documentos para freelancers

[Ferramenta] Kit completo de documentos para freelancers

Quer descomplicar sua carreira de freelancer? Baixe nosso super kit com todos os documentos que você precisa para organizar sua vida profissional!

Quer descomplicar sua carreira de freelancer? Baixe nosso kit completo com todos os documentos para freelancers que você precisa para organizar sua vida profissional!

A carreira de freelancer é cheia de vantagens! Trabalhar de onde e quando quiser, e a liberdade de escolher quais trabalhos fazer são algumas delas. Mas a rotina desse profissional independente também tem seu lado burocrático.

Além da execução dos projetos, o freela precisa organizar suas tarefas, manter um canal aberto de comunicação com os clientes, ficar atento aos prazos e fazer o controle de pagamentos de cada projeto. Tudo isso enquanto procura novos jobs.

Bastante cansativo, não é? Mas, para te ajudar nessa tarefa, nós, da Comunidade Rock Content, criamos um super kit com os principais documentos para freelancers que você precisa para organizar sua vida profissional! Confira:

Contrato de prestação de serviços

O contrato de prestação de serviços é a melhor maneira de resguardar os seus direitos e os do cliente. Afinal, vocês estão firmando um compromisso de duas vias — o seu, de entregar um projeto de alto valor no prazo, e o dele, de pagar pelo seu trabalho.

Muitos profissionais deixam de providenciar esse documento e acabam perdendo todo o investimento no projeto por desacordo ou desistência com a outra parte. É por essa razão que o contrato deve prever todas as situações possíveis e especificar o que acontece, por exemplo, no caso de alguém não cumprir o combinado.

Parece complicado, mas não é! No nosso kit, você vai encontrar um template de contrato de prestação de serviços para personalizar e apresentar sempre que for fechar um projeto. Não dê bobeira e documente todos os acordos, hein?

Quando começamos uma relação de trabalho, é muito natural que acreditemos que ninguém jamais agiria de má-fé. Mesmo porque, no mundo ideal, vender aquilo que você faz deve ser tão fácil quanto encontrar alguém disposto a comprá-lo. Mas a verdade é que os contratos de trabalho são, para o freelancer, a única maneira de salvaguardar sua profissão e, para os clientes, são uma prova de credibilidade.

Segurança e garantias

A partir do momento que um freelancer aparece com um contrato para ser assinado por ambas as partes, fica claro que ele sabe exatamente o que está fazendo. O documento é uma forma de transmitir profissionalismo e conferir autoridade à prestação de serviços. Por isso, habituar-se a utilizá-lo pode fazer maravilhas pela sua carreira.

Porém, o contrato tem um papel mais extenso do que isso. É ele que garante, diante da Lei, que nenhuma das partes será lesada ao longo da execução de um projeto. Graças a isso, pode acontecer, por exemplo, de você apresentar um contrato para o cliente e ouvir dele quanto à necessidade de realizar algumas alterações.

Não se preocupe com isso, a não ser que elas sejam explicitamente contrárias ao seu modo de trabalhar ou façam com que o projeto ganhe um escopo maior do que acordado durante as negociações. Mudanças de prazo são as mais comuns e elas podem ser necessárias para acomodar a sua prestação de serviços ao orçamento do cliente, a fim de que ele não atrase os pagamentos combinados.

Outras alterações que podem ser sugeridas na fase de negociação de um contrato são coisas como a especificação dos formatos em que o trabalho deverá ser entregue ou a descrição detalhada do que faz parte do projeto. Esse tipo de mudança não indica, de forma alguma, que o seu cliente tem o intuito de lesá-lo e só serve para deixar a relação ainda mais transparente e alinhada.

Mas não assine nada com que não concordar. A partir do momento em que ambos entram em uma relação de trabalho regida por um contrato, disputas legais podem ocorrer e gastar com advogados provavelmente não está nos seus planos.

Proposta de serviços

Uma proposta de serviços é aquele documento que você apresenta para o cliente especificando o que você pode fazer por ele e quanto isso custará. Apesar de simples, ela deve ser levada muito a sério, já que aceitá-la implica que o cliente concorda com todos os processos especificados e você deverá seguir aquilo à risca.

Mas além de instrumento de negociação, a proposta também pode ser uma excelente ferramenta para ganhar o cliente! Por exemplo, você pode (e deve) personalizá-la para mostrar que está criando um projeto exclusivo para atender às necessidades dele. Use o template do nosso kit para fechar mais projetos! 😉

A proposta de trabalho é uma fase anterior ao contrato e define exatamente o que você poderá fazer pelo cliente. A não ser que algo esteja explícito na proposta ou tenha sido incluído nos serviços acordados antes da assinatura do contrato, seu cliente jamais poderá solicitá-lo. Não sabe como isso pode ser importante?

Esclarecimento de tudo

Vamos lhe explicar. No trabalho autônomo não há situação mais comum do que o pedido de alterações que fazem com que um projeto fuja do que foi planejado. É comum que essas alterações sejam solicitadas, não porque o cliente pretende tirar vantagem de você, mas porque ele não entende exatamente a relação de trabalho na qual ingressaram.

Documentos como o contrato e a proposta de serviços servem para estes momentos. Eles fazem valer o combinado, deixam o mais evidente possível os termos da relação freelancer/cliente e garantem o alinhamento entre os dois.

Sem uma proposta de trabalho, pode ser que você não tenha como se defender de um pedido de alteração que muda o escopo do projeto. E isso vai atrasá-lo não apenas na hora de fazer seus outros freelas bem como na busca por novas oportunidades de trabalho. O desgaste também é uma consequência natural de atritos como esses e pode transformar uma relação até então saudável em um pesadelo.

Toda vez que começamos um novo job, queremos desenvolver o tipo de confiança que garanta que o cliente em questão ficará confortável o suficiente para convidá-lo para novos projetos. Investir algum tempo na criação dos documentos que determinarão o curso dessa relação é uma maneira de proteger essa dinâmica.

Precificação por hora

Uma das maiores dúvidas de quem trabalha como freelancer é como cobrar por seus serviços. A prática mais comum no meio é a cobrança do valor por hora, mas como calcular quanto vale o seu tempo?

Se você também tem essa dúvida e está cansado de refazer os cálculos toda vez que fecha um novo projeto, é só inserir seus dados na calculadora de precificação por hora do nosso kit.

Existirão inúmeras situações na sua vida em que a precificação por hora não será a melhor escolha. Mas é conhecendo o valor do seu trabalho que será possível determinar o quanto cobrar nesses momentos. Muitos projetos incluem, por exemplo, a cessão de direitos autorais, o que faz com que eles naturalmente precisem ser cobrados de maneira distinta.

É hora de saber quanto vale seu trabalho

Porém, se você não sabe exatamente quanto vale o seu esforço, como conseguirá definir uma bonificação extra, que represente exatamente algo tão complexo quanto a cessão de direitos? Por não saberem colocar preço naquilo que fazem, muitos freelancers acabam vendo a necessidade de retornar para o trabalho tradicional e assumir uma função de carteira assinada.

O motivo mais comum é que eles não consideram os gastos que têm para realizar a sua função, apenas o esforço que dedicam a ela. A calculadora vai ajudá-lo a considerar todas as variáveis que podem influenciar no preço do seu trabalho e a evitar ciladas financeiras, das quais pode ser difícil se recuperar.

Como a maioria dos freelancers já gasta boa parte do seu tempo resolvendo pendências, lidando com a promoção de seu trabalho e fazendo, de fato, suas tarefas, é uma boa ideia contar com uma ferramenta como essa no seu dia a dia.

Controle financeiro

Quando você está em um emprego fixo, consegue monitorar perfeitamente o valor do seu salário e se ele está caindo no dia certo. Mas no caso do freelancer a situação é um pouco mais complexa.

Como você toca vários projetos com prazos e valores diferentes, acaba recebendo dinheiro várias vezes e em quantidades menores. Aí fica fácil perder o controle do saldo bancário e saber quanto realmente está ganhando por mês.

A melhor solução para esse problema é centralizar as informações. Você pode fazer isso com a planilha de controle financeiro do nosso kit. Basta inserir o valor de cada projeto, o status da entrega e o deadline.

Uma planilha de controle financeiro vai ajudá-lo para além disso. É que mesmo sendo um profissional freelancer, você ainda precisa prestar contas para o governo. Caso ainda não tenha feito o seu registro como Microempreendedor Individual, pagar impostos e declarar a sua renda pode ser um desafio.

Facilidades em ter tudo registrado

Ter tudo bem anotado em uma planilha vai fazer com que seja muito mais fácil completar seu Imposto de Renda. E vai garantir que você não cometa erros, que poderiam levá-lo para a malha fina.

Mas essa ferramenta também vai fazer com que você tenha uma noção mais clara do quanto ganha para poder então planejar como gasta. Sem ela pode ser difícil fazer planos para comprar novos equipamentos ou ampliar as suas operações, migrando para um escritório ou alugando espaço em um co-working.

Lidar bem com as suas finanças, definir de maneira clara as relações de trabalho que desenvolve com clientes, aprender a colocar um preço no que faz e passar mais credibilidade são todas coisas que estão ao seu alcance. Baixando o kit completo de documentos para freelancers você terá acesso às ferramentas necessárias para isso.

Ficou interessado? Comece agora a profissionalizar sua rotina baixando nosso kit completo de documentos para freelancers!

Mesa com notebook rodando um kit de documentos para freelancers