Por Gustavo Grossi

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 28/09/2017. | Atualizado em 19/05/2020


Ser um bom escritor está diretamente relacionado com a velocidade do seu aprendizado. Para impulsionar esse processo, estas 7 dicas são fundamentais.

Freelancers não querem apenas aprender a produzir melhores conteúdos. Freelancers querem produzir melhor e mais rápido!

Afinal, quanto melhor é o seu conteúdo, mais você pode cobrar dos seus clientes. E, se você pode produzir com rapidez, mais tarefas você pode realizar!

Somando essas duas coisas, chegamos a um importante objetivo de todo redator, revisor ou planejador: aumentar a sua renda consideravelmente.

Como sabemos, dominar as técnicas de copywriting, blogs, SEO etc requer tempo e trabalho. É preciso praticar todos os dias.

No entanto, as pessoas sempre procuram por hacks e atalhos para chegar lá fazendo menos esforço. E, ao contrário do que parece, isso é muito legal!

Então, aqui vão algumas dicas para melhorar seus conteúdos. Confira:

1. Conhecimento básico nunca é demais

Nem seus clientes, nem seus leitores querem um texto de 1000, 2000 ou 3000 palavras. Essa é apenas uma forma de precificar conteúdos. Na verdade, o que eles querem é informação de qualidade, escrita de uma forma simples e legível.

Não faz sentido ter uma explicação desproporcional à complexidade de um problema. Afinal, o tamanho de um post tem uma correlação com seus rankings, mas não significa que é um fator direto de ranqueamento.

Em outras palavras, não adianta encher linguiça. Isso só vai piorar a qualidade de um texto para web.

Na produção de conteúdo, temos que cortar tudo aquilo que não é essencial. Então, vamos recapitular regras básicas:

Em outras palavras, seja objetivo e vá direto ao ponto. A redundância pode matar seu texto por completo. Observe o trecho:

“Depois de já ter se solidificado como uma marca que valoriza autoimagem positiva, esta empresa buscou a excelência fazendo um ótimo trabalho criando um ambiente favorável para os seus fãs nas redes sociais.”

Pode, tranquilamente, ser condensado em:

“Depois de conquistar uma imagem positiva, esta empresa passou a atrair mais fãs nas redes sociais.”

Viu como é simples? Como dissemos, retire tudo que não é essencial e escreva como se estivesse dialogando com o leitor.

Materiais recomendados para escrever textos impecáveis:
Guia definitivo do texto perfeito: do brainstorm às técnicas de persuasão
Guia de produção de conteúdo para web 2.0
Glossário de Produção de Conteúdo para Web
Cartilha de escrita humanizada
Guia prático de português e gramática para web atualizado
Checklist interativa de revisão
ABC do Copywriting

2. Quanto mais você escrever, maior será o valor do seu trabalho

Redatores que escrevem com frequência são menos inseguros. A experiência faz você se sentir no domínio da situação e, para chegar lá, é preciso praticar.

No início, é bastante normal haver insegurança sobre as entregas, além de um gasto maior de tempo para produzir.

Então, se você não está certo sobre a qualidade do seu conteúdo ou sobre os seus prazos, existe uma solução para isso: escrever. Ao praticar, você condiciona o seu cérebro a lidar mais facilmente com problemas que antes eram difíceis para você.

Quanto mais você escrever, mais confiante você será neste trabalho. Com o tempo, você aprenderá a reconhecer o que seus clientes precisam — e impressioná-los por isso.

3. Sua audiência e seus concorrentes devem estar na sua mira

Uma das formas mais rápidas e práticas para um bom texto, é realizar um benchmarking completo. Faça uma lista dos blogs nos quais você gostaria de publicar e monitore o que eles fazem.

Aprenda sobre o seu estilo, seus formatos preferidos e práticas em produção de conteúdo. Como são as introduções dos seus posts? E as conclusões? Eles utilizam muitas imagens? Qual é a média de palavras? Qual é o tom da linguagem?

Aqui no blog da Comunidade nós já ensinamos um hack para monitorar quantos blogs você quiser em tempo real.

E, para analisar os seus alvos, essa técnica é perfeita. Crie seu dashboard no Google Sheets e faça todas as comparações necessárias. Sempre que achar interessante, acesse os conteúdos e faça um estudo mais aprofundado, sempre tomando nota.

Isso vai te ajudar a entender o que funciona, e como você define um estilo aplicado à audiência. Assim, rapidamente você obterá diversos insights sobre como criar o seu próprio estilo (de um jeito que seus leitores amem!).

4. Ler é um combustível para a criatividade

Além da escrita, a leitura deve ser uma prática diária, e você pode fazer isso de diversas formas. A mais importante delas é buscar livros e blogs sobre como escrever.

Alguns dos livros mais interessantes — e que frequentemente recomendamos aqui —, são os seguintes:

Assim como blogs nacionais e internacionais, que têm materiais mais voltados para a escrita na web.

Além desses, leituras gerais também são um excelente complemento. Noticiários, ficção, literatura, entre outros, sempre serão fontes incríveis de ideias, novas palavras e para reforçar seu conhecimento ortográfico.

Alguns dos títulos que mais agregaram conhecimento, para mim, foram:

  • Retórica — Aristóteles.
  • Um Estudo em Vermelho — Arthur Conan Doyle.
  • As viagens de Gulliver — Jonathan Swift.

5. Opiniões externas importam muito

Você tem amigos escritores? Consegue fazer contato com outros profissionais que você admira? Perca a vergonha!

Escreva uma peça ou mostre uma publicação de sua autoria para essas pessoas. Peça um feedback honesto sobre isso, e tente tirar o máximo de lições das respostas que você receber.

Esse tipo de atitude é absolutamente normal e, mesmo que você não seja respondido, isso é bem visto pela comunidade de profissionais criativos. Então, caso as respostas sejam distantes do esperado, tente novamente.

6. Uma revisão profissional pode mudar a sua vida

Além dos feedbacks externos, procure especialistas em revisão que possam te dar um retorno preciso sobre seus erros. Nada fará você melhorar tão rápido quanto uma revisão profissional.

Pode ser difícil conseguir esse tipo de ajuda. Primeiro, porque existem poucos revisores profissionais (e eles são difíceis de encontrar), sobretudo na internet.

Felizmente, isso está mudando aos poucos. Plataformas de freelance, como a da Rock Content, têm times de revisores que são responsáveis por avaliar todos os jobs de redação que circulam ali.

Portanto, se você quer receber feedbacks de um expert, realizar tarefas na Plataforma vai garantir que você sempre seja avaliado, promovendo uma melhoria contínua. Ah, e você ainda recebe por isso, assim como qualquer outro trabalho.

Sempre que possível, tente fazer com que seu texto passe por um revisor especialista, isso pode mudar a sua vida e a sua produtividade de uma forma muito rápida.

7. A melhoria do seu serviço deve ser diária

Por fim, se você realmente quer aumentar a sua audiência (e a sua renda) como redator freelancer, se jogue no mundo. Perca o medo de ser criticado, e procure tirar uma boa lição de cada crítica.

Divulgue seus textos em redes sociais, compartilhe com seus contatos e com influencers na rede. Registre os aprendizados com cada novo texto, observe seus concorrentes, parceiros e as mudanças do mundo de produção de conteúdo.

Ah, e não se esqueça de sempre pedir a opinião de revisores, editores e quaisquer pessoas que possam mentorar o seu crescimento.

Então, se você quer começar, por que não se cadastra como redator freelancer na Plataforma Rock Content? Ao fazer isso, você poderá criar uma candidatura para jobs e receber seus primeiros feedbacks.

Até logo!

Posts populares com esse assunto