Por Bianca Lopes

Redatora da Comunidade Rock Content. Jornalista, publicitária, freelancer, ensimesmada e desafiadora compulsiva do bom senso.

Publicado em 29/10/2017. | Atualizado em 30/10/2017


Ser um digital influencer é oferecer conteúdos diferentes e de valor para um público interessado em um tema que você é especialista. Quer saber outros detalhes? Acompanhe o post!

O que Whindersson Nunes, PC Siqueira, Julia Petit e Felipe Castanhari têm em comum?

Todas essas pessoas produzem conteúdo online e utilizam seus canais para influenciar comportamentos. Muitos deles são responsáveis por formar opiniões não só em meios digitais, como também fora deles, e, por isso, alguns são vistos até mesmo como autoridades em determinados assuntos, como moda, humor e política.

Graças à democratização da internet, esses tipos de influenciadores estão por toda parte e até você mesmo pode ser um deles. Neste post, você vai entender o que é necessário para trilhar o mesmo caminho dos digital influencers.

Listar suas paixões

Todo digital influencer tem um nicho de mercado de atuação. Por isso, antes de começar a divulgar sua própria imagem, é preciso descobrir sobre o que você quer falar, qual é o seu nível de domínio sobre tais assuntos e saber até mesmo o tipo de marcas que deseja atrair.

Estima-se que 20 a 50% das decisões do consumidor sejam influenciadas pelas recomendações de boca-a-boca e é exatamente isso que muitos digital influencers se tornaram: embaixadores de marca confiáveis, que fornecem endossos pessoais de produtos em troca de patrocínio.

Independentemente de poder lucrar ou não com isso, encontre uma área sobre a qual você seja apaixonado e sinta que pode agregar valor. Uma vez que se posiciona em um determinado nicho, será mais fácil descobrir que tipo de influenciador o você é, o que representa e como contribui para a formação de opinião do seu público.

Dica

Lembre-se que a paixão e a vocação não são passíveis de fingimento, então, ainda que seu conteúdo não seja profissional ou perfeito, é importante que seja autêntico. Exponha suas opiniões com gosto e cuidado. Você verá que até o conteúdo amador pode ser engajador ou divertido.

Delimitar o público-alvo

Agora que você já sabe o que vai ser abordado em seu canal, blog ou rede social, a próxima pergunta é: “para quem?”

Para facilitar esse trabalho, pense na construção de uma persona. Assim, toda a sua estratégia de conteúdo poderá ser focada no perfil dela. Depois, encontre pessoas interessadas em sua área de especialização, no nicho em que você quer se tornar um influenciador e se conecte com elas.

Por fim, lembre-se que seu público não é apenas um grupo de pessoas que te admiram e acompanham seu trabalho, mas também se relacionam com você. Então, quanto mais você abrir espaço para a interatividade, fazendo-lhes perguntas e direcionando sua conversa para os assuntos que lhes interessam, mais comprometidas elas serão com a contribuição para o seu canal.

O mais importante nessa jornada é ter paciência, pois nem a popularidade nem o reconhecimento aparecerão da noite para o dia.

Produzir conteúdo relevante sobre os temas que escolheu

Aqui na Rock, vivemos repetindo que o “conteúdo é rei” e não é à toa. A chave para se construir como influenciador, tornar-se uma autoridade ou uma referência de pensamento na área de sua paixão é a criação de um conteúdo que ofereça perspectivas diferentes ou interessantes.

Para isso, é preciso se manter bastante informado e saber se expressar sem muita timidez. Uma dica é procurar uma abordagem mais específica para promover um diferencial ao seu conteúdo e fazê-lo se destacar dos demais.

Se você gosta de música e deseja falar sobre a história do jazz, por exemplo, pense em quantos outros já abordaram esse assunto antes. Em vez de insistir em falar sobre algo que sua persona já deve conhecer, experimente focar apenas na história do jazz manouche, que pode ser uma novidade interessante para ela.

Frequência de postagem

Outro detalhe é que, com tantos blogs, vídeos, podcasts e memes disputando a atenção de sua persona, é preciso que a sua frequência de postagens seja regular (de preferência diária ou semanal). Assim, as pessoas que já viram seu trabalho não se esquecerão de você.

Compartilhar e interagir até não poder mais

O networking é importante em qualquer profissão, inclusive, para os digital influencers. Afinal, para fazer sucesso, é preciso ser visto. E isso só é possível por meio do compartilhamento e divulgação de seu trabalho.

Depois de criar seu conteúdo, não apenas publique-o e espere que as pessoas apareçam, porque elas provavelmente não virão. Para alavancar suas visualizações, conte com o poder das redes sociais. Envolva-se em conversas, descubra o que o seu público está perguntando e sobre quais assuntos conversam em sua área. Tente ajudá-las com a sua produção de conteúdo.

Outra dica é fazer parceria com outros influenciadores que tenham interesse ou também atuem no seu nicho para aumentar a visibilidade do seu conteúdo. Você também pode participar de jogos, tags e desafios virtuais. Assim, o seu comentário fica mais fácil de ser localizado e pode até fazer parte da barra de relacionados de alguma pessoa mais influente.

Começar a pensar em um planejamento de marketing

Se você deseja ganhar dinheiro como um produtor de conteúdo online, tenha em mente que as grandes marcas têm parte de sua atenção voltada para os digital influencers, não só pela quantidade de leads que possuem, mas também porque são alvos perfeitos para um tipo de publicidade mais assertiva e voltada para uma audiência segmentada.

Os posts patrocinados, anúncios, programas de marketing de afiliação e participação em eventos são apenas algumas maneiras de usar a publicidade a seu favor. É por isso que a produção de conteúdo web virou um assunto que desperta o interesse de empreendedores digitais e já até suscitou a criação de algumas faculdades para a graduação de digital influencers. Dá para acreditar?

Itens do planejamento

Sendo assim, se você deseja fazer sucesso com a exposição de seus pensamentos online, é importante pensar em fazer um planejamento completo de marketing antes de começar até mesmo a gravar seus vídeos ou escrever no seu blog. Para isso, procure incluir algumas informações, como:

  • Descrição detalhada e completa da sua persona;
  • Possíveis ferramentas para mapear influenciadores e mensurar campanhas;
  • Palavras-chave dentro de conversas do seu público;
  • Marcas locais e anunciantes que podem aceitar parcerias;
  • Pautas e temas para protagonizar o conteúdo.

O segredo para o sucesso financeiro dos digital influencers está no envolvimento, interação e criação de relacionamentos significativos com seu público. Assim, é possível mostrar aquelas marcas que combinem com seu perfil e possam agregar valor ao seu nicho.

Gostou do post?  Se você quiser mais dicas sobre produção de conteúdo web e continuar por dentro de todas as novidades da Comunidade, não deixe de assinar nossa newsletter!

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *