Por Amanda Gusmão

Amante do homeoffice, geek old school e mãe de dois pequenos padawans.

Publicado em 18/04/2018. | Atualizado em 18/05/2018


Ser criativo nada mais é que ter inteligência e talento — desenvolvidos ou não —, para criar e inovar em qualquer campo. Bom, mas como isso funciona para os freelancers?

Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Aprender a dirigir exige técnica. Além das normas de trânsito, é preciso saber conduzir o carro, fazer manobras e controlar a velocidade. Ser uma artista fora da curva como a Amy Winehouse, porém, não é tão simples.

Com essa fatídica constatação e considerando que se interessou pelo título desse post, você pode estar se perguntando: e agora, como poderá me ajudar a ser um freelancer criativo?

Nada de chamar o Chapolin Colorado, a solução é mais simples do que parece e tão divertida como o herói colorado do México, basta se jogar em técnicas que desenvolvem seu lado criativo, pois até mesmo a Amy precisou de inspirações, e algumas delas pouco convencionais, inclusive.

Nosso lance aqui, porém, é mais objetivo e sem necessidades de rehabs. Listamos as melhores técnicas para ajudar no processo criativo do freelancer que tem como foco a inovação, eficiência e agilidade. Confira aqui!

Busque conhecimento em fontes inusitadas

Não existe nada mais inusitado do que outras pessoas, por isso, converse muito. Discuta opiniões, argumente, mas principalmente, escute. O volume de conteúdo online e offline aliado com nossa crescente preferência pelas relações virtuais nos afasta dessa fonte de conhecimento tão rica. Por isso, conecte-se a outras pessoas também no mundo real.

Além delas, procure outros meios de informação pouco convencionais para você. Se não é fã de fóruns na internet, experimente, assim como poemas, fotografias, filmes de outros gêneros ou nacionalidade, arte urbana, orquestra sinfônica ou show de hula (ula-ula, para os íntimos).

Eles podem ter relação ou não com sua pesquisa, mas estimularão seu cérebro de formas diferentes, “alongando” áreas pouco exploradas que podem ter brilhantes ideias para o que você precisa produzir.

Experimente mapas mentais para ser um freelancer criativo

E são essas ideias brilhantes que, muitas vezes, fazem com que nossa capacidade de escrever, desenvolver uma pauta ou diagramar não acompanhe nossos pensamentos.

Você já teve o plano perfeito brotando na velocidade na luz e perdeu o fio da meada? O meme do John Travolta perdidão define nossa frustração.

Usando mapas mentais, porém, seus pensamentos são conectados em um esquema lógico que ficará registrado para novas consultas e análises.

Para usá-los, parta de um tema central como “rehab”, e vá criando ramos que possam representar diferentes decisões (ir para a rehab ou “no, no, no”) e suas consequências, elementos que têm conexão com o tema e o influenciam (preferência por ficar em casa com o Ray, falta de tempo etc).

Não sabemos se Amy Winehouse usou um mapa mental para escrever a música Rehab que lhe valeria muitos milhões, mas ela é um hino do pensamento estruturado, porque nas últimas estrofes, diz que não vai jogar 10 semanas da vida fora e que, por isso, não vai beber nunca mais.

Ou seja, ela refletiu sobre a reabilitação, suas decisões, impactos na sua vida e que atitudes seriam necessárias para evitar tal desperdício de tempo.

Você também pode usar cores, figuras, desenhos e outros elementos visuais para criar um mapa astral personalizado, depois, usá-lo para conduzir seu raciocínio e porque não, ganhar muitos milhões com sua criatividade.

Crie sua própria arte

Música não é muito sua praia? Tudo bem, quer fazer miçangas? Aceitamos. Desenhar, fotografar, pintar, criar contos ou histórias em quadrinhos? Também apoiamos.

Qualquer criação pode ajudar no processo de desenvolvimento de novas ideias. Se você é um freelancer de conteúdo, por exemplo, apostar em trabalhos manuais e desenhos é uma excelente maneira de exercitar a estruturação de pensamentos lógicos.

Mesmo que no início você desenhe apenas aqueles “bonequinhos palito”, fato é que uma ordem lógica precisará ser percebida, e um esforço será feito nos próximos para aprimorá-lo.

Aliás, desenhar é a base do Design Thinking que consiste em utilizar tal recurso para resolver problemas ou desenvolver novos produtos e serviços a partir de um processo que envolve pesquisa, brainstorm, escolha das melhores ideias e desenvolvimento de protótipo para teste e produção.

Determine algumas metas para sua criatividade

Se tem uma coisa que não funciona sob pressão é a criatividade. Se você estiver vivendo um bloqueio produtivo, melhor desligar tudo e dar uma volta no quarteirão. Nesse sentido, metas poderiam ser vistas como piores inimigas do seu potencial criativo.

Mas, em vez de utilizar metas para estipular quanto criativo e em qual prazo você deve criar algo espetacular, coloque-as a serviço da organização dos seus incentivos. Aí sim, elas serão ótimas.

Acontece que, quando você tem organização e controle das suas atividades, consegue relaxar. Criação não é só caos, livres pensamentos e expressões, também é concretização de tudo isso.

Comece determinando quantos livros você lerá no mês, quantos cursos online da Rock Content fará, imagens do Pinterest que salvará e assim por diante. Vai ser um ótimo recurso para manter as coisas no controle, relaxar e garantir que seus incentivos mensais serão executados.

Não espere a inspiração chegar

Bloqueios criativos são tão temidos por freelancers quanto a procrastinação, que muitas vezes parecem sequestrar nossas forças.

E como o Chapolin não existe na vida real, infelizmente, você pode se prevenir com algumas atitudes, como:

  • ter uma regularidade de produção: determinar um horário para escrita, estudo, revisão ou seja qual for sua atividade freelancer, e ser fiel a ele. Se a inspiração não vier, procure colocar em prática as técnicas mencionadas;
  • poupar boas ideias: em períodos onde a criatividade estiver em alta, não deixe de anotar cada pensamento, citação que achou interessante ou imagem do Pinterest digna de ser salva. Em períodos de carência criativa, essa reserva valerá ouro; e
  • faça um diário de acontecimentos: sabemos que nosso estado emocional pode afetar nossa produtividade e capacidade de criar coisas novas, por isso, fazer um diário de tudo que acontece na nossa vida pessoal e profissional pode ajudar a entender o momento e reagir a ele racionalmente. Você pode usar até mesmo um mapa mental cronológico para isso, que, inclusive, será útil na solução de problemas que preferimos jogar para debaixo do tapete, mas que continuam consumindo nossas energias.

Essas técnicas para se tornar um freelancer criativo são, de fato, muito divertidas e eficientes. Se você refletir bem sobre o texto que acabou de ler, verá que ele misturou Amy Winehouse, Chapolin Colorado e John Travolta confuso para falar sobre criatividade.

Mas a criatividade também pode e deve ser utilizada para construir textos mais formais, afinal de contas, inserir técnicas de marketing de conteúdo em posts de maneira natural também exige muito da sua capacidade de criação.

Quer continuar a leitura desse tema incrível e, quem sabe, fazer suas anotações criativas? Então sugerimos que você baixe o e-book sobre Profissional criativo, que vai ampliar ainda mais sua visão sobre as técnicas que conversamos nesse post!

Livros para Profissionais Criativos

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *