Por Caroline Abrantes

Analista de Comunidade na Rock Content.

Publicado em 18/03/2020. | Atualizado em 20/03/2020


Algumas histórias de amor são nada convencionais, como é o caso desta que contarei agora. Neste artigo você vai entender como as comunidades profissionais podem ir além dos espaços formais, promovendo carinho e parceria entre os membros.

* Os tópicos e os comentários compartilhados aqui foram publicados originalmente no Community Space, e alguns deles foram adaptados para melhor entendimento.

Quando entrei na Rock Content como Analista de Comunidade, há cerca de quatro meses, a minha primeira tarefa foi acessar o Community Space, a plataforma online e privada da Comunidade Rock Content.

No Space pude conhecer melhor a cultura da Comunidade e até hoje me lembro como o carinho e o apoio emocional entre os membros me marcou. Eu estava esperando um espaço rígido, totalmente focado em trabalho. Em vez disso, porém, encontrei um espaço acolhedor, totalmente focado nas pessoas.

Essa característica fortalece o crescimento profissional, uma vez que os profissionais sentem-se mais seguros para arriscar, errar, acertar e fazer coisas incríveis, com a certeza de que centenas de colegas de trabalho compreendem e estão torcendo por seu sucesso.

Então prepare o coração! As próximas linhas contêm um alto teor de emoção e podem causar arrepios, além de lágrimas nos olhos.

Como expressar carinho e elogiar quando o ambiente de trabalho é virtual?

Em algumas empresas é comum dar e receber elogios, em outras nem tanto. Na Rock temos a cultura do feedback, e isso acaba estimulando os elogios também. Gostamos de reconhecer boas condutas e acreditamos que essa é uma forma de promover o crescimento. Foi por isso que criamos um tópico só para elogios no Community Space.

Entre elogios e reconhecimentos, o tópico Mural do Elogio já conta com mais de 140 respostas e 1200 visualizações, sendo um dos mais movimentados da plataforma. 

Após receber um elogio da Bruna Moreira, supervisora de Comunidade da Rock, a freelancer Gleice Souza comentou sobre o companheirismo na Comunidade:

“Fiz meu mês com esse elogio.

Agradeço demais e fico muito feliz de estar trazendo bons tópicos para o Space! Aqui tem sido como o meu clubinho de amigos. Além do fato de eu me sentir tão acolhida por aqui, me faz sempre querer abrir conversas diferentes e interagir o máximo que eu conseguir.”

Eu mesmo senti na pele o impacto dessa força. Lembro que, logo nos primeiros dias de trabalho, minha supervisora criou um tópico na plataforma para me apresentar.

Lá, recebi mensagens lindas de acolhimento. Pessoas que ainda nem me conheciam, mas já confiavam em mim e se disponibilizavam para me ajudar se eu precisasse. Parece pouco, mas foi super importante na minha adaptação.

Gratidão? Temos sim, e muita!

Além dos elogios, outra forma comum de demonstrar carinho no ambiente de trabalho é por meio dos agradecimentos. Sobre isso, o tópico Espaço Gratitude, criado pela Aline Andrade, foi pensado para demonstrar gratidão entre as pessoas do grupo.

Afinal, trabalho é trabalho e, independente da modalidade, quando ele é sensacional, deve ser reconhecido, não é mesmo?

“A @bruna.moreira criou há alguns meses o Mural do Elogio. Agora, quero criar aqui na Comunidade o Espaço Gratitude. O objetivo é agradecer a um Rocker ou um colega freela por seu apoio, gentileza, carinho ou feedback que fez cair um cisco no olho, se é que você me entende!!

Eu começo agradecendo ao colega Jerônimo Pouças Feitosa por esse feedback super gracinha que ganhei hoje!

“@Aline Andrade, como sempre, seu texto está incrível.”

Gentilezas assim fazem a gente ganhar o dia, mesmo que tenha sido do cão!

Obrigada, amigo!

E você? A quem quer agradecer?”

Obrigado, de nada! O agradecimento também pode ser virtual

Após agradecer algumas pessoas específicas no tópico criado pela Aline, a Julyana Andrade completou explicando como se sente amparada pela Comunidade:

“Fora isso, tem tanto freela que eu queria agradecer aqui, que não caberia numa postagem. Então, vou deixar um beijo pra geral, pq a gente sempre se ajuda, se entende e passa pelos mesmos perrengues kkk .”

Na mesma linha, Heloísa Pollo contou sobre o mimo e as cartinhas que tinha recebido da Rock, em um tópico intitulado “Só tenho a agradecer”:

“Quando comecei na Rock (no final de 2017), não tinha pretensão nenhuma de que essa parceria daria tão certo e se tornaria meu trabalho… Agora acredito quando dizem que as coisas boas vêm quando a gente menos espera! É maravilhoso poder fazer parte dessa empresa e poder contribuir um pouquinho com o sucesso dela.

E como diz o título: só tenho a agradecer! Por tudo o que tenho aprendido a cada dia, por todo o apoio, amizade, compreensão e carinho… Nunca vi pessoas tão maravilhosas como os analistas com quem lido diariamente, sério!”

Viu só? O trabalho virtual não desumaniza!

Tem história de amor pelo trabalho também, afinal, essa é uma profissão apaixonante

No tópico “Meu dia mais feliz como freela”, vemos muitos indícios do amor pela profissão freelancer

Um exemplo é o depoimento da Flavia Lemes, que além de produtora de conteúdo freelancer também é musicista. Percebemos a felicidade só de ler suas palavras:

“Minha experiência mais feliz foi esta semana. Eu entrei em um projeto sobre música e pulei de alegria só por ter sido selecionada. Um dos textos que peguei foi sobre os melhores solos de guitarra de todos os tempos. Eu sou guitarrista, mas nunca me imaginei escrevendo sobre o assunto.

Na pauta estava como sugestão uma música da minha banda favorita, que tenho tatuada no braço, com o guitarrista que é minha grande inspiração. Era minha chance de enaltecer meu ídolo! Eu escrevi emocionada e sem acreditar que me pagariam por aquilo. Esse projeto renova minhas energias, e a nota 10 que recebi foi a melhor da vida!”

Outro depoimento bonito de se ver — ou melhor, de se ler — é o da Alessandra Milanez, que descreveu seu momento feliz como freelancer assim:

 “Toda vez que ganho um elogio de cliente, fico muito, mas muito feliz mesmo. O dia mais legal foi quando o cliente pediu para eu ser a redatora exclusiva do projeto.

Também acho legal quando os analistas me procuram pedindo para pegar posts com temas difíceis, de clientes muito exigentes. Embora eu sue a camisa para fazer, gosto da demonstração de confiança.

Eu adoro escrever. Faço muitas outras coisas: assessoria de imprensa, análise de mídia, gerenciamento de redes, mas de tudo o que eu faço, gosto mesmo é de produzir conteúdo.”

Compartilhando experiências no blog da Comunidade

O Blog da Comunidade — este mesmo que você está lendo — também é assunto quando falamos de amor. Em uma conversa citando os artigos que mais impactaram os freelancers, a Orquídea Martins abriu seu coração ao elogiar o artigo da Samantha, publicado aqui no blog:

“Me ajudou a “curar” feridas que crenças limitantes tinham feito. Foi um texto que me deu um abraço e disse que eu não estava só.”

E a Samantha Panzini, também agradecida, respondeu:

“Nossa, bom demais saber que consegui ajudar pelo menos um pouquinho quem nos ajuda tanto por aqui!!!

Realmente as crenças limitantes são duras e, apesar de parecerem coisas bobas, podem nos impedir de aproveitar ao máximo nossas possibilidades.

Obrigada por compartilhar sua experiência com o meu post! Fiquei realmente emocionada!”

Afinal, felicidade boa é felicidade compartilhada! E isso fica claro quando conhecemos um pouco mais a Comunidade Rock Content. Já deu para ter uma noção do que estou falando, né? Mas pegue o lencinho, porque ainda tem muito mais.

Impossível falar de amor sem falar de mãe

É verdade que não existe amor maior do que o amor de mãe. Por isso, o assunto era obrigatório neste artigo. Existe um tópico na Comunidade chamado Mamães Freelancers, criado pela Isabela Sartor, no qual ela descreveu um pouco do seu sentimento materno:

“Vamos ativar um tópico aqui para nós, mamães, conversarmos um pouco sobre esse nosso mundinho materno? Aqui podemos falar sobre angústias, receios e dúvidas ou compartilhar momentos bons. Que tal?

Quero compartilhar que parei tudo o que estava fazendo para chorar. Mas não é um choro de tristeza. É uma mistura de nostalgia com alegria e espanto. Sabe quando você se dá conta de que o tempo passou rápido demais?

Minha filha está no quarto ao lado do meu, com as amigas dela. Estão tocando violão e cantando em espanhol (Camila Cabello, talvez? Não conheço, mas sei que ela é super fã). Só sei que estão as coisas mais fofas, cantando e tocando super direitinho e eu não lembro em que parte desses últimos anos eu perdi a minha bebê.”

Quando o freelancer compartilha uma conquista, a Comunidade inteira vibra junto

O José Leandro compartilhou sua gratidão pela conquista de uma meta pessoal, que era a de completar 100 tarefas na plataforma da Rock. E recebeu muitos incentivos da Comunidade, como mostra esta resposta da Katiuscia Couto: 

 “Parabéns!!!

Ter essas metas pessoais é recompensador e nos ajuda a crescer ainda mais. Continue assim!!!”

Quando o freelancer pede ajuda, também recebe palavras de conforto

Ao contrário da imposição por mostrar uma vida sempre feliz nas redes sociais, temos na Comunidade um espaço aberto e seguro para desabafar também sobre adversidades. Afinal, os momentos de dor e angústia são importantes para nosso crescimento, concorda?

Sobre isso, o Ricardo Tadeu criou um tópico pedindo dicas para lidar com o trabalho em um momento turbulento que estava vivendo. Além das dicas, também recebeu palavras solidárias, como a da Mayara Mira:

“Ei, Ricardo! Poxa, é uma pena saber que você passa por isso, mas é mais comum do que você imagina.

O que sempre me ajuda nesses momentos é meditar. Só para por alguns minutinhos e respira profundamente, só observando aquela avalanche de pensamentos chegarem e passarem. Fazer isso dá uma acalmada e ajuda bastante na concentração.

Tenta ficar respirando conscientemente até mesmo quando você estiver fazendo alguma tarefa, ou fazendo uma refeição ou qualquer coisa que seja! A internet tá recheada de conteúdos que podem ajudar nisso também.

Espero de coração que essa dica ajude você de alguma forma.”

Outro exemplo de desabafos que nos fortalecem é o tópico sobre estafa mental criado no fim do ano passado pela Flavia Lemes:

“Queria fazer uma perguntinha um pouco pessoal pra vocês aqui da comunidade. Fim de ano aí, aquele cansaço acumulado, acompanhado do excesso de coisas que precisam ser finalizadas. Como vocês lidam com a estafa mental?

Eu tô em final de período/curso/ano e estou tão cansada que levo muito mais tempo para fazer as minhas atividades do que antes. Percebo algo parecido nas pessoas próximas.

Quem sabe a gente consegue se ajudar a terminar o ano com dicas!”

Foram muitos profissionais se identificando e trocando experiências sobre o tema, como podemos ver na resposta da Fabíola Thibes:

“Olha, eu acho que não tem muito mistério, tem que descansar MESMO! Quando estou assim (e ultimamente anda sendo frequente), eu paro e descanso. Se possível, por um dia, pelo menos. Ajuda bastante. Além disso, entender que faz parte e que você não está sozinha também contribui para lidar com essa sensação”

A mesma solidariedade pode ser notada em um assunto nada fácil, chamado câncer de mama, no qual a Ana Estevan compartilhou um pouco de sua experiência:

“Escrevi meu primeiro post pra coluna freela essa semana, contando como foi a minha experiência com o câncer de mama. Lembro que quando cheguei na comunidade a @Amanda_Gusmao sugeriu que eu escrevesse. Custei criar coragem! Tô muito ansiosa.”

O artigo que ela menciona é este aqui. Uma verdadeira história de superação, que vale a pena ler.

Nossa Comunidade é uma grande família

As tradições familiares também podem romper as barreiras do espaço-tempo, indo além da tela do computador. A seguir, você vai descobrir como isso aconteceu na Comunidade Rock Content, a partir de uma iniciativa dos próprios freelancers.

Uma grande família merece um grande amigo secreto no Natal. É tanto amor envolvido que a Comunidade fez questão de organizar, por conta própria, um amigo secreto no fim de ano. O Lauro Lam teve a ideia e colocou em prática com a ajuda da Joanna Nandi e da Ana Paula Venturella. A brincadeira aconteceu repleta de carinho, como mostra o comentário da Lívia Noronha:

“Amei!!! 

Gente, olha só!!! Além de agora eu finalmente saber as dicas da Nathalia Arcuri para melhorar minhas finanças, a lindeza da @katiuscia.couto mandou outro livro e um bilhete MARA, para me incentivar a, quem sabe um dia… ser redatora!!!

Valeu!!! Esse amigo oculto está sendo tudo de bom!!!”

Até agora já falamos de elogios, solidariedade e até de amor de mãe, mas tem um outro assunto que é puro amor e ainda não foi mencionado. 

Famílias também têm animais de estimação

Se você concorda que não dá para falar de amor sem falar de pets, vai gostar de saber que na Comunidade temos alguns tópicos dedicados a eles. É cada descrição mais fofa, que até parece que os conhecemos pessoalmente. 

Não acreditou? Então confira o comentário abaixo e tente não sorrir imaginando o Bruninho fazendo tudo que a Marina Baruch descreveu, ao responder outro comentário no mesmo tópico:

“Opa, igualzinho ao Bruninho aqui! Mas ele ama dengo de pessoas humanas. Essa é a lista das coisas que ele sabe fazer:

Sentar

Dar a pata

Comer

Pedir minha comida quando eu como

Xixi no lugar certo

Abusar o gato

E ele tem o incrível poder de descobrir se uma pessoa é boa ou não. Se a pessoa for ruim ele pega logo bode.

Quais são as vantagens de fazer parte de uma Comunidade?

O Community Space é também uma ferramenta de trabalho. Ele possibilita a interação e a geração de impacto constante por meio de palavras positivas e de afeto como as que você teve a oportunidade de conferir neste artigo.

Da mesma forma, a Comunidade se beneficia de poder contar com uma rede de apoio que compartilha de experiências similares, boas ou ruins. É sempre reconfortante saber que temos alguém com quem contar, não é mesmo?

Se você já era apaixonado pela possibilidade de deslanchar sua carreira freelancer, mas tinha medo de se sentir sozinho nessa jornada, saiba que, nas palavras exatas da nossa embaixadora Orquídea Martins, existe uma Comunidade Freelancer inteira ao seu lado.

Agora que você já sabe que terá uma rede de apoio inigualável na sua trajetória freelancer, inscreva-se em nosso Banco de Talentos e comece a realizar o sonho de ser dono do seu próprio negócio e da sua rotina!

Comunidade Rock Content - Faça parte da maior base de freelancers do BrasilPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto