freelancer empreendedorfreelancer.

">

Freelancer empreendedor: você está pronto para ser um deles?

Já pensou que o seu trabalho como freelancer pode servir como atalho para se tornar empreendedor no futuro?
Será que a carreira de freelancer é para você?

Fazer os próprios horários, aumentar os ganhos de acordo com a produtividade e explorar novos desafios a cada dia são alguns dos elementos da vida de freelancer.

Estes são também alguns dos pontos que fazem do empreendedorismo um sonho de tantas pessoas. Obviamente, nem tudo são flores, e é preciso considerar os desafios pelo caminho.

A vida de freelancer não precisa se resumir a viver de serviço em serviço ou como atividade para complementar a renda.

É possível fazer dessa carreira uma plataforma para alcançar objetivos e sonhos muito maiores, como abrir o próprio negócio.

Vamos te mostrar o que você precisa para se tornar um freelancer empreendedor e abrir portas para possibilidades ainda maiores no futuro.

Neste artigo você vai ver:

  • a ponte entre freelancer e empreendedor;
  • 5 desafios de todo novo freelancer empreendedor;
  • 7 requisitos que você precisa preencher para ser freelancer empreendedor.

A ponte entre freelancer e empreendedor

Como você bem sabe, muitas pessoas olham para o trabalho de freelancer com muita desconfiança.

Mas enquanto a suposta falta de estabilidade, a dificuldade em conseguir uma renda previsível e alguns outros desafios são os primeiros pensamentos de alguns, os freelancers não desistem da carreira.

O mesmo acontece com os empreendedores, que têm de lidar com vários desafios e com a desconfiança das pessoas ao redor.

Em termos de mentalidade, a ponte entre freelancer e empreendedor não é tão longa assim. O que vai mudar mesmo é o senso de que existe algo maior para cuidar.

Enquanto freelancer, o seu pensamento vai ser de cuidar da sua carreira, mas como empreendedor, terá de pensar no seu negócio, e isso envolve aspectos muito mais amplos, especialmente quando resolver fazer o negócio crescer.

Sendo assim, você pode fazer a transição de forma suave. Uma forma de fazer isso é por aceitar trabalhos mais próximos da ideia de negócio que deseja manter.

Essa ação pode ajudar tanto no sentido de fazer networking específico quanto para aprimorar suas habilidades na área em questão.

5 desafios de todo novo freelancer empreendedor

Desafios são muito comuns na carreira de todo profissional. Por isso, quando você se tornar um freelancer empreendedor pode esperar certas dificuldades.

Existem muitas ideias de negócios que você pode aplicar, mas não importa qual escolha, terá de seguir os passos abaixo até se firmar como freelancer empreendedor:

1. Validar o conceito

Pode ser que a sua ideia pareça genial no papel, mas antes de se aventurar em uma empreitada é importante validar o seu conceito e descobrir se ele é bom, na prática.

É verdade que muitos modelos já são consolidados e têm uma demanda comprovada no mercado. Ainda assim é importante fazer uma pesquisa de mercado e saber em detalhes todos os fatores que entram em jogo ao abrir uma empresa.

Entender quais são as leis e regulações que se aplicam ao negócio, as práticas comuns do nicho de mercado em questão, bem como saber os custos no início de um empreendimento na área e o tempo de retorno são informações essenciais.

A princípio, pode ser um desafio validar a sua ideia de negócio, especialmente por não saber por onde começar.

Uma boa pesquisa de mercado pode ser o primeiro passo para ter noção de alguns dos pontos mencionados aqui.

2. Levantar capital

Toda empresa nascente precisa de capital para manter o fluxo de caixa até o negócio começar a ver retorno sobre as ações de marketing e vendas.

Mesmo que você já esteja consolidado como freelancer, não caia no erro de pensar que bons rendimentos pessoais vão cobrir as despesas da empresa.

Lembre-se: uma das diferenças entre o freelancer comum e o empreendedor é que o segundo tem algo maior para cuidar, seu negócio. Isso significa separar as finanças pessoais do capital destinado à empresa.

Há várias opções para levantar capital, que devem ser bem calculadas assim que você definir qual será o investimento inicial necessário.

A primeira opção é usar as economias que você tenha investido ou guardado, especialmente se o valor inicial para fazer a empresa funcionar for menor que o seu patrimônio. Ah! E não atrapalhe sua reserva de emergência.

Caso esse não seja o caso, pode fazer uma rodada de investimentos entre amigos e familiares.

Nesse modelo de investimento, as pessoas mais próximas a você, que acreditam no seu potencial, podem fazer aportes financeiros em troca de uma participação na empresa.

Se não quiser envolver a família no negócio, pode buscar investidores anjo (só para negócios mais ambiciosos e com potencial de alto retorno financeiro) ou linhas de crédito destinadas a quem tem o MEI.

3. Fazer tudo sozinho

Você já deve estar acostumado a trabalhar sozinho, pelo menos de certa forma. A diferença aqui é fazer sozinho o trabalho de várias pessoas!

Afinal, uma empresa que está iniciando as operações nem sempre tem condições de iniciar com sequer um funcionário.

Se precisar começar sozinho, saiba que é possível, você só vai precisar de um ótimo nível de organização e metas claras para manter a motivação e a produtividade em alta. Duvida?

A Know Your Company, empresa dos EUA que ajuda CEOs a conhecer melhor o que acontece com os colaboradores, gerou mais de 700 mil dólares com apenas duas pessoas — a CEO e um programador — em pouco mais de dois anos!

Aliás, uma forma muito simples de encontrar ajuda especializada sem arcar com os custos altos de registrar alguém em carteira é justamente terceirizar para outros freelancers parte do serviço.

4. Lidar com a burocracia

A burocracia do Brasil é uma das mais complicadas do mundo, e isso realmente afeta o empreendedorismo no país, desde sempre. Mas não se deixe abalar por isso.

Apenas entenda que algumas ideias podem levar mais tempo para serem executadas do que você gostaria. Um bom planejamento pode ser suficiente para, na maioria dos casos, encontrar saídas criativas para lidar com essa burocracia sem desistir do negócio ou agir contra a lei.

Compreender bem como funciona o regulamento para o nicho de mercado que você pretende entrar é o primeiro passo para não ser pego de surpresa por restrições que poderiam condenar o seu novo negócio.

Busque a ajuda de órgãos de apoio como o SEBRAE, que conta com consultores especializados à disposição para fornecer informações (e soluções).

5. Enfrentar a concorrência estabelecida

Se alguém perguntar quem são seus concorrentes e sua resposta for “não tenho”, volte lá na na primeira dica e refaça sua pesquisa de mercado.

É muito improvável que você esteja entrando em um setor tão inexplorado de mercado que ainda não tenha nenhum concorrente.

E, mesmo que esteja, é fundamental pensar fora da caixa e encontrar seus concorrentes indiretos e potenciais competidores. Quer exemplos?

Um concorrente feroz de qualquer empresa é a inércia. Como assim? Mesmo que seus potenciais clientes não comprem de um concorrente direto, não significa que vão comprar de você.

Em vez disso, eles podem simplesmente não fazer nada a respeito do problema, se não o considerarem grande o suficiente.

Além disso, se você realmente tiver encontrado uma área sem grandes concorrentes, tente pensar quem serão eles.

Existe alguma grande empresa que pode expandir suas operações para o setor em questão e causar dificuldades para o seu pequeno e recém-lançado empreendimento?

Depois de identificar seus competidores, pesquise quais são seus pontos fortes e fracos, aprenda com eles e encontre seu diferencial para se destacar no mercado e conquistar uma parcela dos consumidores.

7 requisitos que você precisa preencher como freelancer empreendedor

Ao contrário do que muitos pensam, empreender é uma tarefa bastante complicada. Nem todo mundo com uma boa ideia consegue emplacar um negócio com sucesso.

Na verdade, nem o fato de ser um bom profissional garante isso. Mas sim adquirir habilidades que te deem a condição de se tornar o empreendedor completo para conduzir seu negócio por muito tempo.

Além disso, certos procedimentos que podem parecer dispensáveis em um primeiro momento são, na verdade, essenciais para que o negócio comece do jeito certo e siga prosperando.

Com isso em mente, estes são os requisitos que você deve preencher para ser um freelancer empreendedor:

1. Legalizar sua atividade

Se você já tem o MEI, é possível que possa continuar com ele como freelancer empreendedor, ao menos no início da operação, até que ela ganhe escala. Isso é, na verdade, uma ótima maneira de economizar.

Pagar uma parcela mínima de impostos para manter a empresa ativa é um incentivo e tanto. Agora, se decidir abrir uma empresa maior, é importante enquadrar seu novo negócio na categoria certa.

2. Investir em capacitação

Quer trabalhe sozinho, quer com a ajuda de outros profissionais, é fundamental investir em capacitação para manter a qualidade do labor no nível mais alto possível.

O mercado é muito exigente e, especialmente no caso de pequenas empresas, não é prudente esperar uma segunda chance em caso de fazer um serviço ruim.

Além de se capacitar na atividade principal, lembre-se sempre de aprimorar suas habilidades de gestor, tendo em vista o crescimento das operações.

3. Pesquisar bem o mercado e seus desafios

Já falamos sobre a pesquisa de mercado como forma de validar o conceito inicial, mas esse ponto está destacado mais uma vez de forma proposital.

A pesquisa não deve ser pontual, feita apenas na hora de iniciar o empreendimento. As empresas evoluem, o mercado muda constantemente e é preciso acompanhar o que outros têm feito, além de entender como isso afeta você.

Seja curioso, pesquise sempre novas maneiras de melhorar seu negócio e de aprender com os concorrentes. Eles estão no mesmo mercado que você — alguns por muito mais tempo e com uma estrutura mais robusta — , então faça disso um recurso a seu favor.

4. Organizar o cronograma do negócio

Definir metas só funciona quando existem prazos e planos de ação bem elaborados por trás. Caso contrário, nem podemos chamá-las de metas, mas de sonhos, que dificilmente se realizarão.

Estabeleça um cronograma para o negócio. Quando vai ser o dia de lançar o produto ou serviço? Os primeiros resultados precisam aparecer em que data?

Pode parecer bobagem, mas trabalhar com um cronograma definido é o que diferencia um negócio sustentável de um que passa por mais dias de luta do que dias de glória.

5. Desenvolver capacidade de inovar sob pressão

A pressão vem de muitas formas e tamanhos, normalmente em frequência maior do que gostaríamos, mas são nesses momentos que a sua veia empreendedora pode brilhar.

Desenvolver a capacidade de inovar quando as coisas estão prestes a dar errado é uma das habilidades mais importantes que você pode buscar porque vai tornar o seu negócio cada dia mais forte e lucrativo.

Na verdade, por inovar constantemente, é possível diminuir bastante a pressão do dia a dia, pois os resultados aparecem e duram por um bom tempo.

6. Criar uma estratégia robusta de marketing e vendas

Ser um freelancer empreendedor significa passar tempo promovendo o negócio de formas que antes talvez não fossem tão comuns para você.

A sua capacidade de fazer marketing pessoal como freelancer tem um papel importante no processo de transição e também é inegável que será necessário elevar a sua capacidade de persuasão para manter o negócio vivo na mente das pessoas.

Apostar em certificações de marketing e treinamentos de vendas é uma ótima pedida, além de terceirizar serviços para profissionais capacitados assim que a sua empresa tiver recursos para isso.

7. Escolher ferramentas para todos os aspectos do negócio

Para todas as tarefas que listamos aqui, existem ferramentas de excelente qualidade que vão te ajudar a ganhar tempo e dinheiro.

E se está preocupado com o preço (como deveria), saiba que muitas delas são gratuitas, e outras têm períodos de testes.

A automação de certas tarefas de marketing, por exemplo, vai permitir que você cultive uma grande audiência mesmo trabalhando sozinho. Existem também ferramentas para manter um blog, gerenciar redes sociais, controlar as finanças etc.

Faça uma lista com as principais necessidades do seu negócio e procure por ferramentas especializadas. Não vão faltar opções.

Tornar-se um freelancer empreendedor trará grandes recompensas à sua carreira, mas para isso você tem de se desenvolver como profissional e se preparar para encarar desafios maiores. E tenha certeza: eles virão. Mas com as dicas mostradas aqui, você tem grandes chances de dar conta deles e manter um negócio lucrativo.

Bom, então, se tem interesse pela carreira de freelancer, mas ainda não sabe como iniciar, baixe agora nosso guia e veja como dar os primeiros passos com segurança!