Por Nara Porto

Redatora especialista em Gestão de Pessoas, Negócios e Trabalho Remoto.

Publicado em 16/04/2019. | Atualizado em 08/04/2019


Vemos várias ofertas de trabalho na internet, mas como diferenciar as verdadeiras dos golpes? Veja agora!

Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Você se esforça para conseguir um trabalho freelancer e realiza todos os processos solicitados. De repente, a empresa some! É, eu não vou negar que trabalhar pela internet tem seus riscos.

No final de 2018, um grupo de 60 pessoas denunciaram um golpe com falsa promessa de trabalho. Infelizmente, reportagens como essa têm sido comuns a cada dia — onde impostores se aproveitam de pessoas trabalhadoras para tirar proveitos ilícitos.

Mas, você não precisa fugir da internet e decidir viver como a década passada. Logo, basta observar algumas características para detectar as artimanhas dos mentirosos antes de cair nelas. Então, continue a leitura para aprender a fugir dos golpes de trabalho freelancer.

Ofertas de dinheiro fácil pela internet

É claro que é possível ganhar dinheiro na internet. No entanto, você concorda comigo que isso não acontece da noite para o dia?

Muitos golpistas têm oferecido oportunidades de ganho acima do mercado, mas, sem nenhuma experiência na área. Além disso, a promessa é de retorno rápido. Ou seja, você ganha muito dinheiro fazendo algo que não entende. Percebe como não faz sentido algum?

Ainda têm aqueles que apresentam depoimentos falsos de pessoas que se deram bem com essa oferta — um golpe escancarado na área de trabalho freelancer. Algumas vezes, isso acontece pela comissão que essas pessoas recebem como indicação.

Mas atenção, existe um trabalho real neste modelo e se chama programa de afiliados. No entanto, quando a pessoa inventa uma história a todo custo para convencer outros a comprarem um produto que não funciona, ela torna-se um impostor. Além disso, não é difícil forjar um print de um extrato bancário com depósitos consecutivos.

Possível print forjado de uma venda realizada

Pedidos que expõem seus dados pessoais

Publicações em redes sociais que pedem e-mail ou telefone nos comentários expõe você a diversos tipos de golpes — porque, qualquer pessoa vê a mensagem e passa a ter acesso às suas informações. Os mais comuns são:

  • envio de mensagens falsas;
  • ofertas enganadoras;
  • invasão de conta bancária;
  • clonagem de cartões de crédito;
  • financiamentos e empréstimos em seu nome;
  • golpes em familiares e amigos, entre outros.

Realizar cadastros e preencher formulários também são itens que você precisa se atentar. Logo, informe seus dados apenas quando tiver segurança sobre a empresa e a oportunidade.


Confira um compilado de dicas e leituras para crescer na carreira freelancer (sem golpes)! 🚀
Marketing Pessoal: o que é e como trabalhar sua imagem profissional
Como criar um blog grátis personalizado: veja as 9 melhores opções!
Personal Branding: a importância de estabelecer sua marca pessoal
Trabalho Remoto: 8 sites e 10 dicas para ganhar dinheiro sem sair de casa
Como criar um portfólio de redator impressionante!
O que colocar em um currículo freelancer: tiramos todas as suas dúvidas!
As 13 melhores opções de trabalho de fim de semana!
Nômade digital: o que é, como se tornar um e as principais vantagens

Perfis falsos nas redes sociais

As pessoas que realizam golpes de trabalho costumam criar perfis falsos nas redes sociais para enganar o freelancer na internet. Uma dica é observar se as informações do perfil estão atualizadas — com postagens e dados recentes — e se os amigos são reais.

Além disso, você pode fazer uma pesquisa por meio da foto utilizada no perfil — quando ela é falsa, significa que pertence a outra pessoa. Para isso, baixe a foto e clique no Google Imagens. Em seguida, clique no símbolo de máquina fotográfica e escolha por “pesquisa por imagem”. Depois, faça o upload da foto e clique em “imagens visualmente semelhantes”. O Google ajudará você a perceber se as informações coincidem.

Outra característica é a ausência de personalização dos dados, como: e-mail genérico, falta de endereço de origem, entre outros. Na dúvida, peça maiores informações para confirmar a oferta de trabalho freelancer e entenda como golpe se a pessoa não quiser fornecê-las.


Empresas fantasmas ou com má reputação

Faça pesquisas para comprovar se a empresa existe e confirme a veracidade dos canais de comunicação. No site da Receita Federal você consegue fazer uma pesquisa simples e rápida do CNPJ e, assim, confirma porte, ramo de atuação e tempo de mercado, por exemplo.

O site Reclame Aqui também é uma ótima opção para entender como a empresa trata o cliente, ou, se outras pessoas foram vítimas de golpe. Logo, desconfie de empresas que não respondem ou não resolvem os problemas dos usuários.

Além disso, observe por meio das mídias da empresa como ela engaja com o público, quais os depoimentos e as avaliações dos clientes e fornecedores.


Links com direcionamento maliciosos

A certificação SSL — símbolo identificado como um cadeado antes do https — é uma maneira de confirmar a segurança da página da internet. No entanto, em 2018, a PSafe — empresa especializada em cibersegurança — informou que mais de 150 mil sites de golpes utilizaram o SSL em 2018.

Por isso, é importante você também se precaver de hyperlinks maliciosos de outras formas, como:

  • passar o mouse em cima do link para confirmar se a URL corresponde ao site da empresa;
  • ter atenção a links parecidos, mas que não coincidem com a URL original;
  • ficar em alerta ao ser solicitado a preencher dados em sites desconhecidos, entre outros.

Mas também tenha sempre um antivírus que bloqueia hackers e utilize uma ferramenta segura para análise de links, como a dfndr lab.


Promessas de trabalho em troca de pagamentos

No início de 2019, um grupo procurou a Polícia Civil de Goiânia para informar que caíram em um golpe onde deveriam comprar cartões pré-pagos para receber a ajuda de custo do falso emprego. Assim, também são típicos os golpes de promessas de trabalho autônomo após compras de cursos e materiais.

Ao fechar uma proposta freelancer, atente-se a alguns cuidados — como contrato e forma de pagamento segura. Logo, previna-se do golpe do falso depósito, que acontece quando a pessoa deposita um envelope em branco na sua conta ou faz uma transferência suspendendo logo em seguida. Assim, você visualiza no extrato bancário que há um depósito ou transferência agendado e pode pensar que ela foi concluída.

A Febracan — Federação Brasileira de Bancos, salienta que, quando no extrato bancário houver a informação “saldo a liberar”, significa que o crédito ainda não foi efetivado. Então, não entregue o serviço.


Com o crescimento da internet e do trabalho freelancer, a demanda de golpes aumentou nos últimos anos. Por isso, atente-se às ofertas de dinheiro sem esforço e nunca coloque seus dados em canais públicos ou em sites desconhecidos. Além disso, observe também a origem dessa oferta de trabalho e desconfie de pessoas e empresas que omitem informações, que usem links maliciosos ou que prometem trabalho em troca de outras compras.

Agora, para ajudar você a entender sobre as oportunidades reais do mercado freelancer, eu recomendo — sem medo algum! — baixar nosso material gratuito: + 100 perguntas sobre freelancing respondidas.

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto