Por Dimitri Vieira

Editor-chefe do blog Comunidade Rock Content.

Publicado em 22/01/2019. | Atualizado em 22/01/2019


Veja como revisar seu próprio texto mesmo sem ser um expert em gramática em 6 passos extremamente simples!

Uma das atividades mais difíceis de se fazer para um redator é revisar o próprio texto. Quando revisamos o de outra pessoa, os erros aparecem mais facilmente e é bem mais tranquilo fazer as correções necessárias.

Quando de trata do nosso conteúdo, as pequenas falhas parecem camuflar e surgem apenas no momento que o texto alcança o primeiro leitor.

Mas, neste momento, uma pequena falha pode comprometer sua credibilidade e, até mesmo, atrapalhar a compreensão do texto. Então, neste artigo, vou compartilhar algumas das principais dicas para ajudar a revisar suas próprias redações:

1. Deixe seu texto (e sua mente) descansar primeiro

O momento em que você finaliza a etapa da redação é quando sua experiência de leitura fica mais comprometida.

O conteúdo fresco em sua cabeça levará a uma revisão tendenciosa, em que basicamente tudo fará sentido para você e somente erros escandalosos chamarão a sua atenção.

Portanto, deixe seu texto repousar e aproveite para descansar a mente também. De preferência, com direito a uma boa noite de sono para os dois.

2. Use a tecnologia a seu favor com o bom e velho ctrl + f

Existem algumas palavras e expressões que não contribuem muito para o seu texto, sendo que, na grande maioria das vezes são usadas apenas como enxerto.

Pesquise pela lista abaixo e verifique sua necessidade nos trechos onde elas aparecem:

  • muito;
  • sendo que;
  • já;
  • advérbios: pesquise por “mente”;
  • que;
  • mas;
  • pois;
  • mais;
  • como;
  • melhor;
  • é possível.

Eliminando algumas dessas palavras, você vai observar que seu texto ficará bem mais enxuto e objetivo, facilitando a leitura.

Alguns outros termos, na minha opinião, podem comprometer a sua credibilidade por transmitir insegurança na fala, como:

  • acho;
  • para mim;
  • na minha opinião.

Ainda existem algumas expressões que costumamos errar com frequência e, portanto, também merecem uma checagem pré-revisão:

  • através: se não tiver o sentido de atravessar, deve ser substituído por “por meio de”;
  • assertivo: quer dizer que algo foi feito de maneira correta? Troque para “acertado” ou “eficiente”;
  • ao invés de: a menos que tenha ideia de oposição (exemplo: preto ao invés de branco), o correto é “em vez de”.

Com o tempo, você vai notar alguns vícios de linguagem na sua própria escrita e poderá checá-los nessa etapa também.

3. Faça uma leitura dinâmica do seu texto

Esse é primeiro ato que um potencial leitor fará com seu conteúdo. Então, confira se existem blocos de texto muito longos, comprometendo a escaneabilidade e, principalmente, verifique a presença de parágrafos frasais.

Somente agora no quarto passo é que você vai ler o seu texto. E recomendo que faça mais que isso:

4. Leia seu conteúdo em voz alta

Lembre-se que você está se comunicando com seu leitor. E para conferir se a comunicação será prazerosa e interessante, nada mais justo que você dê voz ao seu texto.

Essa é a maneira mais fácil para encontrar:

  • erros de digitação;
  • frases e trechos que podem ser melhorados;
  • sentenças longas que poderiam dificultar a compreensão pelo leitor;
  • além de vícios de linguagem para você incluir no segundo tópico.

5. Assuma o papel da sua persona e releia

Agora que você já peneirou todo o seu texto para facilitar a leitura, chegou o momento de verificar se você expôs suas ideias de maneira clara.

Para isso, releia como se você fosse sua persona e fique atento a termos e siglas que poderiam ser melhor explicados.

Por exemplo, se você vai falar sobre SEO e seu público-alvo não tem muitos conhecimentos sobre marketing digital, é necessário dizer que se trata de otimização para mecanismos de busca, como o Google.

6. Seja aberto a feedbacks

Caso você escreva como freelancer para a Rock Content, seu texto passará por um revisor autônomo e por um analista de conteúdo antes de ser enviado para o cliente e, eventualmente, publicado.

Assim, ele passará por duas etapas de revisão acompanhadas de feedbacks de profissionais especializados em conteúdo. Então, abandone o ego e escute o que eles têm a dizer.

Dessa maneira, você terá perfeita compreensão de quais são os seus pontos fortes; os de melhoria e como trabalhar para seguir aprimorando.

E caso ainda não seja um Rockin’ freela, uma excelente maneira de colher feedbacks é publicando seus conteúdos em uma plataforma: pode ser o seu blog pessoal ou o LinkedIn.

É claro que ainda está em tempo de corrigir isso e fazer parte da nossa equipe de redatores e revisores!

Comunidade Rock Content - Faça parte da maior base de freelancers do BrasilPowered by Rock Convert

Esse é um método um pouco mais ousado, pois é possível que alguns retornos venham em forma de comentários de ódio. Mas basta filtrar isso e focar nos comentários construtivos para entender onde você pode melhorar.

Quanto mais você compreender seus vícios de linguagem e pontos de melhoria, mais fácil fica revisar seus próprios textos utilizando a metodologia descrita aqui.

E para te ajudar ainda mais a ficar de olho em possíveis erros de escrita traiçoeiros que podem passar despercebidos, listamos os 63 principais erros que nossos melhores redatores costumam cometer! Vale a pena deixar como material de consulta para ajudar nas suas próximas revisões.

63 erros para evitar na escritaPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto