freelancer mais disputado

[Framework] Como se tornar o freelancer de conteúdo mais disputado do mercado em 2019

Com o T-Shaped Framework, faça uma análise das suas competências e descubra o que merecem destaque no mercado e o que você precisa melhorar!

Que o freelancing está em plena ascensão não é novidade para ninguém. Só em 2018, a previsão de crescimento é de 20%, sendo que 36% dos novos freelancers pretende atuar com Produção de Conteúdo, segundo a pesquisa Mercado Freelancer.

Por trás disso está, em primeiro lugar, o desenvolvimento da gig economy — a tendência de trabalhos independentes que está se espalhando pelo mundo e conquistando profissionais cansados da vida de escritório. Que o digam os nômades digitais!

Do outro lado, temos o fechamento de grandes veículos de comunicação tradicional, que abre caminho para que, cada vez mais, jornalistas se voltem para o digital e reinventem suas carreiras na Produção de Conteúdo para Web, uma área de afinidade com a escrita. O encerramento das várias revistas da Editora Abril está aí para provar isso.

Claro que esse crescimento do mercado é positivo, já que garante visibilidade e reconhecimento para profissionais que há muito tempo eram menosprezados.

Que redator freelancer nunca ouviu da família que precisava procurar um emprego de verdade…

Quando aquele parente diz que você precisa fazer concurso público e sair da internet.

Porém, com o crescimento do mercado freelancer temos também o aumento na competitividade entre os profissionais que atuam nessa modalidade. É a lei da oferta e procura.

Se você atua como freela há algum tempo, provavelmente já sentiu o impacto disso no seu trabalho, não é mesmo?

Há alguns anos, mal dávamos conta dos jobs que chegavam por indicação ou a demanda constante dos clientes de sempre. Agora, precisamos criar maneiras de chamar a atenção do cliente para nosso portfólio e ainda entrar numa briga de preços, em que o barato é mais valorizado muitas vezes.

Isso não significa que o mercado está saturado de forma alguma, mas sim que evoluímos ao ponto de atingir um novo patamar: o de profissionalização dos freelancers.

Se antes a carreira de freelancer era completamente experimental, com pessoas testando o que podiam (ou não) incluir na cartela de serviços, agora temos verdadeiros especialistas em suas áreas de atuação, que ditam o tipo de oferta e atuam como consultores dos clientes. E o freelancer que quiser garantir domínio na sua área precisa se tornar um deles, como vamos explicar nesse artigo.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Como se tornar o top freelancer da sua área de atuação

Para começo de conversa, aceite que você não é um profissional pronto porque, no fim das contas, ninguém é. Até os freelancers mais especializado e que vivem apenas de consultoria podem melhorar em algum aspecto.

E acredite, se você não consegue encontrar nenhum ponto onde precisa melhorar é porque o ponto em que você precisa melhorar é justamente o autoconhecimento.

Observe o mercado, converse com seus clientes e com empresas. Que tipo de procura não está sendo atendida? Qual profissional de conteúdo está fazendo falta?

Volte seu olhar para as áreas que não domina tão bem e busque experiência prática e teórica. Se precisar de ajuda para definir qual seria o próximo passo no seu desenvolvimento, você pode começar por uma avaliação T-Shaped.

O T-Shaped Framework é um modelo de análise de competências que parte do pressuposto que os melhores profissionais tendem a ser generalistas, com experiência e conhecimento variados, mas são sempre experts em uma ou duas áreas de atuação. Então ele utiliza uma escala de cores para indicar o domínio da pessoa sobre as habilidades necessárias para uma carreira de sucesso em marketing.

Esse é um framework muito usado no mercado de marketing digital, especialmente no exterior, para medir a senioridade de um profissional. Quanto melhor qualificado no T-Shaped, mais completo e valorizado o empregado é.

Ou seja, você pode utilizar o T-Shaped Framework para aumentar seu valor, identificando seus pontos fortes e investindo pesado nas áreas em que ainda precisa se desenvolver.

Baseados nesse artigo que explica como funciona a análise de um profissional de marketing, fizemos uma adaptação do T-Shaped Framework para a carreira de um freelancer de conteúdo:

No sentido horizontal, está a abrangência do seu conhecimento, as áreas que o tornam um profissional generalista. Já no sentido vertical, está a profundidade do seu conhecimento, sua especialização.

A primeira linha representa os conhecimentos básicos, a segunda os fundamentos do freelancing e a terceira a especialização em canais e serviços.

Baixe nosso template preenchendo o formulário a seguir e leia as descrições de cada habilidade a seguir para entender como preenchê-lo.


Conhecimentos básicos

A primeira linha do T-Shaped Framework são conhecimentos que não necessariamente se relacionam com sua área de atuação, mas que você precisa compreender ao ponto de conduzir uma conversa sobre o assunto com propriedade.

Marketing Digital

Mesmo que você não queira se especializar no mercado digital, precisa entender como ele funciona e quais são as principais tendências da área. Afinal, com os avanços da Transformação Digital, seus contratantes, os clientes deles e outros freelancers estão investindo alto nisso.

— Você sabe a diferença entre Inbound, Outbound Marketing e seus canais de aquisição?

Storytelling

A habilidade de construir narrativas relevantes, que criam identificação e prendem a atenção das pessoas, é fundamental para conduzir negociações, escrever textos e até construir sua marca como profissional.

— Você conhece a Jornada do Herói?

Organização Financeira

Todo profissional deve ter com o dinheiro o mesmo cuidado que um contator em época de declaração de imposto de renda. Lembre-se que, como freelancer, você é responsável por todos os seus impostos e deve criar seus próprios benefícios trabalhistas.

— Qual a sua previsão de renda líquida para o próximo mês?

Networking

Muito mais que conhecer um monte de gente, networking é construir uma rede de valor. Se conectar com as pessoas certas pode trazer aprendizados variados, melhorar sua imagem e render ótimas oportunidades de carreira.

— Como sua última interação no LinkedIn agregou para sua carreira?

Comunicação empresarial

Possuir visão de negócios e saber conversar com vários stakeholders — funcionários, clientes, acionistas etc. — é fundamental para executar qualquer projeto de conteúdo sem gerar ruídos de comunicação na empresa.

— Quais os principais objetivos de uma estratégia de Comunicação Empresarial?

Vendas

Clientes não caem do céu, indicações se esgotam e se você não desenvolver habilidades de negociação vai acabar deixando dinheiro na mesa. Além de que, um profissional que sabe medir o fit entre o que ele pode oferecer e o que o cliente quer sai sempre na frente de um que simplesmente topa qualquer negócio.

— Quando foi a última vez que você fez prospecção ativa?

Fundamentos do freelancing

A segunda linha do T-Shaped Framework são os conhecimentos úteis para qualquer freelancer de conteúdo, independentemente de sua especialidade. Você precisa de um saber profundo sobre eles, além de alguma experiência prática acumulada em currículo.

Personas e Funil de Vendas

O domínio completo da persona e do funil de vendas de um cliente pode transformar o freelancer em um verdadeiro sniper do conteúdo, certeiro da escolha da linguagem até as recomendações finais.

— Você já criou uma persona?

Copywriting

A conversão é um dos principais objetivos e métricas de marketing pois indica o avanço do cliente no funil de vendas. Portanto a habilidade de criar textos focados nela é muito útil para qualquer produtor de conteúdo, seja escrevendo landing pages, emails, sites e até folhetos.

— Quantos conteúdos focados em conversão você já produziu?

Estatísticas e Excel

Dizem que produzir conteúdo é coisa de gente de humanas, mas saber análise de dados o suficiente para acompanhar sua renda e organizar prazos de entregas é o mínimo esperado de um freelancer, seja ele de exatas ou não.

— Você possui uma planilha para acompanhamento de ganhos e de deadlines?

Personal Branding

Quando trabalha como freelancer, você é sua própria empresa. Portanto, precisa fazer a gestão da sua marca para ser reconhecido e bem-quisto no mercado. Uma boa imagem profissional não tem preço!

— Qual o seu diferencial para outros freelancers que fazem exatamente a mesma coisa, pelo mesmo preço e com a mesmíssima qualidade?

Pesquisa de Mercado

Pesquisas de mercado são muito importantes na tomada de decisão! Elas preveem tendências dos consumidores, apontam pontos fortes de um produto e suas deficiências em relação à concorrência, o que ajuda no planejamento de ações e projetos.

— Qual a maior fraqueza de seu principal cliente diante da concorrência? E sua maior força?

Customer Success

O relacionamento com seus clientes vai muito além da negociação de prazos e de responder emails rapidamente. Você precisa contribuir ativamente no alcance de resultados para transformá-los em promotores do seu trabalho.

— Como você utiliza o NPS para promover ações destinadas aos clientes?

Especialização em conteúdos

Aqui estão os conhecimentos próprios do trabalho de produtor divididos por tipos de conteúdo. Como um top freelancer, você deve possuir conhecimentos teóricos, práticos e variados em diferentes tipos de conteúdo e ser um especialista na produção de um ou dois deles.

Copydesk

Muito mais do que uma revisão gramatical, o copydesk é um processo de editoração do texto. O profissional de copydesk deve conferir a estrutura do conteúdo, adequação à pauta e tem permissão completa para, inclusive, reescrever o que for necessário.

— Você é capaz de citar três boas práticas de escaneabilidade?

Tradução e Adaptação

Sem traduções literais! Seja para trazer conteúdos de mercados mais avançados ou expandir o alcance do conteúdo para outros países, o produtor precisa dominar a linguagem falada e os termos técnicos para adaptar os conteúdos para outra língua passando a maior naturalidade textual possível.

— Suas traduções são aprovadas por um nativo com familiaridade naquele assunto?

Push Notifications

Os profissionais que escrevem notificações push devem ser muito criativos e persuasivos para criar mensagens curtas que as pessoas queiram clicar para saber mais. Dominar gatilhos de vendas e compreender as diferenças entre plataformas digitais é primordial!

— Quantos caracteres uma notificação push deve ter?

Email Marketing

A produção de conteúdo para email vai da redação de newsletters até a criação completa de fluxos de nutrição e requer um conhecimento profundo de funil de vendas, personas e copywriting.

— O que é e quais são os objetivos de uma newsletter?

Descrição de Produtos

Detalhista, crítico e persuasivo, o profissional que faz descrição de produtos deve ser capaz de produzir textos de fácil compreensão, que respondem dúvidas, não deixam margens de interpretação e ajudam na decisão de compra.

— O que não pode faltar na descrição um produto?

Audiovisual

A comunicação visual é uma das vertentes mais importantes da produção de conteúdo. A criação de imagens e vídeos para empresas é uma área muito específica que exige noções profundas de branding, copywriting e storytelling, além de versatilidade para fazer de um simples logo a uma animação completa em alta resolução.

— Quando foi a última vez que você fez um trabalho de motion graphic?

Social Posts

Assim como acontece com as notificações push, a produção de chamadas para redes sociais exige criatividade e persuasão. Também é necessário um grande domínio de plataformas, para reconhecer as especificidades de cada mídia.

— Como você mensura o desempenho de uma postagem no Facebook?

Buzz Content

Viralizar é uma ciência que poucos produtores dominam e que vai muito além da criação de quizzes e listas engraçadinhas. Para produzir conteúdos que viralizam, você precisa ser um verdadeiro coolhunter, capaz de identificar e criar tendências de mercado.

— Quantos conteúdos seus já viralizaram?

Marketing de Conteúdo

Especialidade mais ampla de todas, o domínio do marketing de conteúdo é referente à habilidade de produzir para blogs com versatilidade, qualidade e em grande volume. De ebooks a blog posts e do topo ao fundo do funil.

— Quantas peças de conteúdo você produziu no último ano?

Especialização em serviços

Por fim, temos os conhecimentos estratégicos da área, que podem gerar mais valor para a empresa do cliente quando oferecidos juntos à produção de conteúdo. Aqui é necessário o domínio completo de cada serviço, a ponto de ser capaz de ensinar sobre ele.

Jornada do Conteúdo

A jornada do conteúdo se refere ao domínio de todas as etapas pelas quais um conteúdo passa, do planejamento de pauta à divulgação em email e mídias sociais. Você deve ser capaz de otimizar todas as etapas e até executá-las, se necessário.

— Em quais etapas da produção de conteúdo você possui experiência prática?

Análise do Cliente

Um especialista em análise do cliente consegue dizer se uma empresa tem potencial para atingir o sucesso com uma estratégia de conteúdo e, se sim, oferecer um diagnóstico sobre qual estágio de maturidade ela está e que tipo de conteúdo ela precisa.

— Como você define se um cliente realmente precisa do seu serviço?

Planejamento de Conteúdo

Definir quais serão os próximos conteúdos produzidos por uma empresa é um trabalho super estratégico e importante, que envolve pesquisa de palavras-chave, análise de concorrentes e calendário editorial.

— Quais ferramentas de planejamento de conteúdo você sabe utilizar?

Gestão do Calendário Editorial

Cuidar de um calendário editorial significa ter total controle dos prazos, temas e textos sendo produzidos para o blog, além de datas de publicação e divulgação. É um trabalho de gerência que exige organização e pragmatismo.

— Você já cuidou da estratégia de conteúdo de um blog, determinando o que seria publicado e quando?

Benchmarking

A capacidade de realizar análises comparativas com o objetivo de melhorar os processo de uma empresa valoriza (e muito) qualquer profissional de conteúdo. Senso crítico, visão de negócios, bom relacionamento com outros profissionais do mercado e tino para realizar testes são bem-vindos.

— Qual foi a última vez que você identificou uma boa prática e adaptou para seu cliente?

Ads

Ainda que o foco da maioria das empresas seja o orgânico, um estrategista de mídias pagas pode ajudá-las a alcançar resultados mais rápidos e certeiros por meio de anúncios nas redes sociais e buscadores. Organização e aptidão com números e planilhas é essencial!

— Você sabe dizer o ROI da última campanha de mídia paga que rodou?

SEO

A otimização para os motores de busca é uma habilidade evergreen, que sempre será valorizada no mercado de produção de conteúdo. Por isso, exige constante atualização, além de um olhar atento para realizar diagnósticos e identificar oportunidades.

— Você conhece a estratégia de topic clusters?

Análise de Resultados

Muito melhor do que um profissional que produz conteúdos com excelência é aquele que sabe falar exatamente qual conteúdo trouxe mais resultados para o negócio e por que. Conhecimento em ferramentas de marketing como o Google Analytics e o SEMRush é indispensável.

— Qual o principal KPI do seu último projeto e como você sabe se o atingiu?

Consultoria

Um consultor é a combinação de outros especialistas, estando apto a fazer a análise do cliente, de mercado, da jornada e dos resultados. Você também deve ter realizado experimentos o suficiente para dizer o que funciona e o que não funciona para a empresa do cliente que está atendendo baseado em fatos.

— Quantos cases de sucesso você tem na sua área?

Descubra onde você está antes de definir para onde vai

Agora que você compreende quais são os conhecimentos de um top freelancer em abrangência e profundidade, é hora de avaliar o seu T-Shaped Framework!

As perguntas que fizemos na descrição de cada habilidade têm como objetivo te fazer refletir sobre a sua experiência real e sair do “achômetro” antes de preencher a tabela, já que você deve ser capaz de avaliar suas habilidades numa escala de 0-10.

Explicando de maneira simples, notas altas deixam o quadro de habilidade do T-Shaped Framework mais colorido, indicando maior expertise naquele assunto.

Já os quadros com cores mais claras são aqueles em que você possui uma nota mais baixa. Logo, onde precisa se desenvolver, por isso indicam os próximos passos.

Lembrando que na terceira linha você está visando as especializações, então não precisa do quadro completo, mas ao menos duas habilidades com notas altas.

Veja o exemplo de um quadro preenchido:

Nesse caso, o profissional avaliado poderia focar em desenvolver suas habilidades em vendas e pesquisa de mercado, o que iria enriquecer seu perfil e gerar mais oportunidades de negócios como o especialista em copydesk e planejamento que ele é.

Outra maneira de testar suas habilidades é fazer o teste abaixo e descobrir sua pontuação geral no T-Shaped Framework:

powered by Typeform

Mas recomendamos fortemente que você guarde seu T-Shaped Framework e o atualize conforme fizer avanços na carreira.

Afinal, quanto melhor sua avaliação, mais completo você é — o que, no final das contas, é o aumentará seu valor e te tornará um freelancer de conteúdo indispensável para seus clientes.