Coluna Freela

[Coluna Freela] Como destruí minhas crenças limitantes para viver de freela

Toda semana, elegemos um freela para escrever para a gente com pauta livre. Assim, conhecemos melhor a nossa Comunidade e você também. Essa é a história de como a Samantha venceu suas crenças limitantes. Confira!

Enquanto isso, em um lar qualquer:

— Filho, o que você vai ser quando crescer?

— Vou ser redator freelancer, pai!

— Não, filho!!! Você precisa escolher uma profissão que dê muito dinheiro e tenha um emprego seguro!

E assim foi plantada a sementinha da crença limitante

Imagem de sense8 and riley blue

Essa situação é familiar? Mesmo que não tenha acontecido com você, certamente aconteceu com algum conhecido.

Isso porque nossos pais são de uma geração que acreditava (preste atenção nessa palavra!) que ser engenheiro, advogado ou arquiteto era sinônimo de status e bons salários. E o objetivo era permanecer na mesma empresa por muitos anos.

Para esses pais, não há conselho melhor para seus filhos. Só que não! Na verdade, esse tipo de comentário tem o poder de prejudicar a vida de uma pessoa.

Que papo profundo… eu explico!

Ao longo de toda a nossa vida somos influenciados por fatores externos, por tudo o que ouvimos, vimos e experienciamos. Essa influência molda nossa maneira de vermos o mundo e nos leva a criar nossas próprias crenças.

Sabe quando você conhece uma pessoa super autoconfiante e fica imaginando como ela consegue? Provavelmente ela recebeu influências positivas que a fizeram acreditar que é capaz.

O problema é quando essas crenças surgem por influências negativas e a pessoa assume como verdades absolutas pensamentos e sentimentos que, na realidade, são sabotadores. Ou melhor, são limitantes.

Por exemplo, quando eu comecei a cogitar a ideia de enviar a candidatura para redatora freelancer da Rock Content meu primeiro pensamento foi: “Ah, provavelmente eu não vou passar, eu não sou nenhuma expert em gramática.”

Miga, sua louca! De onde saiu isso??

Acredite, saiu lá dos primórdios do meu tempo de ginásio (se não for da sua época, joga no Google) em que a minha dificuldade em português me convenceu de que eu nunca seria boa nisso.

Bingo! Aquela frase infeliz, que quase me fez desistir, era uma crença limitante.

Big Bang Theory Help GIF

Posso dar outros exemplos práticos: como aquela menina que acha que nunca vai ser feliz no amor só porque um relacionamento não deu certo, aquele cara que precisa ser perfeito em tudo porque seus pais eram muito rígidos e todos eles acreditam que é impossível viver do que se ama!

Crenças limitantes X Vida de freelancer

Bom, vocês já perceberam que, apesar da danada da crença limitante, eu fiz a candidatura e consegui! Uhuuu! Eu sou a prova viva de que é totalmente possível superar essas crenças e fazer o que você realmente deseja.

banner levantada de mão redação

Veja bem, não estou dizendo que é fácil. É um processo constante, mas isso eu contarei mais abaixo.

Aquela foi só uma das muitas crenças limitantes que tiver que encarar. Quando decidi trabalhar com produção de conteúdo como freelancer, em tempo integral, ouvi muitas perguntas que acabaram “acordando” outras crenças dentro de mim.

Essas perguntas nasceram das crenças limitantes das outras pessoas que, por sua vez, foram influenciadas pela sociedade. Tome cuidado com esse círculo vicioso!

As perguntas que mais ouvi foram:

  • Isso dá dinheiro? (preciso ter uma profissão que pague bem)
  • Tem a ver com a sua área? (sou velha demais para mudar de profissão)
  • Você não vai procurar um emprego fixo? (CLT = segurança)

eye roll

Haja paciência, não é Jessica? Mas você também é campeã em crenças limitantes viu!

Sem contar que leva um tempo até todos entenderem que você está em casa, mas sim, está trabalhando. Porque o senso comum ainda não se livrou totalmente da crença de que o home office é sinônimo de “mamata” (tá bom, é mais cômodo trabalhar em casa, mas ainda assim é trabalho!).

Com tudo isso, veio aquele medo de não conseguir pagar as contas, de demorar muito para me consolidar como uma boa produtora de conteúdo e até de perder o contato com as pessoas — e só não virar uma ermitã por causa do marido e dos gatos! Tudo fruto das crenças limitantes!

Bora enfrentar essas crenças!

Mas as crenças limitantes não contavam com a minha astúcia! (Não, não vou colocar o GIF do Chapolin, é muito batido!)

Cat Deal With It GIF

GIF de gatinho é muito melhor!

Identificar suas crenças limitantes é o primeiro passo para conseguir superá-las. E eu comecei a ter noção das minhas quando participei de um programa de coaching, em agosto de 2018, que me obrigou a destrinchar todos os aspectos da minha vida e personalidade.

roda da vida

Apenas para contextualizar: sou formada em Turismo, mas nunca trabalhei na área porque quando me formei estava em um “emprego fixo” (olha elaaaa!) em uma seguradora. E foi nisso que trabalhei durante muitos anos, passando por algumas empresas, até que fui demitida.

Então, naquele momento, eu estava completando um ano desempregada, sem a menor vontade de voltar para minha área e agoniada porque não conseguia encontrar nada que realmente me atraísse.

Já tenho uma “certa” idade e acreditava (de novo!) que já era muito tarde para aprender uma nova profissão, fazer uma nova faculdade, essas coisas.

Mas, como nada acontece por acaso, na mesma época em que estava trabalhando minhas barreiras internas e crenças limitantes, li algo sobre inbound marketing e fiquei muito interessada pelo assunto.

Depois disso, uma sequência de acontecimentos me levou ao marketing de conteúdo e à Universidade Rock Content. E, finalmente, eu descobri qual seria o meu novo caminho profissional.

Lucifer GIF

Estava na hora de enfrentar de vez minhas crenças limitantes.

Step by step (Uuuuh baby! Eu falei que sou idosa!)

Na verdade, você não exterminará suas crenças limitantes, mas precisará reconfigurá-las. Veja o passo a passo desse processo:

  • analise suas crenças limitantes, com sinceridade;
  • identifique a causa de cada crença (algum momento, experiência ou sentimento);
  • defina porquê você quer eliminar essa crença. No que ela está te atrapalhando?
  • pegue essa crença negativa e a transforme em uma afirmação positiva;
  • sempre que a crença negativa quiser vir a tona, troque pela positiva. Exercite-a, até que se torne uma verdade!

Freelas do meu coração! Mesmo que o começo seja desafiador e que vocês encontrem barreiras externas e internas, não desistam! Acreditar nessa nova profissão foi a melhor coisa que eu fiz. E ainda tenho muito mais a conquistar!

Daenerys Targaryen Khaleesi GIF - DaenerysTargaryen Khaleesi MyReignHasJustBegun GIFs

E você aí? Ainda não é um freela? Então, quebre também suas barreiras e venha se juntar a nós na criação de conteúdos incríveis!! Seja um Rocking Freela !

Samantha Panzini

Samantha Panzini

Redatora freelancer de conteúdo para blogs e mídias sociais

Essa foi a história de como a Samantha superou suas crenças limitantes para viver de freela.
Você tem alguma história de vida como freelancer que gostaria de compartilhar com a gente? Confira o form abaixo.

powered by Typeform