Finanças Pessoais

Finanças Pessoais: 6 dicas e estratégias para organizar seu dinheiro

Você tem dificuldade de cuidar do seu dinheiro? Conheça 6 dicas e estratégias para colocar as suas finanças pessoais nos trilhos!

Para um profissional freelancer, organizar as suas finanças pessoais é uma obrigação. Mesmo com a previsibilidade de renda, é difícil saber exatamente quanto você ganhará todos os meses. Dessa forma, ter um controle de gastos e registrar todas as suas movimentações garante uma saúde financeira tranquila.

Segundo pesquisa do SPC, 58% dos brasileiros não se dedicam ao controle das finanças. Isso explica o grande número de pessoas que enfrentam dificuldades para pagar as suas contas e precisam recorrer a empréstimos, o que acaba com a flexibilidade do orçamento.

Para ajudar a resolver esse problema, separamos 6 dicas para você colocar as suas finanças em dia e conseguir aproveitar melhor o seu dinheiro. Confira!

1. Utilize a tecnologia

O desenvolvimento da tecnologia permitiu um melhor controle dos gastos pessoais. É possível baixar planilhas na internet ou fazer o download de aplicativos que acompanham o uso do cartão de crédito e mostram a sua condição financeira. O Guiabolso e o Organizze são os dois exemplos mais conhecidos.

A grande vantagem desses aplicativos é que não é necessário adicionar todos os gastos de forma manual. Quando você cria a sua conta, eles sincronizam as suas informações bancárias e atualizam o saldo sempre que você fizer uma compra ou receber o salário. Eles também são gratuitos e fáceis de usar.

Para o freelancer (que não tem salário fixo), outra dica legal é a planilha de controle de gastos da Rock Content. Esse arquivo foi feito especialmente para esse tipo de profissional e permite colocar o prazo da entrega e o valor de cada serviço, por exemplo. Assim, você sabe quanto ganhará naquele mês e pode se planejar.

Planilha de Controle de Gastos MensaisPowered by Rock Convert

2. Fuja das dívidas

A dívida é a grande inimiga da sua saúde financeira. Na verdade, ela está presente na vida dos mais de 63 milhões de brasileiros que estão com o nome sujo, segundo levantamento do SPC. Para derrotá-la, a primeira dica é conhecer os seus gastos fixos e separar uma parte da renda para quitá-los mensalmente.

O vilão mais comum é o cartão de crédito. Quando você não paga uma fatura inteira, os juros do crédito rotativo, que são os maiores do mercado, aumentam exponencialmente o valor — o mesmo vale para o cheque especial. Por isso, é importante só gastar o que você tem condições de pagar.

Se você tem pendências financeiras em aberto, procure os credores para negociar e limpar o seu nome. Em geral, é possível conseguir ótimos descontos com as empresas, já que elas sabem que o valor total provavelmente não será pago. Quando resolver todas as pendências, foque em não criar novas dívidas!

3. Crie uma reserva de emergência

Para escapar das dívidas, a principal estratégia é montar uma reserva de emergência. Sua função é servir como uma garantia de que você terá dinheiro para pagar as suas contas mesmo que fique sem renda ou passe por problemas pessoais que impeçam que você trabalhe.

Essa dica é ainda mais importante para o freelancer, que não tem salário fixo e férias remuneradas. Dessa forma, calcule quanto seria necessário para você sobreviver com o seu estilo de vida atual durante seis meses e vá guardando um percentual da sua renda mensalmente até formar essa reserva.

Esse dinheiro pode ser deixado na poupança ou aplicado em algum produto financeiro com resgate imediato, como o Tesouro Selic. Assim, no caso de alguma emergência, você não fica sem dinheiro e não tem a necessidade de contrair dívidas, de modo a não prejudicar a sua flexibilidade financeira.

4. Invista o seu dinheiro

A palavra investimento assusta aqueles que não têm nenhum conhecimento de mercado financeiro. Isso explica o grande número de brasileiros que ainda investem na poupança, que é o produto financeiro de menor rentabilidade. Porém, é importante buscar novas formas de aumentar o seu patrimônio.

O Tesouro Direto é um programa do governo federal para pagar os títulos de dívida pública. Com apenas R$ 30 já é possível começar a investir. Essa opção é considerada tão segura quanto a poupança, já que está vinculada ao patrimônio público.

Reserve uma quantia todo mês (mesmo que seja pequena) para investir. Com disciplina, seu patrimônio crescerá proporcionalmente à sua ascensão profissional. Em alguns anos, é provável que você alcance a tão sonhada independência financeira.

5. Reduza os gastos

Sabe aquele sonho que você tem de conhecer novos países ou trocar de apartamento? O planejamento financeiro é o segredo para realizá-lo, mas é preciso ter disciplina com o dinheiro. Por isso, um dos primeiros passos para organizar a sua vida financeira é cortar os gastos supérfluos que comprometem o orçamento.

Se você tem o costume de almoçar fora sempre, por exemplo, reserve alguns dias para comer em casa. Outra dica é parar de pagar tarifas bancárias, como transferências e anuidade do cartão de crédito — existem contas digitais que não cobram nenhuma taxa e permitem fazer todas as operações.

Em um primeiro momento, essa mudança de hábitos pode significar algumas privações. Porém, após algum tempo o dinheiro começará a sobrar no fim do mês e você poderá alcançar os seus objetivos sem comprometer o orçamento. O foco não é gastar menos, mas sim gastar melhor.

6. Faça um planejamento financeiro regularmente

A última dica (não menos importante) é fazer um planejamento dos seus gastos. O ideal é que, todos os meses, você projete quanto gastará no próximo. Assim, é possível controlar a sua renda e entender quanto precisa produzir para arcar com todos os compromissos.

O mesmo vale para as férias. Para o profissional autônomo, um mês sem trabalhar significa uma queda na renda, por isso, elas devem ser planejadas com antecedência. Porém, se você destinar uma parte do salário todos os meses para o lazer, é possível que consiga poupar o suficiente para não ter problemas.

Ao fazer esse planejamento, você também descobre as despesas que são desnecessárias e podem ser cortadas. Programas mais caros podem ser substituídos por passeios ao ar livre ou por alguma atividade mais barata em casa. Por outro lado, gastos com moradia e alimentação devem ser priorizados.

Organizar as finanças pessoais é o principal segredo para melhorar a qualidade de vida e ter sucesso como freelancer. A sensação de ter dinheiro sobrando no fim do mês é melhor que o malabarismo para pagar todas as contas no sufoco, então, siga essas dicas para se planejar melhor e conseguir realizar os seus sonhos.

Esperamos que este artigo mude a sua relação com o dinheiro. Que tal compartilhar o conteúdo nas redes sociais para ajudar os seus amigos a cuidar melhor do orçamento?

Planilha de Controle FinanceiroPowered by Rock Convert