designer freelancer

9 dicas para se destacar no mercado como designer freelancer

Powered by Rock Convert

Para ser um designer freelancer de sucesso, muitos conhecimentos e comportamentos são fundamentais. Entre essas qualidades, estão:

Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Para ser um designer freelancer de sucesso, muitos conhecimentos e comportamentos são fundamentais. Entre essas qualidades, estão:

  • dominar as ferramentas da área;
  • investir em cursos;
  • desenvolver o próprio estilo;
  • saber aplicar a psicologia das cores.

Porém, é preciso ir além desses requisitos para ganhar destaque.

Há quem pense que ser freelancer significa não ter uma rotina muito extensa de trabalho, fazer seus próprios horários e trabalhar em casa, usando pijamas.

Sim, ser freela tem as suas vantagens, como uma certa liberdade e flexibilidade de horários, evitar o trânsito e o deslocamento na maioria dos dias e ter um rendimento bom quando a demanda de trabalho é grande.

Porém, só quem já trabalhou nessas condições sabe os desafios que o freelancer enfrenta. Sem uma renda fixa garantida, também há momentos em que é preciso batalhar muito por um novo job.

É nessa hora que se destacar no mercado faz uma enorme diferença! O trabalho diferenciado fideliza o cliente e rende muitas indicações.

Mas como conseguir se destacar no mercado como designer freelancer? Se esse é o seu alvo, este post foi feito especialmente para você!

Então, fique atento às dicas que selecionamos e veja a procura pelo seu trabalho crescer. Pronto para começar?

1. Crie um portfólio de qualidade

Seu trabalho, prezado designer freelancer, é essencialmente visual. Seu possível cliente precisa se encantar com a sua criação, a ponto de achar que os visitantes do site dele merecem a mesma sensação.

Portanto, realmente capriche em seu portfólio. Seja criativo, atento a cada detalhe e faça-o pensar que realmente vale a pena contratá-lo.

Procure reunir nesse seu “cartão de visitas” opções diferentes. Afinal, existem públicos distintos para consumir cada tipo de produto.

Mostre ao cliente que você é versátil, e que tem a solução ideal para o negócio dele.

2. Invista em capacitação

Essa é uma área em que o avanço tecnológico promove possibilidades de inovação a cada dia. Por isso, quem não se capacita para acompanhar esse fluxo fica obsoleto em pouco tempo.

Para a capacitação, invista tanto em cursos quanto na pesquisa por tendências. Seja curioso e vasculhe a internet em busca de ideias interessantes.

3. Aprenda a ouvir o cliente

Por mais que você se apaixone pelos próprios projetos e saiba o quanto eles são realmente bons, se eles não atenderem às expectativas do cliente o negócio não vinga.

Portanto, em primeiro lugar, ouça o cliente atentamente. Mesmo que você disponha de muitos recursos, pode ser que a princípio ele se sinta mais confortável com algo simples e funcional.

Então, em vez de tentar impor suas ideias, ouça e atenda às expectativas do contratante. Assim você vai ganhar sua confiança, desenvolver um bom relacionamento e, aos poucos, terá a possibilidade de implantar inovações.

4. Valorize seu trabalho como designer freelancer

Por mais que você esteja iniciando, seu trabalho tem valor. Não aceite um pagamento que não seja adequado à qualidade do serviço que você pretende prestar.

Antes de negociar, tenha em mente um valor mínimo para cada tipo de serviço que vai fazer, seja um blog, um site ou uma arte gráfica. Não fique constrangido a aceitar propostas que não correspondam a um valor médio de mercado.

Lembre-se de que o preço não deve ser o diferencial para o seu produto! Há outras formas de fazer isso: a qualidade do atendimento, o tempo dedicado a ele, a forma de apresentação… Assim, você mantém um valor adequado e o cliente satisfeito.

Outra questão referente à valorização é a aceitação de projetos sem sentido, quando o cliente faz propostas absurdas.

Nesses casos, busque re-alinhar as propostas e apresentar argumentos que confirmem a sua tese. Caso contrário, e melhor recusar um trabalho assim, sempre com muita polidez, do que aceitar uma demanda que não faça sentido para você.

5. Aceite apenas trabalhos que realmente saiba fazer

No início, pode ser grande a tentação de aceitar quaisquer trabalhos para não desperdiçar oportunidades. Fuja dessa possibilidade!

O que muitas pessoas não sabem, no entanto, é que ao assumir esse tipo de compromisso, você pode ter dois problemas:

  1. em primeiro lugar, terá um trabalho imenso para dar conta do recado — e incompatível com o valor cobrado —, além de uma enorme dor de cabeça;
  2. A segunda possibilidade é não conseguir realizar o projeto, o que vai minar a sua credibilidade diante do cliente.

6. Cumpra prazos

Poucas atitudes de um freelancer são tão desagradáveis e tão prejudiciais à sua imagem profissional quanto o atraso em relação aos prazos.

Na programação do cliente, a entrega do seu serviço pode ser parte de um projeto ou estratégia mais complexos.

Nesse caso, o atraso cria uma série de transtornos ao processo que ele planejou. E mesmo sem considerar a questão do processo, atrasos ferem a credibilidade do freelancer e ponto!

Portanto, se quer conquistar o cliente e garantir a confiança dele, mostre que é um profissional sério e cumpra os prazos estabelecidos.

7. Não subestime o networking

Muitos profissionais se veem como concorrentes, mas, na verdade, o networking é uma ferramenta importantíssima para se tornar conhecido no meio e alavancar negócios.

Procure conhecer os profissionais da área em sua região e manter contato com eles, incluindo aqueles que trabalham em áreas semelhantes ou relacionadas, a quem você possa indicar e receber indicações.

Além de compartilhar conhecimentos e dicas, compartilhe clientes com aquele colega que trabalha com suporte em TI, por exemplo. Formem uma rede de benefício mútuo.

8. Inove

Se o freelancer oferece apenas o que se pode obter com qualquer outro profissional da área, o cliente vai optar por aquele que pede o menor preço. E, como você sabe, há muitos prestadores de serviços por aí que fazem o que for para ganhá-lo.

Então, não se acomode jamais! Fique antenado às tendências, pense em formas de fazer diferente e surpreender. Criatividade e pesquisa podem fazer milagres e transformá-lo em um referencial de inovação.

9. Torne-se um consultor do seu cliente

O serviço foi feito e entregue. Mas, por que esquecer o cliente a partir de agora? De vez em quando, elabore algum material mostrando como ele pode alavancar os negócios por meio do site, as melhores formas de captar novos consumidores pela internet, entre outros.

Produza esse tipo de conteúdo como se fosse uma consultoria e envie por e-mail. Além de retornar à lembrança dele, sua gentileza será vista com bons olhos, e é bem possível que você seja procurado para novos trabalhos.

Pronto para aplicar essas dicas e se destacar como designer freelancer? Pode ter certeza de que vai ser fácil segui-las e obter bons resultados!

Gostou do post? Que tal compartilhá-lo nas redes sociais? Afinal, ele pode ser útil para outros freelas também!