Coluna Freela: Beer or Coffee e Coworkings

[Coluna Freela] Como os coworkings me transformaram em um profissional melhor

Toda semana, elegemos um freela para escrever para a gente com pauta livre. Assim, conhecemos melhor a nossa Comunidade e você também. Essa é a história do Renato, de como ele conseguiu patrocínio da Beer or Coffee e as vantagens de trabalhar em coworkings.
Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

A minha vida profissional em 2018 deu uma reviravolta daquelas. Desde a minha primeira Coluna Freela, aqui no Blog da Comunidade, onde conto meus primeiros passos como nômade digital, um turbilhão de coisas aconteceram.

Obviamente, nem tudo foram flores e teve muito perrengue também. Mas, como dizem por aí, a dor que não mata fortalece, não é mesmo?

Então, estou aqui, mais vivo e forte do que nunca. Entre todas essas mudanças, uma das mais significativas foi o local e a forma de trabalho, o que me possibilitou um mundo de oportunidades e possibilidades. Como posso escolher onde trabalho, passei a ser um assíduo frequentador de coworkings.

Isso aconteceu graças a uma parceria com o BeerOrCoffee, uma startup que conecta pessoas e empresas a mais de 500 espaços de trabalho compartilhado no país. Eu sou suspeito para falar do BeerOrCoffee porque já era fã e depois de conhecer melhor passei a admirar ainda mais o trabalho deles.

Neste texto, eu vou contar detalhes dessa parceria e dos aprendizados trabalhando em coworkings. Em seguida, vou falar por que esses ambientes são ideais para freelancers e autônomos. Vem comigo?

Nota do editor:
Faça sua inscrição para participar do nosso webinar com o Renato e aprenda mais sobre os seus primeiros passos como nômade digital, para inspirar a sua trajetória também. 😉


O BeerOrCoffee e o que aprendi trabalhando em coworkings

Antes de tudo, faço um convite: anima uma beer ou um coffee? Não é kaô, pode me chamar nos comentários ou em alguma rede social que animo. Aqui é papo reto e CTA logo no início do texto.

Esse convite, vale dizer, não é nenhum abuso. Apenas reflete o espírito do BeerOrCoffee. Para falar um pouco mais, eles têm uma equipe de umas 15 pessoas e o time fica em cidades como BH, São Paulo e até Lisboa.

É uma galera antenada, talentosa e altamente inspiradora (faça um teste e entre em contato com qualquer um da equipe deles para ver). Basicamente, eles ajudam com a resolução de três problemas, que são:

  • flexibilidade para trabalhar de onde quiser;
  • possibilidade de trabalhar nos melhores ambientes;
  • chance de pertencer a uma comunidade colaborativa.

Bem, eu sou a prova de que isso é a mais pura verdade. Em meus projetos como autônomo, freelancer e nômade digital, às vezes me sentia sozinho, mas indo a coworkings não tive esse problema mais. Muito mais do que um espaço de trabalho compartilhado, os coworkings são ambientes colaborativos, voltados para socializar, mesmo que você seja uma pessoa introvertida, como eu sou (embora não pareça).

Também existe muito estímulo para a produtividade e a criatividade. Definitivamente, eu nunca fui tão produtivo na vida como sou em coworkings. Sou do tipo que em casa, por exemplo, nunca funciono porque não resisto à cama e principalmente à geladeira. Aí, quando assusto, o dia passo e eu não rendo nada.

Além disso, ainda há espaço para tudo o que você quiser. Geralmente, fico nos espaços de trabalho compartilhados, mas existem salas de reuniões privativas, auditórios para eventos e copas para você fazer suas refeições — e, sempre que precisar, garantir água e café fresquinho. Bom demais, né?

Diante de tudo isso, vou listar 5 vantagens para freelas e autônomos em coworkings. Acompanhe!

1. Conhecer pessoas

Quem vê meu story no instagram acha que sou o cara mais extrovertido e despachado do mundo. Eu adoro me comunicar com as pessoas e faço isso de forma autêntica. Mas, apesar disso, sou introvertido e, às vezes, tenho dificuldade de me conectar com outras pessoas. Nos coworkigns, no entanto, as coisas acontecem de forma bem natural.

Vira e mexe, acontecem cafés, happy hours, meet ups, almoços e outros encontros que possibilitam a aproximação entre as pessoas. Por isso, mesmo que você seja tímido, acabará se conectando com muita gente legal.

2. Conseguir jobs

Não é por acaso que coworkings são denominados espaços colaborativos. A própria parceria que tenho com o BeerOrCoffee foi concretizada em um espaço de coworking. Nesses ambientes, naturalmente, você conhece profissionais das mais diversas áreas e é bem provável que suas habilidades sirvam para outras pessoas e empresas. No meu caso, por exemplo, posso oferecer serviços de marketing de conteúdo para praticamente todo mundo que está trabalhando em um coworking.

3. Distância da solidão

A solidão é uma coisa que realmente pode fazer parte da vida de um freelancer e de um profissional autônomo. Mas, nos coworkings, você não tem esse problema mais. Afinal, tratam-se de espaços que privilegiam as interações. Conforme eu disse, isso acontece independentemente de a pessoa ser extrovertida ou introvertida (se quiser saber mais detalhes sobre essa questão, inclusive, dá uma olha nessa pesquisa).

4. Mais flexibilidade e liberdade

Quando você trabalha em um espaço de trabalho tradicional, geralmente precisa seguir uma rotina mais rígida, cumprindo horários e talvez até batendo cartão. Tudo bem que no coworking, atuando como autônomo, sua responsabilidade aumentará, mas, por outro lado, você terá muito mais flexibilidade para fazer a sua agenda.

Dessa forma, você poderá começar a parar de trabalhar quando bem entender, o que será ótimo para a sua produtividade e criatividade. Eu mesmo, quando trabalhava em empresas tradicionais, quantos dias não fiquei enrolando na rede social para o horário de sair?

Hoje em dia, com certeza, trabalho muito mais, mas com mais flexibilidade e liberdade há muito mais prazer.

ferramentas e aplicativos para produtores de conteúdo

5. Mais produtividade

Como falei no início do texto, eu nunca fui tão produtivo desde que comecei a trabalhar em coworkings. Em casa, além da cama e da geladeira, pode ter cachorro, seus pais ou irmãos e inúmeras outras questões. Ou seja, as chances de você ser interrompido aumentam de forma bastante expressiva.

Já em coworkings essas coisas não acontecem. Afinal, o espaço é totalmente voltado para o universo profissional e você realmente entre naquela vibe. Não só a minha produtividade aumentou, mas eu também me sinto um profissional muito mais preparado para quaisquer desafios do mercado. Depois dos coworkings, as coisas realmente começaram a deslanchar, porque me conectei com meus propósitos e tudo, simplesmente, passou a fluir.

Bom, espero que esse texto possa inspirá-lo de alguma forma. Eu sei que sou suspeito para falar de coworkings, mas foi algo que mudou e muda a minha vida para melhor. Não só a questão profissional, mas também pessoal. Reforço o convite para uma beer ou um coffee e a sua diária fica por minha conta… Brincadeira (risos)! É o BeerOrCoffee que possibilita a primeira diária totalmente grátis.

Por fim, aproveito para deixar mais um convite para você se tornar um freela da Rock, caso ainda não seja. É só clicar aqui para conferir todos os detalhes.

Renato Ribeiro

Renato Ribeiro

Nômade digital, jornalista e especialista em marketing e gestão de negócios, além de redator freelancer na Rock Content e consultor de marketing para pequenos empreendedores.

Essa foi a história do Renato e de como ele se tornou um profissional melhor trabalhando em coworkings.
Você tem alguma história de vida como freelancer que gostaria de compartilhar com a gente? Confira o form abaixo.

powered by Typeform