Por Guilherme Pimenta

Designer e escritor, percebi que era melhor desenhando com palavras.

Publicado em 25/06/2021. | Atualizado em 26/05/2021


Para ter uma carreira na área audiovisual, o videomaker precisa dominar a iluminação para vídeos. Não apenas saber como fazer, mas como adaptar setups e ter criatividade para que seu trabalho entregue o que o briefing exige. Neste post, vamos conversar um pouco mais sobre isso.

Quem quer iniciar uma carreira freelancer como videomaker precisa ter uma atenção especial não só com o atendimento de um briefing, mas a apresentação do conteúdo e sua coerência visual com o público-alvo do cliente. Boa parte desse trabalho vem do aperfeiçoamento profissional em iluminação para vídeos.

Neste post, queria conversar um pouco mais com você sobre isso, e quem sabe inspirar um novo diferencial no seu portfólio. Veja a importância da luz em peças audiovisuais, os equipamentos essenciais e 6 dicas para garantir resultados melhores. Vem comigo!

A importância da iluminação para vídeos

Não há nem muito o que dizer sobre a importância da iluminação para vídeos que você não consiga perceber simplesmente comparando uma produção com luz ruim e uma com a luz mais bem-trabalhada.

Ainda mais se sua ideia agora é entrar no mercado de Marketing Digital, esse trabalho é o que dá um ar mais profissional e confiável ao seu portfólio.

A iluminação adequada ajuda a destacar o conteúdo focal com mais clareza (trocadilho bastante intencional), mostrar mais detalhes de expressões faciais ou produtos apresentados e conversar esteticamente com a identidade da marca, e a identificação do público.

Com uma impressão psicológica natural de um produto de baixa qualidade, a iluminação ruim pode até diminuir a confiabilidade e o engajamento do espectador com o conteúdo.

Por outro lado, a luz certa pode ressaltar qualidades e evocar emoções mais intensas em quem está assistindo. O verbo fotografar significa escrever com luz. Se o vídeo é fotografia em movimento, profissionais que sabem usá-la estão criando um storytelling próprio com sua escrita em movimento.

Os equipamentos que você pode utilizar

A não ser que você vá fazer uma externa e seja agraciado com a luz natural perfeita por tempo o suficiente para executar seu projeto (quase nunca), os equipamentos de iluminação são as ferramentas de trabalho de um bom videomaker.

Dito isso, é preciso saber: quais são eles? Em quais você deve investir na carreira de freelancer para ter melhores resultados? Veja os principais itens que não podem faltar no seu trabalho.

Câmera

Antes de falar de luz, precisamos lembrar que a melhor iluminação do mundo não funciona assim tão bem em vídeo se a lente que a captura não faz seu trabalho direito.

Os celulares mais modernos já entregam um nível profissional de imagem e podem ser utilizados sem problemas. Mas é claro que o videomaker em algum momento precisa investir em uma câmera especializada, com lentes intercambiáveis que aproveitem a luz de maneiras diferentes, dependendo do seu objetivo.

Anel de luz

O anel de luz, ou ring light, é uma solução super em conta e efetiva hoje em dia, principalmente para filmagens no estilo videolog — com uma pessoa em plano americano cobrindo boa parte da tela.

É um aro de LED que fica em volta da lente da câmera (principalmente celular) e entrega uma boa luz de preenchimento homogênea em todo o rosto. Com o aumento de produção de conteúdo para redes como YouTube e TikTok, é um investimento com excelente custo-benefício até para peças publicitárias.

Lâmpadas especializadas

Existem diversos tipos de equipamentos de iluminação para vídeos com diferentes finalidades e resultados que entregam. O ideal para o videomaker é ir investindo aos poucos naquelas que mais fazem diferença na qualidade do trabalho. Felizmente, a evolução do LED hoje permitiu o barateamento desses equipamentos na relação custo-benefício.

Rebatedores e softbox

Iluminação não é só sobre lâmpadas, mas as formas que você consegue manipular a luz. O uso de rebatedores e softboxes permite que você controle a dureza, a tonalização, a direção e a intensidade, dando mais poder para criar o setup perfeito nos seus vídeos.

6 dicas para melhorar a iluminação para vídeos

Ter os equipamentos ideais não adianta de nada se você não conseguir utilizar o máximo de seu potencial. Isso se consegue com muita prática e estudo, mas podemos analisar juntos 6 dicas que ajudam muito na hora de começar esse aprimoramento de suas habilidades com a luz. Confira!

1. Crie um setup ideal

Mesmo se você for gravar vídeos em casa, é possível variar bastante o estilo e a identidade do conteúdo com um setup bem-feito. Essa é uma parte fundamental da pré-produção audiovisual.

Ou seja, para melhorar sua iluminação, o melhor exercício é entender o briefing e pensar nele como uma oportunidade de experimentar. Cada vídeo terá seu setup próprio, que geralmente leva em conta: produto ou mensagem, meio em que será exibido e público-alvo. Se essas ideias estão alinhadas, você entrega exatamente o que o cliente quer.

2. Invista nos equipamentos certos

Eu apontei lá em cima os equipamentos mais utilizados em videomaking, mas nem todos eles são sempre necessários. Se o seu orçamento ainda não permite muito, priorize aqueles que são mais versáteis, que podem resultar em setups mais variados. É nesse exercício de criatividade e flexibilidade que você cria sua marca no mercado.

3. Experimente o trabalho com luzes diferentes

Muitas vezes, você encontra dicas bem universais sobre como trabalhar com luz. Por exemplo: rostos geralmente precisam receber uma luz de preenchimento mais difusa para sombras menos duras. Mas, mesmo que seja o ideal, muitas vezes, quebrar essas expectativas é o que torna um vídeo instigante.

Por isso, busque sempre experimentar, mesmo que não faça muito sentido a princípio. Trabalhe diferentes temperaturas, dureza da luz, pontos focais. Você pode criar um diferencial no seu trabalho exatamente com um olhar inesperado para um tipo de iluminação já consolidado.

4. Domine a iluminação de 3 pontos

Mesmo que você goste bastante de experimentar, existe uma regra ao se trabalhar como videomaker que sempre funciona — seja cinema, produção publicitária, ou um canal de YouTube.

Estou falando da iluminação de 3 pontos, o setup mais confiável de luz para qualquer situação. A ideia é ter no cenário essas três fontes dispostas da seguinte forma:

  1. luz principal, que ilumine e destaque o objeto ou pessoa em foco, posicionada em um ângulo entre 15º e 45º em relação à câmera,
  2. luz de preenchimento, colocada do lado oposto à luz principal com objetivo de suavizar ou eliminar as sombras mais duras causadas pelo primeiro ponto;
  3. luz de fundo, que fica atrás, apontada em direção à câmera, com o objeto ou pessoa entre elas. Sua função é criar uma aura de iluminação na silhueta desse ator para que ele se destaque e se diferencie do cenário.

5. Controle a luz natural

A não ser que faça parte do estilo estético que você queira produzir, é sempre melhor eliminar a luz natural dessa equação e contar apenas com as luzes de estúdio.

Depender muito da luz natural pode criar inconsistências que gerem um resultado menos profissional: o entardecer natural que deixe a cena gradativamente mais escura, a variação quando nuvens passam pelo Sol etc.

Se ainda assim você quiser trabalhar com esse tipo de luz, lembre-se de que ela tem a tendência de ser mais dura. Portanto, o uso principalmente de rebatedores vai dar mais controle sobre ela.

6. Crie a identidade da fotografia na pós

Com os equipamentos certos, o domínio das possibilidades e muita prática, você terá vídeos cada vez mais polidos e coerentes com o briefing de seus clientes.

Lembre-se de que você ainda pode contar com a pós-produção para evidenciar mais sua intenção estética e o conteúdo que foi filmado. Todo videomaker precisa dominar também os softwares de edição.

Alguns exemplos do que pode ser trabalhado na pós é o color grading, a exposição, o equilíbrio de branco, os contrastes entre luz e sombra, entre outros. A combinação de um bom setup de iluminação para vídeos com um objetivo claro do que você quer no seu trabalho vai ser o maior diferencial para seu posicionamento no mercado.

Que tal aprender ainda mais sobre essa carreira e entender a fundo como funciona a produção de um videomaker? Veja, então, nosso exclusivo dossiê do audiovisual!

Posts populares com esse assunto

Os comentários estão desativados.