como usar post-it

Como usar post-it da maneira certa e torná-lo um aliado na hora de estudar

Quem nunca se rendeu aos pequenos adesivinhos coloridos que colam em qualquer lugar na hora de precisar se lembrar de alguma coisa importante?

Mesmo na era da internet e dos lembretes online, não dá para ignorar a importância desse recurso tão simples na rotina de um estudante.

Os post-its são famosos por aqui há muito tempo e podem ser considerados como aliados para “quebrar o galho” nas mais diversas situações da vida.

Quer saber como usar post-it para melhorar os estudos? Acompanhe o texto de hoje e aprenda a otimizar sua rotina!

De onde vieram os post-its?

O nome “post-it”, na verdade, é patenteado e foi criado pela marca 3M. Da mesma forma que Chicletes é goma de mascar e Cotonetes são hastes flexíveis com pontas de algodão, post-its são uma espécie de blocos de notas compostos por folhas adesivadas nas extremidades superiores ou inferiores.

Um dos cientistas da empresa, que fabrica desde utensílios de cozinha até itens de cuidado pessoal como band-aids, realizava experimentos no ano de 1968 quando descobriu uma espécie de cola que pregava fácil sem deixar marcas na hora de remover.

Engraçado como várias ideias geniais que ganharam o mundo geralmente não tiveram boa aceitação no início, não é mesmo? Com o post-it foi exatamente assim.

O cientista, depois de realizar a grande descoberta, ficou muito feliz e logo quis espalhar sua ideia por aí. Ele o fez por um período de 5 anos, mas ninguém deu muita ideia para o Dr. Spencer Silver.

Foi só no ano de 1974 que pessoas próximas a Silver pensaram que talvez aquela ideia pudesse ser muito útil. Um de seus amigos, que cantava no coral da igreja, percebeu que seus papéis caíam muito e isso o irritava. Foi ele ajudou o colega a conceituar o produto e participou do período de criação do post-it.

A solução do “pai dos post-its” foi perfeita para a realidade do amigo, que fez com que a ideia do cientista fosse aceita pela 3M alguns anos depois e transformada em produto.

Mesmo com um aparente incentivo, a invenção não havia sido completamente aceita. Os primeiros anos do produto foram baseados em vendas baixas e, só após uma ação da marca onde foram distribuídos post-its de forma gratuita nos Estados Unidos, a ideia pegou.

Seu período de ascensão, que ocorreu do meio para o final dos anos 80, foi responsável por eternizar a marca e transformá-la em um utensílio de uso universal e indispensável. Pesquisadores das mais diversas áreas afirmam que nem mesmo a tecnologia bruta que só cresce na sociedade é capaz de substituir os bloquinhos de notas.

O psicólogo, professor e pesquisador Randy Garner, por exemplo, realizou uma pesquisa na Universidade de Houston que comprovava que quando ele solicitava a ajuda de algum colega por e-mail, eles teriam uma tendência muito maior de fazer a tarefa caso ela fosse feita a partir de um pedido via post-it.

Foram entrevistados 150 professores e a maior parte deles “falhou na missão” quando o post-it não era entregue. Apenas 36% responderam! Já com a presença do papelzinho, 76% dos professores ajudaram Garner.

Atualmente, a venda de post-its é feita para mais de 150 países, mas a 3M não divulga dados de vendas. Dá para imaginar a dimensão do lucro, não é mesmo?

Confira um compilado de dicas e leituras para melhorar a sua produtividade!
Produtividade: 25 dicas de como ser mais produtivo no trabalho
Técnica Pomodoro: aumente a produtividade com o método do cronômetro
Trello vs. Asana: qual é o melhor aplicativo de organização?
15 exercícios para o cérebro que vão te deixar mais criativo!
Leitura dinâmica: o que é e como aprender a ler mais rápido!
4 dicas para organizar o e-mail e ser mais produtivo
Conheça mais de 100 ferramentas e aplicativos para produtores de conteúdo

Como usar post-its na hora de estudar?

Um público muito forte que faz uso do produto é o de estudantes.

Em 2010, quando a marca comemorou aniversário de 30 anos, foi feito um concurso focado nessas pessoas: estudantes entre 11 a 18 anos foram convidados a fazer obras de arte originais a partir da junção dos papeizinhos.

São criadas cada vez mais formas inéditas de otimizar os estudos a partir da alta taxa de sucesso de alunos que aderiram os post-its em suas rotinas.

Seja no cursinho ou na faculdade, em casa ou no trabalho, conheça algumas práticas que podem mudar a sua vida. Veja só:

Cole os adesivos em lugares estratégicos

Não adianta nada fazer um milhão de post-its se você nunca mais vai voltar a vê-los. Além de colá-los em agendas ou cadernos para facilitar e deixar a estrutura das anotações mais lúdica e interessante, uma prática infalível é pensar em lugares onde você vai muito durante o dia.

Veja alguns que podem te ajudar:

  • espelho do banheiro;
  • espelho do quarto;
  • parede ao lado da cama (quando for algo muito importante);
  • porta do armário;
  • página da apostila, agenda ou algum livro no qual você tem muito contato;
  • computador.

Quando eu estava no terceiro ano do ensino médio, me vi com sérios problemas de memorização e compreensão da matéria. Tentei um monte de coisa até me encontrar, e a solução foi colar post-its ao lado da minha cama.

Ao invés de ficar no celular antes de dormir, eu olhava para o lado e lia os post its por alguns minutinhos de maneira ininterrupta. O mesmo era feito na hora de acordar.

Dessa forma, consegui memorizar as fórmulas de física e matemática muito mais rápido e com menos sofrimento do que eu imaginava.

Fazia o mesmo com tarefas importantes que eu não poderia me esquecer naquele dia: ao escovar o dente ou dar uma passeada pela internet no computador, por exemplo, eu sempre dava de cara com o papelzinho rosa me lembrando de algo que eu não podia esquecer de forma alguma. Também deu certo!

Escreva apenas o necessário

Post-its são daquele tamanho por uma razão. Sua função não é servir como um caderno, mas sim como maneira prática de anotar as coisas mais importantes que devem ser lembradas primeiro pela sua cabeça.

Dessa forma, seja sucinto. Escreva palavras de ordem (estudar X capítulos, lembrar de dar banho na cachorra, comprar shampoo etc) e evite dar detalhes demais sobre o conteúdo.

Para isso, tenha um bloco de notas no celular ou agendinha. Em relação às matérias do colégio, vale o mesmo: escreva ali o que deve ser fixado na sua cabeça.

Lembre-se de que você vai entrar em contato com os papeizinhos em momentos mais rápidos e corriqueiros da vida, então não vai ser nada prático ter que parar para ler um montão de palavras a cada vez que você passar pelo espelho. Depois de algumas vezes, seu cérebro não vai nem prestar mais atenção naquela anotação.

Priorize assuntos que você tem dificuldade

Faça como eu: escolha aquelas fórmulas chatinhas e conteúdos nos quais você não se sente confortável estudando e anote-os nos post-its.

Aqueles conteúdos que te trazem facilidade podem ser estudados de maneira convencional, então priorize atividades importantes e matérias difíceis/que demandam memorização com mais frequência do que as outras.

Anote suas dúvidas

Anote todas as dúvidas nos post-its e tente solucioná-las dia após dia. Ao entrar em contato com elas de forma frequente, seu cérebro estará propenso a tentar resolvê-las o mais rápido possível.

Mesmo depois de descobrir a resposta para as perguntas, não jogue fora os post-its: sinalize que elas foram resolvidas, porém, deixe-as ali mesmo para que sempre que você voltar naquele conteúdo, possa se lembrar dos pontos que te trouxeram mais dúvida.

Uma das dicas mais importantes é a seguinte: crie métodos próprios que podem te ajudar na sua realidade daquele momento específico. Dicas são interessantes e podem funcionar para muita gente, mas a praticidade dos bloquinhos de nota permite que cada um crie um próprio conteúdo sobre as melhores formas de usar post-it e otimizar o seu dia a dia.

E aí? Gostou de saber um pouquinho mais sobre a história dos post-its e aprender algumas formas de utilizá-los de maneira prática e eficiente? Se você acredita que esse conteúdo foi interessante, aprenda a conciliar o trabalho e estudos aqui e arrasar ainda mais!

Como conciliar trabalho e estudosPowered by Rock Convert