dia dos namorados freelancer

Dia dos Namorados: lições sobre como a vida amorosa pode combinar com a vida de freela

Contamos com a ajuda dos nossos freelancers para comemorar o Dia dos Namorados e revelar o que é conciliar a vida amorosa e a de freela!
Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Chegou uma das datas mais comemoradas no Brasil: o dia dos namorados (dos freelancers).

OK, admitimos: está longe de ser a data mais comemorada do ano, mas para casais por aí é um dia especial. E nós, da Comunidade, não poderíamos perder a chance de fazer um conteúdo diferente com a ajuda dos nossos freelancers. Pedimos para que freelas nos contassem histórias divertidas sobre como a sua vida amorosa e a vida profissional podem ser complementares.

Este é mais um Community Post, que contou com a ajuda de alguns freelancers para provar como relacionamentos e a vida de freelancer é uma combinação que pode dar super certo.

Confira aqui alguns dos melhores comentários que recebemos sobre o assunto!

1- Namorado, o novo sinônimos.com

“Como revisora freela, o namorado (que é designer gráfico) também vive me ajudando com sinônimos para palavras tipo: branding.” —  Mariana Ferreira

2- Amém, Santo Antônio digo Facebook

“Encontrei meu love e a Rock no Facebook (valeu Mark Zuckerberg :P). Os primeiros dinheirinhos que ganhei ajudaram quando resolvemos morar juntos, já que eu fazia faculdade integral e só ganhava dinheiro de uma bolsa de extensão. Hoje o “namorido” trabalha em um escritório ao lado de casa e pode passar aqui a qualquer momento do dia para tomar um café comigo (economiza na padaria, viu?) e brincar com nossos gatos. É uma rotina maluca e bem divertida <3.” — Ana Lúcia Mohr

3- Por mais planos juntos

“Meu trabalho de freela vai permitir que acompanhe o mozão que está se mudando para outro estado a trabalho. Assim a gente não precisa sofrer com distância <3 e permanecemos juntos na jornada! Melhor coisa.” — Tatiana Grapsas

“Com freela consigo trabalhar o quanto preciso pra ter a grana pra sobreviver + sobra pra montar minha futura casinha dos sonhos com mozão. Já compramos várias coisas e estamos bem felizes de ir fazendo aos poucos 🙂.” — Leticia Campopiano

“Só fez melhorar! Se antes, trabalhando por CLT, a gente só podia se ver/sair/fazer qualquer coisa nos fins de semana, agora temos liberdade pra nos encontramos sempre que quisermos. ❤ O cineminha, por exemplo, que é de lei uma vez no mês, ficava sempre pro sábado ou domingo que, como todos sabemos, são os dias mais caros. Hoje, podemos ir em dia de semana, que além de ser mais barato, é beeeeem mais vazio e tranquilo! 😁” — Larissa Sarmento

“A vida de freela vai me ajudar neste Dia dos Namorados porque vai ser o primeiro que vou passar com o digníssimo, ele vai folgar no trabalho por uma coincidência do destino e eu vou poder limpar meu calendário para a gente passar o dia juntos <3.” — Dafne Braga

4- “We’re All In This Together”

“Eu e meu namorido trabalhamos juntos em casa. Eu freelando e ele com outro negócio. Por causa disso, temos mais liberdade para ir e vir e ficamos quase o tempo todo juntos. Apesar de alguns acharem loucura, a gente se acostumou assim <3 E a vantagem é que ele me ajuda muito na vida de freela. Tanto com indicação de leituras para alguns textos da área dele (administração) quanto com tarefas domésticas. É uma parceria que dá muito certo e não seria possível dessa forma sem os freelas!” — Fabíola Thibes

“A minha vida de freela combinada com a vida de freela do Mozão ajuda nós dois a termos mais tempo pra vida da nossa cria! <3” — Aiko Mine

“Iniciei meu namorado na vida de freela logo depois que entrei (para a Comunidade da Rock). ❤️ Ele não gostava muito de escrever, mas se deu super bem falando sobre automobilismo (e as horas q ele gasta em blogs de carros em pleno fim de semana finalmente fizeram sentido pra mim! Haha). Eu ajudava a revisar os textos e ia mostrando os errinhos aqui e acolá.

“A grana extra fez super bem pro namoro, claro! Kkkkkkkkk Curiosidade: já ficamos os dois escrevendo textos durante uma viagem para praia. Em algum lugar eu tenho uma foto do notebook com a piscina e o mar ao fundo. Só não tô conseguindo encontrar. 😂”  — Aline Guilherme de Melo

“Eu montei escritório e advoguei por conta própria por três anos, até resolver largar tudo e viver das coisas que a natureza da 😀. Montei um negócio com mulheres quebradeiras de coco do interior do Maranhão pra divulgar o coco babaçu na região sul (onde moro hoje em dia). Depois, abri um hostel e administro ele enquanto faço freela pra Rock e me envolvo com a militância. Onde tá o Mozao nessa história toda? Na parceria. Segurando os perrengues e sem me julgar em nenhum dos passos loucos.” — Danielle Menezes

5- Mais atenção, por favor!

“Conheci meu namorido no colégio e estamos juntos há quase 12 anos, já passamos por muitas provas de parceria um com o outro e ele é muito compreensivo quanto aos freelas. Ele é bem compreensivo, mas às vezes carente e, em uma dessas, ele escreveu no meu mural uma nota a cada dia da semana dizendo: Dia de dar atenção para o namorido hahahahaha <3

Pedi demissão do trabalho final do ano passado para viver de freela, no começo foi complicado até ele compreender que o fato de eu estar em casa não significava que eu estava disponível, esse é nosso maior desafio, mas hoje ele já até pergunta se pode iniciar uma conversa ou se vou trabalhar até mais tarde porque ele quer receber algum amigo ahahah” — Katiuscia Couto

“Será que vale que agora faço almoço todo dia pra minha esposa e tal?”. E acrescenta:  “Antes de ser freela eu chegava em casa 21h pra comer miojo sozinho porque ela já tinha jantado. Hoje a gente almoça junto todo dia!” — Marcelo Faria

“Quando comecei a trabalhar como redatora freela meu maridinho não botou muita fé e achou que não ia longe. Depois que ele viu meus ganhos e minha rotina, agora ela diz que é um dos melhores trabalhos que existe e fica em perguntando se eu peguei tarefas, se já entreguei, coisa e tal. Mas chega final de semana, ele pergunta: “Você não vai parar de trabalhar? Vai descansar, vai, deixa que eu lavo a louça.” Não é um fofo?” — Aline de Paula

6- S.O.S. freela

“Meu mozão fica esperando sair tarefa na plataforma pra mim, enquanto eu tomo banho! ❤️” — Mayra Francisco

“Enquanto eu dou aula, meu noivo fica de olho nos números das tarefas disponíveis para garantir que eu cumpra a meta financeira. Ele já até falou com alguns analistas por email como se fosse eu. Sempre que acabo ficando presa na sala de aula, ele me socorre. Como não amar? Hahaha” — Andressa Suarez

“A vida de freela só me ajuda com o mozão! Mantemos um relacionamento à distância (ele mora nos EUA e eu no Brasil), mas desde que larguei meu emprego numa empresa e virei freela da Rock 100% dedicada, consegui ir pra lá e ficar 6 meses com ele <3 agora, estamos noivos e já vou pra lá em agosto ficar mais um mês com ele! A Rock é só amor e me ajuda muito no relacionamento <3” — Taynara Micaele

7-  Parceira sempre!

“Gente, pior que minha vida de freela só deu certo porque o namorido trabalhava a noite rsrs — isso na época em que eu pegava freela pra fazer depois do trabalho, né?! Mas ele sempre me respeitou e incentivou todos os meus planos. E antes de eu entrar pra Rock, ele era quem mais incentivava minha ideia de viver de freela <3 (afinal, com ele trabalhando a noite, só dava pra gente se ver quando eu passava o dia em casa rsrs)” — Victória Arenque

“Vocês estão muito fofos falando sobre o mozão. Eu, no entanto, estou naquela fase ruim da adaptação, em que ele não entende que o fato de eu não ter que bater ponto, não significa que eu não tenha compromissos com prazos e metas diárias. Mas, eu sei que é uma fase pra mim e pra ele. A expectativa é que com a vida de freela a gente possa viajar mais, já que ele tem certa liberdade no trabalho também. Vamos ver o que vira.” — Liandra Cordeiro

Bônus:

Conversamos com um casal de freelancers em tempo integral da Rock Content, a Fernanda e o Wagner Monteiro, e eles nos contaram um pouquinho de como é a vida de freelancer, namorados e colegas de trabalho. Olha só:

Fernanda e Wagner: o casal de freelas integrais

“O Wagner e eu nos damos muito bem, dificilmente brigamos por alguma coisa. Em relação ao trabalho na Rock, somos verdadeiros parceiros um do outro, inclusive, foi ele quem me incentivou a fazer minha primeira candidatura.

Depois disso, ele me consolava quando eu tirava nota baixa (sim, sou bem dramática nessa parte haha) e me motivava a absorver o melhor dos feedbacks e estudar mais. Mas nessa época ele ainda não era freela na Rock, depois que comecei a trabalhar como planejadora de pauta que ele me invejou e seguiu meus passos.

Sempre que alguém nos pergunta sobre o que fazemos, tentamos deixar o mais claro possível o que é o trabalho de freela. Até porque esse tipo de trabalho em cidade pequena, como a nossa, não é muito difundido. Aí vem aquela famosa reação: Nossa! Parece um emprego de verdade, né? hahaha. Por esse motivo, explicamos para as pessoas que ajudamos outras empresas a vender mais pela internet. Assim, elas entendem melhor o porquê que ficamos em casa o dia todo.

Acho que eu seria muito injusta em dizer que existe um lado negativo no fato de trabalharmos juntos na Rock, como disse, somos muito parceiros e acho que isso ajuda um aguentar o outro 24 horas por dia.

Às vezes, nossos intervalos não batem e, nesse momento, um atrapalha o outro sem querer. Geralmente sou eu que quero conversar quando ele precisa focar rsrs.

Depois que começamos a trabalhar full time com vocês, nossa qualidade de vida melhorou MUITO! Hoje, conseguimos ter uma estabilidade financeira, faturamos mais do que nos nossos antigos empregos, temos liberdade de tempo, enfim, só podemos agradecer essa oportunidade que nos foi dada pela Rock.”

E aí? O que achou do post? Deixe um comentário contando como você concilia a sua vida de freelancer e vida amorosa! <3