Por Autor Convidado

pelo blog da Comunidade Rock Content.

Publicado em 16/07/2019. | Atualizado em 15/07/2019


Se você trabalha remotamente, sabe que a rotina pode oferecer uma série de dificuldades, certo? Então, confira 5 dicas de ouro que vão facilitar sua vida!

Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Se você está desempregado ou insatisfeito com seu emprego atual, já deve ter pensado em se tornar um freelancer, não é mesmo? As vantagens dessa modalidade de atuação são tentadoras, mas vêm acompanhadas de alguns desafios que assustam muitos profissionais que atuam remotamente, ou ainda, que pretendem passar a atuar dessa forma. 

A boa notícia é que existem muitas ferramentas e ideias que tornam essa jornada muito mais fácil e compensadora. Neste artigo, trouxemos um apanhado de dicas que ajudarão você a aproveitar tudo o que o trabalho remoto tem de melhor a oferecer. Então, fique atento e boa leitura!

1. Tenha uma ideia melhor sobre você

A primeira ideia que você precisa ter é sobre si mesmo. Muitas pessoas acabam não se conhecendo bem como profissionais, principalmente por terem construído suas carreiras com base no que lhes foi imposto pelas empresas onde atuou. Por isso, antes de partir para o trabalho remoto, pense nas seguintes questões.

Quais são as suas habilidades?

As habilidades são as coisas que você faz bem-feitas. Alguns têm facilidade com a escrita, outros com planilhas, outros com vendas e assim por diante. Pense nas tarefas que costuma realizar, mesmo as que não tiverem cunho profissional, e liste-as como seus pontos positivos.

O que você gosta de fazer?

O que você gosta de fazer pode ou não coincidir com o que você sabe fazer bem. O importante aqui é se conhecer sem se julgar. Você pode ser um excelente vendedor, mas gostar mais de analisar os dados das suas vendas do que efetivamente vender. Isso ajuda a identificar pontos que se tornarão os principais motivadores do seu sucesso.

O que interfere na sua concentração?

Como estamos falando de trabalho remoto, algumas características são essenciais. Existem pessoas que precisam da figura do líder ao seu lado para se manterem focadas em suas tarefas, outras preferem a liberdade de não ter chefe. 

Seja qual for o seu caso, é preciso ter em mente que existem diferenças entre um escritório tradicional e um coworking ou home office. Você precisará entender como tudo isso afetar a sua capacidade produtiva.

2. Invista na sua imagem como profissional

Enquanto você se conhece melhor, invista em sua imagem como profissional. A comunidade ao seu redor precisa saber quem é essa pessoa que está se lançando no mercado e o que ela tem a oferecer. Para isso, temos 3 estratégias que sempre funcionam muito bem.

Crie um portfólio

O portfólio é uma amostra do seu potencial. Por meio dele, você é capaz de mostrar a qualidade do seu trabalho ou serviço e o que seus clientes podem esperar. De preferência, coloque essas referências em um site, afinal as pessoas usam a internet para tudo hoje em dia, inclusive para encontrar os profissionais que precisam. 

Use suas redes sociais

As redes sociais não são mais espaços exclusivos para entretenimento, elas são uma vitrine em que pessoas e empresas são avaliadas o tempo todo. Use isso a seu favor! Faça a divulgação do seu trabalho, interaja com outras pessoas e transforme interessados em clientes.

Participe de eventos profissionais

Eventos como feiras, congressos e encontros do setor são excelentes oportunidades para trabalhar o networking. Muitos coworkings promovem encontros e discussões a preços simbólicos e até mesmo gratuitos. Sua frequência nesses locais não só ajuda a aprimorar os conhecimentos, como a se fazer visto e reconhecido no meio.

3. Invista no aprimoramento dos seus talentos

O mundo está em constante evolução e tem mudado cada vez mais rápido. Seria muita ingenuidade nossa pensar que tudo o que aprendemos até aqui será suficiente para continuarmos sendo bons profissionais daqui a 5 ou 10 anos. 

Além da educação acadêmica, outras duas táticas são muito eficazes nesse sentido, veja abaixo.

Faça cursos e treinamentos

Os cursos e treinamentos são as melhores formas de atualizar seus conhecimentos sobre técnicas e ferramentas. Você pode escolher alguns mais específicos da sua atividade profissional, mas não deixe de buscar também por capacitações gerenciais. Muitas plataformas oferecem cursos gratuitos e pagos para serem feitos online, como a Universidade Rock Content e a Udemy Academy.

Inscreva-se em meetups

Os meetups são eventos menores e mais informais. De uma forma geral, eles buscam discutir temas da atualidade, questões socioeconômicas que influenciam no mercado profissional, o surgimento de novas tendências, além de fortalecer a comunidade

É um momento perfeito para se conectar com pessoas estratégicas, que vão potencializar a sua carreira.

4. Adote ferramentas que ajudem na produtividade

O ponto da história da evolução que nos diferenciou dos demais animais foi a construção e uso de ferramentas. Desde o primeiro machadinho, a humanidade cria uma ferramenta atrás da outra para facilitar a vida e suprir novas demandas. Em um ambiente profissional e conectado, elas também devem estar presentes.

Pensando no trabalho remoto de uma forma geral, as principais ferramentas serão as que permitem maior controle de tarefas, gestão do tempo e comunicação remota. Veja uma listinha de indicações:

  • Suíte Google: tem e-mail, agenda, bloco de anotações, planilhas e espaço para armazenar e compartilhar arquivos na nuvem;
  • Trello: permite uma gestão de tarefas muito eficaz e faz integração com várias outras ferramentas;
  • Evernote: crie e compartilhe anotações em diferentes formatos e dispositivos.

5. Trabalhe de um coworking

Quando pensamos em sair de uma empresa e tentar a vida de profissional autônomo, a primeira providência é minimizar os custos. Ter um escritório em casa faz bastante sentido nesse ponto de vista, mas ele não é a melhor solução. 

Algumas das dicas que foram dadas até aqui até podem ser feitas do home office, como seguir podcasts de autoconhecimento e fazer cursos online para se aprimorar. Contudo, é fora do seu casulo que você terá contato com novas pessoas, novas vivências e, acima de tudo, será visto. 

O valor que se paga para usufruir de toda a infraestrutura de um espaço compartilhado é mais barato do que montar um escritório próprio, além disso, você pode optar por utilizar apenas em alguns dias da semana. 

Enfim, os profissionais que atuam remotamente precisam de autoconhecimento e aprimoramento constante para se manterem competitivos no mercado. Por outro lado, eles também precisam de disciplina, networking e infraestrutura para lidar com o dia a dia. Tudo isso é facilitado pelos coworkings.

Então, se você quer saber mais sobre o que são e como funcionam esses espaços compartilhados, baixe nosso guia prático e aprenda tudo o que você precisa sobre coworking!

Conteúdo produzido pela equipe do Beer or Coffee.

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *