Por Caroline Abrantes

Analista de Comunidade na Rock Content.

Publicado em 27/12/2019. | Atualizado em 02/01/2020


Sair de férias sendo freelancer é algo improvável para muitos profissionais, mas com boa organização é possível viver estes merecidos dias de glória, e descanso! Confira neste artigo o que a Comunidade da Rock Content revela sobre as férias na vida freelancer.

É inevitável falar de férias quando chega dezembro. Além das pesquisas pelo termo dispararem neste mês, essa é a época em que muitas empresas e o setor público saem de recesso, instituições de ensino pausam suas atividades e quem é freela, bem… quem é freela continua freelando. 

A menos que o profissional mude esta realidade com planejamento e organização. Continue lendo para saber como os freelas da Rock Content se preparam para as tão sonhadas férias!

Fim de ano é uma época de contradições. Por um lado, sentimos o peso do trabalho e das preocupações que se acumularam ao longo daqueles meses e parecem encontrar seu ápice justo nesse período, talvez esperando uma redenção no ano novo que se aproxima. 

Para quem é pai ou mãe, a época pode acabar virando trabalho dobrado, ou triplicado, na tentativa de conciliar os jobs com os filhos em casa em tempo integral. Por outro lado, dezembro também é uma época de comemorações, feriados importantes, e claro: férias!

Quem é freelancer sabe que sair de férias pode ser mais complicado do que se imagina. Não apenas pelo planejamento financeiro, já que o profissional autônomo só gera renda quando trabalha, mas principalmente pela conciliação do calendário de jobs.

Complicado, sim. Impossível, jamais!

A Larissa Mendes é revisora freelancer da Rock Content e tirou férias em agosto deste ano. Enquanto viajava, criou um tópico na Comunidade falando justamente da dificuldade de se desligar:

“Minha questão é: como vocês tiram férias? Não falo muito da organização financeira, mas no sentido de conseguir se desligar mesmo.

Eu estou alguns dias de férias agora, semiplanejadas, digamos, em outro país, um negócio incrível para mim, mas não consegui me desligar 100%. Pegava pelo menos uma ou duas tarefinhas por dia para fazer à noite. Como sou revisora, era mais tranquilo. Mas fiquei pensando que era para dar uma desligada 100% e conseguir descansar, né?

Como vocês lidam com isso?”

Você se reconheceu no comentário? Assim como a Larissa, muitos freelancers têm dificuldade em se desconectar.

Na verdade muitos profissionais, independente da área de atuação. De acordo com um estudo realizado pela Randstad da Espanha, mulheres graduadas com idade entre 25 e 34 anos são o grupo que mais tem dificuldade para se desconectar no período de férias

Coincidência ou não, a Mercado Freelancer 2019 mostrou que esse também é o perfil do freelancer brasileiro com maior representatividade na amostra.

mercado freelancer 2019Powered by Rock Convert

Pode isso, produção?!

O que mais nos chamou a atenção no tópico foi que, de toda discussão, apenas um freela tinha tirado férias de mais de 10 dias. A boa notícia é que muitos já estão planejando esse merecido descanso.

Achamos a discussão tão interessante que resolvemos trazer para o blog. Então, vamos ver o que a Comunidade disse sobre o assunto?

O primeiro depoimento não é muito animador, mas serve como alerta

A freelancer Caroline Silva até tirou férias, mas ficou traumatizada com a perda de um cliente importante, por causa do desencontro das agendas. Isso reforça como a conciliação do calendário de jobs é importante.

“Na última vez que saí de férias, perdi um importante cliente — e eu estava só no começo da minha vida 100% freela. O cliente precisava de mim para um job, recusei por conta do conflito de datas, ele encontrou outra pessoa para o trabalho e, desde então, ficou com essa pessoa.

Isso me traumatizou de tal forma que eu nunca mais consegui organizar umas férias. Kkk

(cada k é uma lágrima.)

Se tudo der certo com meus planos, devo tirar duas semanas no fim de setembro e já estou com frio na espinha de medo de perder alguma boa oportunidade de trabalho. 😦

Já a freelancer Rebeca Nascimento venceu a desorganização e conseguiu se planejar para nada menos que 15 dias de férias. Um glamouroso caso de sucesso!

“Foi um grande desafio pra mim também, mas com algumas estratégias consegui me desligar por 15 dias.

Vou te dizer que foi super recompensador fazer isso a primeira vez e pretendo fazer novamente.

~se organizar direitinho, todo mundo tira férias~ haha”

A Nalva Amancio, que também é freelancer da Rock, compartilha do desejo, mas ainda não começou a se planejar:

“Nossa, quero muito. Aliás, necessito de férias. Queria ficar pelo menos 1 semana SOZINHA numa pousadinha litorânea.

Mas vai levar uns bons anos ainda pra eu tirar férias, do trabalho e, principalmente, dos 2 filhos 🤣

Assim como Nalva, a freelancer Joanna Nandi também gostaria de tirar aquelas férias longas, que dá gosto só de pensar, mas reconhece sua fraqueza por jobs:

“Só consegui férias super parceladas… pego folga umas 4 vezes no ano, mas costuma ser uns 4-5 dias cada só (incluindo um fim de semana nisso).

Sonho com os 30 dias da Carteira de Trabalho (CLT), mas se me conheço, mesmo me organizando, eu não vou aguentar tanto tempo sem dar um f5 e pegar alguma tarefa que acho legal hahaha”

No entanto, é como dizem por aí: o primeiro passo para mudar é se conhecer. E isso parece que a Joanna já faz muito bem, então podemos dizer que a freelancer está no caminho certo para conseguir se planejar e se conter nas férias.

Outra profissional que não consegue passar muito tempo longe dos jobs é a Fernanda Monteiro, olha só o depoimento dela:

“No finalzinho de janeiro deste ano conseguimos (meu marido e eu) tirar uma semaninha de férias. Como ele também é freela da Rock, tivemos que nos organizar direitinho durante o ano passado para possibilitar os dias de folga. Montar uma reserva que fosse o suficiente para arcar com nossos compromissos mesmo estando off foi fundamental para possibilitar as nossas férias.

É claro que além disso também incluímos os gastos com a viagem e outras despesas. Como somos em dois, foi mais fácil, mas acredito que com um pouco de disciplina e alguns cortes no orçamento é possível montar uma reserva bacana. 😉

Mas se desligar do serviço foi um pouco difícil naquela semana. Apesar de que a folga foi importante pra mente, vez ou outra sempre dava aquela espiadinha na plataforma para namorar as tarefas.

Planejamento é fundamental

A Isabela Sartor e a Katiuscia Couto também se interessam pelas férias prolongadas, mas até então só conseguiram tirar alguns dias. 

Entretanto, isso não necessariamente é algo ruim. Apesar do efeito não ser o mesmo das férias de 8 dias, se a pessoa realmente se desconectar neste período, a pausa de um feriado prolongado pode aliviar o estresse e proporcionar um efeito positivo ao trabalhador. Por essas e outras é que o autoconhecimento é fundamental!

“Eu só consegui tirar alguns recessos. Coisa de ficar uns 5 dias de folga. O que eu consegui fazer foi, alguns dias antes, pegar textos a mais. Na volta, também aumentei um pouco a carga horária.

Ainda quero tirar mais tempo, tipo 15 ou 20 dias. Então, imagino que eu teria que me programar bem, uns meses antes.” explica Bela.

“Eu tirei no máximo 7 dias também, a primeira vez foi na época do RD Summit 2018, mas como foi de última hora (as férias), eu chegava do evento e trabalhava.

Depois me organizei para o carnaval, trabalhei a mais nas semanas antes e depois (para recuperar os gastos).

Pretendo tirar uns 15 dias no final desse ano e vou pegar dicas dos freela aqui 😅🙃 — conta Katiuscia. 

E vejam como o planejamento realmente funciona! Quando contamos que esse conteúdo estava sendo escrito, a Katiuscia fez questão de atualizar seu comentário para mostrar que, neste exato momento, está curtindo o ócio criativo das férias:

“Vou atualizar meu comentário então:

Vou tirar uma semana de férias e, para isso, me organizei financeiramente antes, com metas em dinheiro, determinando o mínimo e fazendo um pouco a mais para os gastos das férias. Além disso, organizei as demandas e avisei os analistas. Na volta, pretendo compensar essa semana que fiquei fora com tarefas extras.

Vou conseguir viajar e descansar na praia 🥰.

Previsibilidade para sair de folga

A Viviane Souza já tem o seu ritual, e trabalha com um planejamento de meses de antecedência para levantar o orçamento da viagem:

“Eu costumo tirar uma semaninha de folga no início do ano sempre que a minha prima que tem apartamento na praia me chama pra um passeio, hehehehehe 😄

Mas estou planejando férias em duas etapas (igual em algumas empresas lá na Carteira de Trabalho CLT, kkkkkkk).

Duas semanas em novembro (provavelmente do dia 15 até o dia 30 porque sei que a demanda em dezembro e janeiro, apesar do período de festas, vai ser alta porque a maioria prefere folgar nas festas de fim de ano 🤑 É sério, já percebi que meu faturamento aumenta bastante nos meses de Dezembro e Janeiro. \0/

Ainda não planejei as outras duas semanas. Provavelmente vão ficar para fevereiro ou março 😜)

Mas para isso já estou dobrando a produção por aqui, porque não adianta nada sair de férias sem dinheiro, né? 🙄😁

A partir dos depoimentos percebemos que, independente do período do ano, tirar férias de 15 ou 30 dias é uma possibilidade real para o estilo de vida freelancer. Porém, alguns cuidados devem ser tomados:

  • Avisar a todos os envolvidos com antecedência, como clientes, prospects, parceiros e analistas (no caso de quem trabalha com a Rock Content), para que todos se programem e não gere nenhum prejuízo para o freelancer. 
  • Adiantar tarefas e aumentar a produtividade antes e depois das férias, para criar uma reserva financeira.
  • Contar com o suporte de um parceiro de confiança, que fique de sobreaviso para possíveis alterações ou tarefas de urgência, e que não vai “roubar” o cliente.
  • Alinhar o período de férias com a programação do resto da família, principalmente para quem tem crianças. 
Powered by Rock Convert

Para finalizar, uma dica comum no ambiente corporativo e que contribui fortemente para conseguir se desligar é: informe que você estará ausente em todos os seus canais de comunicação, deixando um aviso por e-mail, na agenda digital, WhatsApp e outras plataformas em que você se comunica com os clientes.

Na mensagem, informe também o contato de um parceiro que possa cobrir suas férias, caso faça sentido.

Gostou de conhecer as possibilidades para tirar férias sendo freelancer? Esperamos que esse conteúdo te inspire a planejar o seu merecido período de descanso.

Tem alguma dica que gostaria de compartilhar com a Comunidade? Preencha o formulário abaixo para descrever a sua ideia de artigo!

Você tem alguma história de vida como freelancer que gostaria de compartilhar com a gente? Confira o formulário abaixo.
powered by Typeform

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *