Por Camila Morais

Redatora freelancer, louca por gatos, queijo e Desperate Housewives.

Publicado em 26/10/2020. | Atualizado em 13/10/2020


Para saber como montar uma equipe de sucesso, é preciso ser criterioso e analisar as características de cada profissional. Leia e entenda como avaliar habilidades, competências e diversidade. 

A contratação de freelancers para o desenvolvimento de projetos na área de Marketing Digital é uma tendência que tem atraído cada vez mais empresas.

Um estudo do Content Marketing Institute mostrou que metade das empresas costumam terceirizar atividades de Marketing de Conteúdo. Inclusive, quanto maior é a organização, maior é também essa porcentagem, chegando a 71% no caso das empresas de grande porte.

De fato, montar uma equipe é uma solução ótima para dar forma a uma estratégia de marketing. Isso vale, inclusive, se você é freelancer e quer encontrar alguém para ser seu parceiro de trabalho. Entretanto, é importante definir critérios para reunir profissionais que vão contribuir para o sucesso do projeto.

Por isso, é essencial saber como montar uma equipe. Isso envolve observar as características de determinados profissionais e chamar os que estão alinhados com as necessidades da empresa ou do projeto. Quer saber como fazer isso? Então continue lendo e veja quais fatores devem ser levados em conta ao montar um time de freelancers.

Experiência e competências

É verdade que a formação universitária tem um grande peso na qualificação do freelancer. Mas é preciso ter em mente que ela não é tudo. Inclusive, muitos desses profissionais são formados em áreas que não têm relação com design ou produção de conteúdo, e alguns talvez nem tenham concluído um curso superior, mas são capazes de entregar um trabalho de excelência.

Por isso, é preciso levar em conta a experiência do freelancer e as competências que ele desenvolveu por meio de cursos e da própria prática. Uma boa maneira de verificar isso é por meio do portfólio do profissional.

Além disso, o perfil que o freelancer tem no LinkedIn pode dizer muito a respeito de suas competências. Afinal, muitos têm o costume de publicar artigos e posts relacionados à área em que atuam.

A parte de recomendações que a plataforma oferece é outra maneira de analisar a qualidade do trabalho do profissional. Por isso, aproveite essas ferramentas para ter uma boa visão da experiência e das competências que a pessoa tem.

Diversidade

Quando falamos de diversidade, estamos nos referindo à variedade de raças, gêneros, religiões, culturas, idades, entre outros fatores. Por que é importante dar atenção a essa questão?

Uma pesquisa da consultoria Mckinsey & Company mostrou que, em empresas em que há uma boa diversidade racial, há 35% mais chances de os resultados serem superiores em comparação aos concorrentes que não se importam com essa questão.

Inclusive, a diversidade estimula a inovação, já que ela promove ambientes em que os pensamentos fora da caixa são ouvidos e recebem atenção. Esses são apenas alguns dos motivos para levar a diversidade em conta ao montar uma equipe de freelancers.

Objetivos em comum

Os objetivos são um fator importante, em especial para quem é freelancer e está pensando em fazer uma parceria. Talvez você encontre um ótimo profissional, e seria muito legal tê-lo ao seu lado para desenvolver um projeto.

Mas e se os objetivos dessa pessoa não estiverem alinhados com os seus? Por exemplo, talvez você tenha uma paixão enorme por mídias sociais e gostaria de desenvolver um projeto que tenha relação com essa área. Só que seu potencial parceiro prefere se concentrar na produção de conteúdo para blogs.

Bem, nesse caso, você precisa ter em mente que não será possível contar com a pessoa quando o assunto for mídias sociais. Contudo, ela pode ser o complemento de que você precisa caso seu projeto seja mais abrangente e inclua a produção de conteúdo para blogs.

Por isso, avalie os objetivos das duas partes e veja se é possível alcançar uma boa sinergia a partir das habilidades de cada um. Do contrário, é melhor continuar procurando um parceiro para o projeto.

Avalie as soft skills do freelancer

As empresas prestam muita atenção nessa questão ao recrutar um novo funcionário. Afinal, ele pode ter um bom conhecimento técnico, mas simplesmente não saber se relacionar com os colegas. O resultado é que, além de seu potencial não poder ser aproveitado, o colaborador ainda prejudicará o trabalho dos outros.

O interessante é que colocar o conhecimento técnico em prática é bem mais fácil do que demonstrar habilidades comportamentais, ou soft skills. Uma delas é a capacidade de colaborar, o que não é tão difícil de avaliar se você já tem algum convívio — mesmo que a distância — com o potencial parceiro de trabalho.

Observe também o quanto a pessoa é flexível e está disposta a se ajustar a prazos e direcionamentos. Equilíbrio emocional é outro fator importante. Isso não significa que você não deve trabalhar com alguém que às vezes passa por crises de depressão ou ansiedade. Até porque seria muito difícil encontrar alguém assim.

Ser equilibrado em sentido emocional tem a ver com continuar tratando bem as pessoas, mesmo em momentos de pressão. Certifique-se de montar uma equipe em que todos se tratarão com bondade e cortesia mesmo em situações que não sejam tão favoráveis.

Comunicação clara

Aproveite todas as oportunidades para observar o modo da outra pessoa de se comunicar. É verdade que existem profissionais que não são de muita conversa. O problema é que, em alguns casos, isso pode prejudicar o andamento das atividades.

Se o potencial membro da equipe demora muito para responder às suas mensagens ou não dá um posicionamento dentro do prazo quando é preciso, tenha cuidado. Afinal, esse tipo de comportamento pode levar a muitos atritos.

Falhas na comunicação podem resultar em serviços entregues fora do prazo ou conteúdos desalinhados. E é claro que você, como profissional autônomo ou dono de um pequeno negócio, quer evitar estresse ao máximo, não é? Então preste atenção nas habilidades de comunicação do potencial parceiro.

Como podemos ver, para entender como montar uma equipe de freelancers de sucesso, é essencial fazer uma seleção criteriosa para trabalhar com pessoas qualificadas. Um dos fatores que mais ajudam nessa questão é fazer um bom networking. Inclusive, o LinkedIn oferece justamente essa oportunidade, e vale a pena aproveitá-la. Isso pode fazer muita diferença na qualidade do time que você vai montar.

Já que estamos falando sobre contatos profissionais, aproveite para conferir nosso e-book sobre como fazer networking!

Networking para freelancersPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *