Por Ana Júlia Ramos

Uma quase jornalista apaixonada por séries de televisão, cinema, livros e péssima em auto descrições.

Publicado em 10/05/2018. | Atualizado em 27/07/2018


Confira algumas frases que podem motivar seu trabalho como copywriter!

Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Você já parou para pensar sobre a sua carreira enquanto escritor e, ao refletir, se sentiu desmotivado ou sem direção? Se a resposta for sim, não se preocupe! Momentos de dúvida e crise em relação ao lado profissional são tão comuns e aceitáveis quanto aquelas relacionadas à vida pessoal.

Ninguém está isento de duvidar do próprio potencial e reavaliar os próximos passos, porém, existem algumas formas de ganhar de volta aquela confiança necessária para o sucesso. Por isso, separamos algumas frases de inspiração ditas por escritores que podem te ajudar nisso!

Persistência em primeiro lugar

“O talento é algo maravilhoso, mas não é capaz de carregar quem desiste”.

A frase é do escritor Stephen King e fala sobre algo que acontece com muita frequência na nossa realidade.

Não adianta você ser um profissional talentoso, que busca sempre por aprimoramento, ganha elogios dos clientes e tem a sorte de viver de algo no qual você ama. Quando não existe persistência, ou seja, naqueles momentos onde jogamos tudo para o alto e desistimos, todo o talento e esforço para chegar até onde você chegou não vão valer de nada.

Se você não conhece Stephen King (o que eu acho um pouquinho difícil) ou se é alguém que pode até conhecê-lo, mas não tem muita noção da sua carreira, olha só: o escritor, nascido em 1947 nos Estados Unidos, é famoso por seus contos e histórias de terror e fantasia. Entre suas obras mais conhecidas, estão: “It”, “Carrie”, “À Espera de Um Milagre” e “Novembro de 63”.

Ele ganhou sucesso e reconhecimento mundial e acumula nos dias de hoje um total de mais de 400 milhões de cópias com tradução em países ao redor do globo. Baita responsabilidade, não é mesmo?

Caso o autor tivesse desistido, não teria chegado nem na metade do caminho. E é justamente isso que ele quer dizer com a frase: desistir não te leva a lugar nenhum, mesmo se você for a pessoa mais talentosa do planeta Terra!

Menos é mais

“Leitura fácil é uma escrita muito difícil”.

Depois de entender e ter criado um significado próprio para essa frase, nunca me esqueci dela na hora de produzir qualquer texto que fosse.

O conselho é bem auto explicativo e não demanda nenhum esforço gigantesco para entendê-lo: um dos maiores desafios de qualquer escritor é deixar a leitura o mais fácil e fluida possível.

Já passamos da época (para ser sincera, eu nem sei ao certo se ela já existiu de verdade) onde um texto considerado como legal e bem escrito era aquele lotado de expressões difíceis e frases praticamente incompreensíveis. Todavia, muita gente ainda acredita nisso e pensa que escrever bem é se parecer como um intelectual do século XIX.

Nada disso! Um bom escritor é aquele que consegue passar suas ideias de maneira clara e gostosa de ler para que, dessa forma, conquiste o maior número de leitores possível.

Quem escreveu a frase foi Nathaniel Hawthorne e é possível dizer que ele foi um daqueles “intelectuais do século XIX”, porém um tipo completamente inovador. Você sabia que ele é considerado como o primeiro grande escritor dos Estados Unidos?

Pois é! O autor de “A Letra Escarlate” foi o responsável por popularizar um estilo literário ao redor de todo o país, o puritanismo. As obras de Hawthorne eram repletas de julgamentos relacionados ao pecado e considerações a respeito do “certo” e do “errado”. Sua contribuição para a literatura mundial foi muito forte e seu nome é estudado até os dias atuais.

Desprenda-se de qualquer tipo de medo

“O bloqueio normalmente vem do medo das pessoas julgarem você. Se você imaginar que as palavras estão sendo lidas, você nunca vai escrever uma linha.”

Bloqueio criativo é uma coisa que ninguém gosta, não é mesmo? Principalmente quando ele chega de mansinho em momentos onde pessoas dependem de você e é preciso fazer entregas.

A escritora Erica Jong associa o medo como um dos principais fatores que alimentam o bloqueio. Se você consegue identificá-lo como uma questão na sua rotina, faça exatamente o que ela diz: finja que está escrevendo para si mesmo e que ninguém vai ler o conteúdo.

Dessa forma, solte sua imaginação, use suas melhores palavras, agrupe as ideias da maneira mais criativa possível e deixe a escrita fluir! Quando menos esperar, terá um texto prontinho na sua frente prestes a tomar vida.

Erica teve bons motivos para dizer essa frase: a autora foi uma das pioneiras a falarem sobre sexo e prazer feminino de forma livre e empoderada. Ela afirma em entrevistas que, na época da publicação de um dos seus livros mais famosos, chamado “Medo de Voar”, ela não era respeitada enquanto escritora. Além disso, pessoas a chamavam de palavras de cunho pejorativo e até de bruxa e destruidora da civilização ocidental.

Imagine estar no papel dela? Caso o medo tivesse a acompanhado durante todas as fases de produção de seus materiais, Jong provavelmente não teria saído da terceira página de seu segundo livro.

A criatividade sempre será sua maior companheira

“Você não pode acabar com a sua criatividade. Quando mais você usa, mais você tem.” Maya Angelou.

Um dos motivos que pode levar um escritor ao desânimo e falta de motivação é o medo da qualidade e potencial do próprio conteúdo. Questões como a criatividade podem ser colocadas em cheque em momentos onde não temos certeza se as produções vão bem ou não e, acima de tudo, se somos bons escritores ou não.

A melhor forma de descobrir a resposta para essa dúvida e de mostrar para si mesmo o seu potencial e qualidade de trabalho é praticando. Ninguém, em nenhuma carreira, se torna um profissional melhor quando permanece parado. Já ouviu falar naquela frase “prática leva à perfeição”?

Pois é! Tenha em mente que o aprimoramento de um talento só é feito de verdade quando ele é lapidado e reforçado dia após dia.

A autora dessa frase é muito famosa e sua história de vida merece um outro conteúdo só para ela. Maya Angelou, além de escritora, foi ativista e lutou por causas relacionadas aos direitos humanos, trabalhando também como atriz.

Sua vida foi muito difícil (aos 8 anos ela sofreu um estupro cometido pelo namorado da mãe) e, além de todo o trauma vivido na infância, ela precisou lidar com todo o preconceito e racismo existente nos Estados Unidos do século XX.

Depois de muita luta e dificuldade para se mostrar ao mundo, ela alcançou feitos incríveis, como o fato de ter se tornado a primeira mulher negra a ser roteirista e diretora em Hollywood. Muito orgulho, não é mesmo?

Ter contato com frases ditas por pessoas que, depois de inúmeros desafios pessoais e lutas diárias, conquistaram seu lugar ao sol e se destacaram em meio a uma profissão tão desafiadora, é uma ótima forma de deixar o medo pra lá e se lembrar do quão talentoso e capaz você é.

Se você gostou de conhecer essas frases de inspiração, avance alguns passos no quesito “literatura para escritores e profissionais de redação” e conheça opções de livros para profissionais criativos!

Livros para Profissionais Criativos

Posts populares com esse assunto