Por Isabela Sartor

Psicóloga por formação. Perita em Hogwarts por diversão.

Publicado em 14/02/2020. | Atualizado em 19/05/2020


Saber como planejar seu trimestre ajudará você a crescer profissionalmente. Para ajudar nisso, preparamos algumas dicas. Coloque-as em prática e desfrute de mais conquistas na sua carreira!

Vamos fazer um exercício mental. Imagine-se como um típico funcionário CLT. Metas a cumprir, seu desempenho sendo avaliado a todo momento e um chefe chato no seu pé. Um filme de terror? 

Então, acalme-se! Isso não é real. Foi apenas um truque psicológico para você aceitar mais facilmente o que falaremos a seguir: como freelancer, você também precisa controlar sua produção! Afinal, a pessoa mais interessada na sua produtividade e no seu crescimento profissional é você mesmo, certo?

Pensando nessas coisas e querendo ajudar você a trilhar um caminho de sucesso, preparamos algumas dicas de como planejar seu trimestre, de modo a conseguir ótimos resultados para o ano! Vamos juntos?

Tenha aspirações

As aspirações estão ligadas ao comportamento de buscar a sensação de realização. São elas que nos fazem enxergar um sentido em nossa existência. Um exemplo seria: “quero ser um freelancer mais bem reconhecido no mercado”. A partir disso nos envolveríamos em comportamentos, em prol de alcançar a conquista.

No entanto, essas aspirações não estão ligadas apenas ao âmbito profissional. Envolvem aspectos como: saúde, família, amor, finanças, espiritualidade, autoconhecimento, amizade etc.

Assim, pense nessas diversas áreas e imagine seu crescimento em cada uma. Defina como deseja estar daqui a 1, 5, 10 anos. Depois, responda: o que você pode fazer para conseguir o autodesenvolvimento em todos esses pontos?

Esse tipo de atividade nos ajuda não apenas a olhar para o futuro, mas também a enxergar prioridades, pois ao entender o que é valioso para nós, fica mais fácil decidir o caminho a percorrer.

E não pense que ter outras aspirações, além das profissionais, fará você se desviar da sua  carreira freelancer! Pelo que contrário. E explicamos a seguir o porquê!

Equilibre o pessoal e o profissional

Continuando o raciocínio, pense na sua vida como uma balança. De um lado está seu crescimento pessoal, do outro o profissional. Se não existir equilíbrio, uma hora você cai. Caso ainda não tenha se dado conta, todos esses aspectos influenciam em nosso trabalho e produtividade. 

Quer um exemplo? Então, responda: como é sua produção, ao tentar trabalhar naquele dia no qual seu humor está meio pra baixo? É mais difícil, certo?

Agora, suponhamos que determinado sonho do nosso aspecto pessoal seja conflitante, em partes, com um dos desejos profissionais. Esquecer da existência do primeiro e focar apenas no segundo também não será produtivo, pois teremos uma angústia crescendo dentro de nós. Com o tempo, isso tende a atrapalhar nosso foco no trabalho e a nos fazer ter dúvidas sobre nossos propósitos.

Assim, refletir, antes, sobre todos os aspectos existentes e buscar o equilíbrio nos ajuda a tomar as decisões certas e a viver com mais satisfação.

Faça planos curtos

Agora, foquemos na carreira profissional. Olhe para seus próximos 90 dias, visualize seu crescimento e decida algo para alcançar: 

  • Aprender a trabalhar em outra área especialidade? Por exemplo, você é freela de redação e quer saber como criar pautas?;
  • Quer aumentar seu rendimento e pegar mais tarefas por dia?;
  • Ou prefere diminuir a quantidade de horas trabalhadas, ganhando a mesma coisa?

Focar no curto prazo é interessante, pois nos ajuda a criar planos mais realistas. Uma boa dica para complementar esse delineamento é usar a técnica SMART. Ela ajuda a transformar aquele objetivo genérico, como: “quero ganhar mais dinheiro”, em algo mais definido, como “quero aumentar em 1000 reais minha renda mensal em até 3 meses.”

Defina metas de trás para frente

Ok, você estabeleceu o prazo e definiu sua meta, certo? Agora, olhe tudo de trás para frente e estipule seus passos. Como? No lugar de ter na mente: “tenho 90 dias para dar conta disso”, divida essa meta em parcelas menores, mais detalhadas e progressivas.

Pegando o mesmo exemplo anterior, você pode estipular um aumento mensal de 300 reais para os próximos 30 dias. Para isso, o quanto você precisaria produzir por semana? E por dia? 

No próximo mês, amplie o desempenho. Que tal tentar fazer 600 reais? Se tudo estiver caminhando bem, no terceiro você se empenha para atingir a meta dos 1000.

Permita-se recompensas

Essa é uma forma não apenas de automotivação, mas de manter a saúde mental. Afinal, progredir é maravilhoso, mas qualidade de vida é fundamental, concorda?

Então, permita-se, por exemplo, descansar. Dê a si aqueles momentos de relaxamento. Sabe aquele livro encostado na estante, comprado há semanas, no qual você pensa todo dia antes de dormir? Tire alguns minutos da semana para lê-lo! Esse tipo de coisa nos ajuda a recuperar as energias, facilitando o engajamento no propósito. 

Tenha disciplina

A motivação é muito legal, pois nos dá aquele ânimo para continuar em frente com nossos objetivos. Mas quando falamos em como planejar o trimestre, a disciplina é fundamental. Ela nos obriga a agir, ainda que não tenhamos vontade. Fazemos porque sabemos que é necessário, sem esperar uma super disposição da nossa parte.

Para isso, entenda a razão das suas metas. Não foque apenas “no que” você quer, mas “por que” você quer! Mas lembre-se: sair da zona de conforto é dolorido, então não espere que tudo seja sempre muito fácil.

Utilize a tecnologia a seu favor

Nem é preciso lembrar que ela está por todas as partes, não é? O aplicativo Toggl, por exemplo, ajuda-nos a controlar a produtividade, ao mostrar o tempo real dedicado a cada tarefa. Já imaginou que você pode trabalhar menos do que pensa?

Já os podcasts agilizam nossa rotina. Podem ser escutados junto de momentos nos quais realizamos outras atividades, como dirigir. São muitas opções e, com certeza, você achará um com o qual se identificará.

E se o vício em celular é seu ponto fraco, então adote um aplicativo que te ajude a controlar essas distrações. O Forest é uma boa solução!

Enfim, a ideia é ter ajuda de recursos capazes de melhorar nosso rendimento.

Não se esqueça da capacitação profissional

Trabalhar e ter metas de produtividade não é a única saída para crescer como freelancer. Reserve um tempo para estudar e investir em conhecimento. Coloque nos seus planos aqueles cursos que impulsionarão sua carreira e te darão um diferencial. 

Sabe aquele de storytelling super bacana? Matricule-se e aprenda a escrever narrativas em suas produções. Ou, faça o outro que ensina a usar o LinkedIn para se destacar na sua carreira!

A intenção é não ficar acomodado, com a sensação de que já sabe de tudo. Investir nessa parte ajudará você a não precisar competir com o profissional iniciante que faz algo parecido com o seu trabalho, mas cobra um preço muito abaixo do mercado.

Acompanhe e compartilhe seu progresso

Não se esqueça de analisar sua evolução, pois assim você terá condições de perceber as suas conquistas e os pontos a serem focados no próximo planejamento. 

Compartilhar com outros freelancers (como os do Community Space) seus resultados e as dificuldades sentidas também é uma boa, já que você pode pegar conselhos e feedbacks valiosos para o trimestre seguinte.

Enfim, com todas essas dicas de como planejar seu trimestre, agora já sabe por onde começar, não é mesmo? Então, vise ao seu crescimento, mas não seja um chefe muito duro consigo, combinado? Prefira andar a passos lentos, mas mantendo toda sua vida equilibrada. 

E por falar em observar sua performance, não deixe baixar nosso Planner 2020! Ele será muito útil para te ajudar em toda essa organização!

Planilha de Controle de Produtividade e Faturamento 2020Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *