Por Aline Melo

Um pé na Psicologia, outro em finanças. Os dois na produção de conteúdo.

Publicado em 05/09/2018. | Atualizado em 30/08/2019


Para organizar melhor suas finanças e terminar seu mês no verde, confira agora mesmo 7 dicas para controlar seus gastos mensais!

Acompanhar os gastos mensais pode não ser uma tarefa tão simples na rotina do freelancer. Afinal, o cotidiano de quem trabalha por conta própria costuma ser bastante dinâmico — o que requer uma dose extra de disciplina para conseguir manter a organização em dia.

Você está enfrentando esse desafio e quer saber como passar por ele da melhor forma? Nós podemos ajudar! Preparamos um post completo com as melhores dicas para planejar, organizar e controlar seu orçamento constantemente. E então, vamos lá?

1. Anote todos os gastos

Se você ainda não registra todos os gastos que faz, saiba que essa é a base de qualquer planejamento financeiro. Simplesmente não dá para exercer um controle sobre seu orçamento sem saber como estão as entradas e saídas de dinheiro mensalmente.

Essa tarefa é ainda mais importante quando consideramos a vida de um freela. Se não há um salário fixo caindo todos os meses na conta, é preciso manter anotações frequentes com a sua renda e os seus custos. Só assim vai conseguir entender como está sua vida financeira.

Por isso, comece o quanto antes. Faça uma média de qual tem sido seu rendimento nos últimos meses e tente projetar as datas em que o pagamento costuma estar disponível. Depois, registre todas as suas contas fixas e passe a anotar cada pequeno ou grande gasto que faz diariamente.

2. Utilize alguma ferramenta para controle

Ficou assustado com a ideia de precisar registrar até o dinheiro gasto com um cafézinho na padaria? Não se sinta assim, temos uma ótima notícia: hoje em dia, essa tarefa é facilitada por inúmeras ferramentas que ajudam no controle dos gastos mensais.

Entre as principais, podemos citar os aplicativos financeiros. Eles funcionam como uma carteira virtual em que você registra rapidamente todos os valores que recebeu e que pagou. Assim, os velhos caderninhos de anotação são substituídos por recursos mais modernos. Nos aplicativos, é possível contar com gráficos que analisam o seu consumo de acordo com cada categoria cadastrada (alimentação, lazer etc).

Outras facilidades com as quais se pode contar são os aplicativos dos próprios bancos. Com eles, você faz movimentações na conta-corrente ou poupança sem precisar ir à agência ou a um caixa eletrônico. As planilhas financeiras são mais algumas aliadas da organização. Percebe como não faltam ferramentas para quem deseja aperfeiçoar esse controle?

Powered by Rock Convert

3. Quite as dívidas

Para organizar os seus gastos mensais, é importante verificar se você tem alguma dívida ou inadimplência. Resolver as pendências é essencial nessa tarefa, já que fica difícil manter o orçamento sobre controle se existem parcelas em atraso cobrando multas e juros que consomem mais ainda o seu dinheiro.

Logo, o mais indicado é fazer um diagnóstico das suas finanças e procurar formas de negociar valores. Caso as parcelas da dívida estejam cabendo no bolso sem atrapalhar seu planejamento mensal, mantenha os pagamentos. Mas se elas estiverem deixando você apertado durante o mês, é melhor combinar novas condições com a empresa.

Aproveite para conferir outros conteúdos sobre Finanças Pessoais! 💰
Planejamento Financeiro Pessoal: 9 dicas de como fazer o seu
Controle de Gastos Pessoais: 6 aplicativos e planilhas para se organizar
O que fazer para ganhar dinheiro: 20 melhores ideias para lucrar!
Como ficar rico: 10 dicas práticas para enriquecer rápido!
O que é aplicação financeira? Confira algunmas opções para investir

4. Corte os gastos supérfluos

Quem deseja construir um controle mais eficiente de seus custos deve se render às dicas de economia. Do contrário, vai continuar vendo o dinheiro acabar antes do final do mês e não ser suficiente para realizar os próprios projetos.

A ideia básica da economia é cortar gastos em determinados pontos para que sobre uma quantia maior para o que realmente é importante. Se você sonha em fazer um curso que vai aumentar sua capacitação no trabalho, já pensou que o dinheiro dele pode estar sendo gasto com coisas que você não considera tão importantes?

Quando não temos um controle dos gastos mensais, não é raro nos assustarmos com valores empregados em itens supérfluos. Você vai ver sua reserva financeira aumentando se começar a economizar, por exemplo, em taxas bancárias, mensalidades de serviços subutilizados, programas de lazer mais caros e alimentação fora de casa.

5. Fuja das compras por impulso

Já que estamos falando de economia, chegou a hora de pensar sobre o seu padrão de consumo. Você costuma planejar as compras que faz? Ou sua fatura do cartão de crédito está cheia de pequenas aquisições feitas por impulso? Elas podem ser tornar grandes vilãs da sua vida financeira.

É possível economizar muito dinheiro apenas planejando o que comprar. Uma das maiores diferenças sentidas por quem experimenta fazer isso é desistir de realizar várias compras. Apenas parando para pensar duas vezes e pesquisar sobre o item antes de passar o cartão, você já deixa de realizar vários gastos.

Além disso, o planejamento ajuda a pagar mais barato pelas compras que você realmente deseja fazer. Algumas formas de conquistar isso são: adquirindo itens seminovos, comparando preços na internet para encontrar o melhor custo-benefício e esperando promoções e descontos.

Powered by Rock Convert

6. Defina metas

Quando o desejo de organizar e controlar os gastos mensais chega, geralmente há um objetivo por trás, certo? Você pode ter pensado nisso para sofrer menos com a falta de dinheiro ou para ter mais segurança em momentos de dificuldade. Pode, ainda, querer economizar para realizar algum sonho, como uma viagem.

Identificar esse tipo de desejo é uma ótima atitude, pois ajuda a manter o foco na economia. Afinal, é mais fácil fazer algo quando temos um motivo para isso, não é? Portanto, a dica é estabelecer as suas metas financeiras.

Pense em objetivos de curto, médio e longo prazo. Quitar uma dívida nos próximos meses, fazer uma viagem de férias no ano que vem, comprar um carro ou imóvel, ter independência financeira… Todos esses desejos podem ser transformados em metas mensais de poupança para ajudar você a organizar os gastos e realizar seus projetos.

7. Crie uma reserva de emergência

Por fim, não podemos deixar de falar que a instabilidade financeira é um risco frequente na vida do freelancer. Pode acontecer de surgirem gastos imprevistos no mês, de um cliente atrasar o pagamento ou romper o contrato com você, da sua produtividade diminuir em algum período, etc.

Todas essas são situações às quais um freela está exposto. Assim, é importante se preparar para elas. E a melhor forma é tendo uma reserva de emergência — ou seja, um dinheiro que pode ser usado nesses momentos. Com isso, você não perde seu equilíbrio financeiro e nem contrai dívidas ou empréstimos.

Ao controlar os seus gastos mensais, é possível fazer sobrar um valor maior na conta para montar essa reserva de emergência. Com as nossas dicas, fica mais fácil organizar suas finanças e ser capaz de realizar mais objetivos com a sua renda. Aproveite!

Você precisa de mais ajuda para planejar seu orçamento? Confira nossa planilha exclusiva para controle de gastos do freelancer!

Planilha de Controle de Gastos MensaisPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *