidar seu nome e trazer estabilidade e bem-estar no trabalho de casa?

Para terminar essa conversa, não poderia deixar de passar por algumas boas ideias para mostrar seus diferenciais, ganhar visibilidade e ter mais clientes. Veja algumas práticas que ajudam bastante.

Tenha um portfólio online

Quem quer trabalhar como freelancer de design precisa ter uma boa amostra de suas habilidades a um clique de distância. Essa é uma regra de mercado que você não pode fazer concessões.

Existem diversas plataformas que oferecem esse espaço, que são grátis e permitem você customizar e destacar suas peças. Seja um portfólio para motion graphics, portfólio para videomakers ou qualquer outra especialização, o importante é mostrar variedade e identidade que demonstrem a maturidade de como você pode atender briefings e encantar o público. 

Abuse das redes sociais

Você não pode limitar o seu trabalho apenas às plataformas de portfólio. Usar as redes sociais com inteligência é uma maneira de amplificar a visibilidade do seu trabalho e conseguir novos clientes.

Twitter e Instagram são muito importantes para criar essa vitrine de visualização das suas capacidades e se conectar com o público. Para motion designers, por exemplo, um canal no YouTube é fundamental e você pode até estender atualmente essa vitrine para o TikTok.

Produza conteúdo constantemente, mesmo que fora de trabalhos profissionais, com diferentes ângulos das suas habilidades. Experimente e interaja com quem gosta do que você faz. É assim que se cria uma base de fãs e amplia sua rede de contatos para novas oportunidades.

Faça parte de comunidades de design

Falando em contatos, inserir-se na comunidade de profissionais de design é muito importante para consolidar sua carreira freelancer. É sempre bom lembrar que os outros designers são competidores, claro, mas não inimigos.

Trocar ideias, propor discussões, engajar com o conteúdo de outras pessoas com o mesmo sonho que você tem ajuda a expandir sua visão de mercado, sua identidade e encontrar oportunidades em novos contatos.

O design é uma área que vem crescendo ano após ano. Portanto, quando você se aproxima de seus pares na profissão, todos crescem juntos — principalmente na valorização coletiva do seu trabalho.

Utilize plataformas para freelancers

As plataformas para trabalhar como designer freelancer são uma opção interessante por darem visibilidade instantânea a seu trabalho, fazendo uma ponte entre profissional e possíveis clientes. Tanto para quem está começando quanto quem quer mais oportunidades, é o caminho mais rápido e seguro de garantir um faturamento no fim do mês.

Com uma rotina bem-desenhada e seu cantinho em casa para focar na sua profissão, o home office para designers não perde em nada para outros modelos de produtividade. A partir daí, é hora de caprichar no seu portfólio e encontrar os meios certos para conectar você ao mercado.

Que tal então participar desde já de uma plataforma incrível para freelancers? Venha fazer parte da rede de talentos da Rock Content!

Posts populares com esse assunto

Os comentários estão desativados.