Por Raphael Alves

Publicado em 21/10/2020. | Atualizado em 30/09/2020


Elementos linguísticos são engrenagens essenciais de boas histórias. Com eles, conseguimos capturar a atenção, persuadir e entreter os leitores. Mas como eles funcionam? Por que você os aplica na redação para web sem, muitas vezes, se dar conta disso?  

Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

Boas histórias ficam na memória e podem ser transmitidas numa rede de tráfego quase que infinita. Isso acontece porque as histórias com poder de engajamento compartilham elementos comuns. Quando as contamos por textos escritos, estamos submetidos a estruturas e elementos linguísticos que são percebidos somente com um olhar mais atento.

A área científica comprometida a estudar esse assunto é a linguística. Dela, conseguimos tirar elementos linguísticos indispensáveis à redação para web. Neste post, vamos entender mais sobre a linguística e como funcionam esses elementos. Confira!

O que é linguística?

A linguística é uma área de estudos interessada no funcionamento das operações que regulam as etapas de produção, construção e recepção de textos orais e escritos. Como você pode imaginar, uma área tão abrangente como essa tem inúmeros ramos.

O ramo que mais nos interessa aqui é a linguística de texto. Nas palavras de Luiz Antônio Marcushi, linguista brasileiro e autor de “Linguística de texto: o que é e como se faz?”:

“A linguística textual trata o texto como um ato de comunicação unificado num complexo universo de ações humanas.”

Com “complexo universo de ações humanas”, Marcushi avisa que o texto nunca está isolado, sempre é produzido para o outro, um interlocutor situado em outra realidade, que vai deduzir interpretações a partir dos elementos linguísticos reunidos no conteúdo.

Então, a linguística textual é uma abordagem que estuda a relação entre os elementos internos e a unidade de sentido que chamamos de texto. Para ela, a organização desses elementos internos está sempre ligada a uma necessidade de uso.

Um bom exemplo disso são os diferentes formatos de uma redação para web. Infográficos, e-books e blogposts estabelecem várias maneiras de interagir com o leitor e comunicar um assunto.

Os elementos internos de e-books e blogposts, não só no design, mas também na área textual, precisam ser diferentes porque são formatos que correspondem a diversas necessidades de uso.

Entender como funcionam os elementos linguísticos nesses e em outros casos é um passo importante para dominar a arte de contar boas histórias. Como vimos até aqui, a linguística vai nos ajudar nessa tarefa árdua e animadora.

Qual é a importância dos elementos linguísticos?

Se você já pesquisou sobre a jornada do herói, estrutura mítica indispensável para contar boas histórias, sabe que existem elementos internos que regem o seu funcionamento. Na maioria das vezes, eles são os seguintes:

  • herói;
  • objetivo;
  • obstáculos;
  • mentor;
  • moral da história.

Esses são os elementos básicos que não podem faltar na jornada do herói. Todos eles estão regidos por uma sequência de etapas detalhadas no livro “A Jornada do escritor: estrutura mítica para escritores”, de Christopher Vogler. Veja quais são elas:

  1. mundo comum;
  2. chamado à aventura;
  3. recusa do chamado;
  4. encontro com o mentor;
  5. a travessia do primeiro limiar;
  6. obstáculos;
  7. aproximação da caverna secreta;
  8. provação;
  9. recompensa;
  10. caminho de volta;
  11. ressurreição;
  12. o retorno com o elixir

Embora a estrutura seja discutida na maioria das vezes quando falamos de bons filmes, não podemos nos esquecer das particularidades dos textos que sabem usá-la, porque o nível da linguagem do texto é a palavra, e não a imagem.

Embora os roteiristas também precisem fazer um bom uso do jogo de palavras, o resultado final do seu trabalho são as imagens.

Sãos os romancistas, contistas, redatores para web e todos os profissionais do copywriting que precisam de atenção para fazer a jornada do herói funcionar no nível da palavra, mais especificamente no jogo interno dos elementos linguísticos.

O storytelling no marketing de conteúdo pressupõe esse cuidado do redator. É dessa forma que conseguimos inspirar e persuadir os leitores, conduzi-los na superação dos obstáculos e cativá-los com a moral da história.

Quais os 5 elementos que não podem faltar na redação para web?

Para início de conversa, preciso avisar que neste tópico vamos entender como os elementos linguísticos da redação para web funcionam na jornada do herói. Estamos falando de cases de sucesso, depoimentos, landing page e outros formatos de conteúdo que usam essa estrutura. Acompanhe.

1. Substantivos e pronomes

Substantivos são palavras que nomeiam seres, coisas e sentimentos. Pronomes são palavras que referenciam substantivos já mencionados no texto. Eles são importantes para o texto narrativo, na medida em que os leitores sabem, por meio deles, quem são os personagens principais e quando eles são retomados na história.

É importante ter cuidado com esses dois aspectos, pois a repetição de substantivos e referências equivocadas no uso de pronomes não só tornam a leitura da história confusa, mas também prejudicam a credibilidade do texto.

2. Tempo verbal

O tempo verbal predominante em histórias é o passado ou o pretérito. Usar bem os verbos, principalmente os verbos de ação (correr, andar, ir, pedir etc) é fundamental para dar progressão aos acontecimentos da história.

Por meio dos verbos, você consegue situar a sequência de fatos que ocorrem em passados diferentes. Por exemplo, para situar o início de uma história, antes dos fatos principais, geralmente se usa o pretérito imperfeito: “no início do ano, a loja de Júlio recebia poucos clientes, as pessoas passavam pela entrada como se ela não estivesse lá”.

3. Discurso na narração

O discurso da história pode ser produzido por diferentes tipos de narradores. O mais comum é o narrador em 3° pessoa, aquele que consegue narrar tanto o que se passa nos espaços quanto na cabeça dos personagens.

O narrador em 1° pessoa é mais frequente em relatos pessoais, enquanto o narrador em 2° pessoa pode ser usado em todos os casos, mas com cautela, pois ele está sempre se direcionando ao interlocutor do texto.

4. Advérbios e expressões adverbiais

Os advérbios a as expressões adverbiais atribuem noções de tempo, modo, lugar e intensidade às ações contadas na história. Embora sejam um dos elementos essenciais da redação para web, os advérbios, principalmente de modo, precisam de atenção extra na hora da escrita.

Diferentemente do inglês, que usa um singelo “ly” para os advérbios, o português exige o sufixo “mente”, que alonga demasiadamente as palavras. Por isso, se usado frequentemente, o advérbio arrasta desnecessariamente a leitura, criar rimas inapropriadamente e impede que as ideias sejam transmitidas claramente — como tentei demonstrar neste parágrafo.

Ninguém olha para um texto e pensa “estou sentindo a falta de advérbios“. Dê nome às coisas! Algo “totalmente sem significado” é algo “insignificante”. “Um objetivo “sem uso” é um objetivo “inútil”.

5. Pontuação

à pontuação é um detalhe muito importante em textos narrativos. Isso porque, além de cumprir a função de orientar a leitura segundo as regras gramaticais, ela intensifica sentimentos (como o uso de “…” no final de uma fala) e pode ser usada para destacar a fala de personagens. Nesse último caso, o mais comum é o uso de travessões (—) antes de cada diálogo.

Longe de ser uma área em que o interesse é restritamente acadêmico, a linguística oferece ferramentas totalmente aplicáveis para quem produz a redação para web. As engrenagens do texto que escrevemos sempre podem ser relevadas, demonstrando como elas se repetem e funcionam para despertar a atenção, a empatia e o engajamento do nosso querido leitor.

Vimos que o uso dos elementos linguísticos é parte essencial da tarefa de contar boas histórias. Se você se interessa por storytelling e jornada do herói, confira o curso que a Rock preparou sobre esses dois assuntos!

Mini-curso de Storytelling: Conquiste sua audiência contando boas históriasPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto