Por Anna Júlia Silveira

Redatora na Rock Content.

Publicado em 12/11/2014. | Atualizado em 17/04/2018


Para revisar textos com qualidade profissional é preciso estudo e prática, mas você pode descobrir quais são os pontos cruciais para testar as suas habilidades neste post!

Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

Você é daquelas pessoas que adoram escrever sobre tudo, têm um blog como hobby ou escrevem simplesmente para ganhar a vida? Então você já deve saber como é gratificante receber elogios sobre seus artigos e ver que muitas pessoas andam visualizando aquilo que você carinhosamente — ou freneticamente — escreveu, não é mesmo?

Porém, perceber que uma palavra ficou repetida ou foi escrita da forma errada pode ser desapontador. Além de tirar a agradabilidade do texto, erros acabam inibindo um pouco da autoridade que ele transmite. Mas nem tudo está perdido, afinal de contas, todos nós somos humanos e estamos sujeitos a deixar passar despercebido algum errinho. E para te ajudar a fazer uma revisão impecável, vamos mostrar neste post algumas dicas sobre como revisar corretamente um texto. Acompanhe!

Jamais faça a revisão assim que terminar de escrever

Essa talvez seja a dica mais importante. Por mais atenciosos que sejamos ao revisar um material, a nossa leitura acaba ficando “viciada”. Quando nós mesmo escrevemos um texto, as frases ficam gravadas na nossa mente e muitas vezes já sabemos a palavra que será lida antes mesmo de chegar nela. É por isso que não devemos fazer a revisão logo após terminarmos de escrever.

Fazer uma leitura rápida ao terminar, para detectar erros mais visíveis, ou para certificar-se de que a ideia principal do texto foi alcançada pode ser um bom começo. Mas a revisão final deve ser feita preferencialmente no dia seguinte ao que você tiver escrito. Se isso não for possível, ou se você estiver muito atolado de tarefas para prorrogar a revisão, procure, pelo menos, dar um intervalo de duas horas antes de voltar ao conteúdo. Faça um lanche, tome água, navegue na internet ou leia sobre outros assuntos. Quando a sua mente realmente estiver relaxada novamente, aí sim é a hora de finalizar.

Certifique-se de que o texto possui parágrafos e intertítulos suficientes

Se você olhar para o seu texto e perceber que ele se encontra como um “bloco”, acredite: você mesmo terá preguiça de seguir com a leitura. E imagine as outras pessoas então? Textos sem parágrafos ou sem intertítulos são extremamente cansativos e não “convidam” para a leitura.

Para isso, garanta que o artigo terá parágrafos suficientes e intertítulos interessantes e bem posicionados. Assim, o seu leitor poderá “escanear” o material com os olhos, ver sobre o que se trata o conteúdo e se é de interesse dele. Invista nos intertítulos como forma de aguçar a curiosidade do leitor. Uma boa forma de conseguir isso é usar intertítulos em forma de perguntas, por exemplo.

Não deixe que a estrutura comprometa o texto

Começar a ler um texto que não explica muito bem “para que veio”, ou que termina sem concluir nada é muito frustrante para qualquer leitor, não é mesmo? Por isso, fique atento à estrutura do artigo, certificando-se de que você fez introdução, desenvolvimento e conclusão. Essas etapas devem ser seguidas quase que como um guia: se você conseguir cumpri-las, meio caminho já estará andado.

Vale ressaltar, ainda, a importância de verificar se o texto cumpriu o que prometia o título. Caso isso não tenha acontecido, tenha a certeza de que haverá mais um leitor decepcionado no mundo.

Não abra mão de corretores ortográficos

Como já foi dito, todos nós somos humanos e estamos sujeitos a errar. E principalmente aqueles errinhos mais simples simples (como essa palavra repetida que você acabou de ler!) insistem em aparecer, mesmo depois de uma boa leitura e revisão do material. Para evitar esses deslizes, nunca deixe de passar o conteúdo em um corretor de ortografia. Hoje existem inúmeros deles e muitos apontam erros que vão muito além de acentuação ou espaços duplos. Até mesmo erros de concordância costumam ser destacados. Portanto, busque um bom corretor (você pode optar pelo Libre Office Writer, por exemplo) e otimize a sua revisão!

Quando entregamos aos nossos leitores textos bem escritos — com concordância e coerência — sem dúvidas, mostramos que sabemos do que estamos falando e criamos uma relação de “autoridade” sobre o assunto do artigo. Portanto, vale a pena aumentar a atenção para esses critérios, não é mesmo?

E então, ao ler o nosso artigo você se lembrou de alguma outra dica importante para conseguir uma boa revisão? Que tal compartilhar com a gente? Deixe o seu comentário e continue de olho no nosso blog! =)

Um revisor freelancer na Plataforma Rock Content

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *