Como fazer uma conclusão

O que é uma Conclusão? Tudo sobre como fazer uma conclusão em 6 passos, erros mais comuns e exemplos!

Conclusão é o fechamento de um trabalho, que pode ser um processo, projeto, ideia ou um texto. Em uma redação, a conclusão é uma das partes mais importantes, por ser o momento de finalizar o que foi desenvolvido no conteúdo e reforçar a ideia principal.

Você já esteve na situação de desenvolver o seu texto com maestria e, ao final, ficar sem saber como fazer uma conclusão para ele? Isso é muito mais comum do que você imagina.

Pensando nisso, reunimos neste post algumas dicas sobre o que é uma boa conclusão de texto para web, o que ela deve e não deve ter, além de alguns exemplos para você aprender de uma vez por todas como fechar os seus textos com chave de ouro!

Concluir um texto não é repetir tudo que foi dito com outras palavras em uma frase curta. A conclusão é o fechamento do que você desenvolveu ao longo do conteúdo e o reforço da ideia principal, podendo até contar com chamadas para reflexão e ação dos leitores.

Isso é possível por meio de uma síntese do que foi apresentado, uma sentença que retome a introdução e esteja de acordo com o que foi argumentado no desenvolvimento. Mas o que essa síntese deve ter para funcionar? É o que você vai descobrir a seguir!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Como fazer uma conclusão em 6 passos:

1. Seja breve e vá direto ao ponto

É importante que a conclusão seja sucinta, pois você já teve o texto todo para expor suas ideias e argumentos com detalhes. Então, o ideal é não enrolar para terminar.

Mesmo com poucas frases, é possível acrescentar um toque final para que seus leitores não esqueçam tão facilmente de tudo que viram no seu texto.

2. Retome a introdução para ressaltar a ideia principal

O seu texto responde uma dúvida ou propõe uma solução específica, certo? Na introdução, você deve mencionar essas situações para cativar o leitor e, até mesmo, para explicar o que será abordado.

Então, na conclusão, você pode retomar o que foi dito para mostrar e reforçar como os seus argumentos são capazes de compor essa resposta, ou solução.

3. Resuma o que foi dito para amarrar suas ideias

Esta etapa nem sempre é necessária, mas, caso tenha apresentado ideias e argumentos muito variados no texto, é uma excelente ideia esclarecer como eles se relacionam para construir uma única mensagem.

4. Ressalte a ideia principal

Qual é a “moral da história”? Pense na principal lição que os leitores podem tirar do seu texto e insira-a na conclusão.

5. Incentive o leitor a agir ou refletir

O que seu leitor deve fazer ou pensar ao finalizar seu texto? Talvez haja uma ação clara, ou uma ideia a se refletir.

Na conclusão, é o momento perfeito para fazer uma chamada para ação (ou reflexão) e incentivar o leitor a seguir suas recomendações.

6. Evite clichês

Termos como “em resumo”, “resumindo”, “concluindo”, “sumarizando”, “por fim” e alguns similares são tão usados em conclusões que se tornaram desgastados e óbvios.

Veja alguns termos para usar no lugar deles:

  • “portanto”;
  • “em virtude de”;
  • “logo”;
  • “dessa maneira”;
  • “com base no que foi apresentado”;
  • “por isso”.

Conheça melhor outros conectivos para serem usados aqui, como “logo”, “por conseguinte”, “portanto”, “por isso”, “em virtude de”, etc.

O final do seu texto deve transmitir a ideia de conclusão pela estrutura, resumo de ideias e argumentos, proposição de uma solução e incentivo a uma ação ou reflexão.

Listando dessa forma pode até parecer muita coisa, mas não é. Basta seguir esses passos que você consegue encaixar tudo em poucos parágrafos e será capaz de concluir seus próximos textos com maestria!

Nota do editor:
Olhe para os dois últimos parágrafos como exemplo. Eles funcionam perfeitamente como a conclusão para este texto até aqui, não acha? 🙂 Mas não vamos parar por aqui e veremos os erros mais comuns também!

Os erros mais comuns ao fazer uma conclusão

1. Quebrar o texto de forma repentina para finalizá-lo

Um bom conteúdo argumentativo deve dispor as informações em cadeia. Ou seja, uma ideia leva a outra. De modo que é possível afirmar que, dentro de um mesmo texto, existem outras diversas pequenas conclusões.

A esse recurso linguístico damos o nome de cadência, ou seja, o seguimento de uma sucessão racional, cujo propósito é conectar os parágrafos entre si.

Porém, nenhuma delas é tão importante quanto o seu argumento final. E, é claro, ele deve seguir a sequência lógica das alegações citadas durante o artigo, não é mesmo?

Lembre-se de interligar a sua conclusão com o que foi dito anteriormente. Uma finalização sem pé nem cabeça pode afastar o seu leitor justamente no ponto mais importante da leitura.

2. Esquecer da chamada para ação ou reflexão

Muitas pessoas acabam se esquecendo de que, para reforçar sua mensagem, a conclusão do texto deve inspirar diretamente o leitor a uma ação, ou reflexão.

No marketing de conteúdo, por exemplo, sempre incentivamos uma ação, como:

  • curtir uma fanpage;
  • compartilhar nas redes sociais;
  • inscrever-se em uma newsletter;
  • comentar em um post;
  • baixar um material;
  • assistir a um vídeo;
  • acessar outro artigo;
  • clicar em um link;
  • fazer um download;
  • solicitar um orçamento;
  • entrar em contato com a empresa;
  • responder um questionário;
  • comprar um produto.

É claro que isso pode variar, e você deve decidir por aquele que mais condiz com os seus objetivos.

3. Usar parágrafos muito longos

Parágrafos muito extensos podem desanimar o leitor e, na conclusão, são um forte indício que você está fazendo algo incoerente, seja retomar o que foi abordado em excesso ou apresentar novas ideias.

4. Apresentar novos argumentos

Como vimos, no fim do texto é o momento para amarrar todas as suas ideias e argumentos para construir a mensagem final.

Na conclusão, não deve-se acrescentar novos argumentos e esse é um dos pontos onde os redatores mais se confundem. Caso o novo argumento seja necessário no texto, uma revisão para encaixá-lo no desenvolvimento é o melhor caminho.

5. Finalizar o texto em aberto

Um texto não deve ser finalizado com uma mensagem subliminar.

Nota do editor:
Imagine que este texto terminasse aqui. Causaria uma péssima sensação, certo? Aquele mesmo sentimento de assistirmos a um filme sem final, mas pior ainda, pois não teria uma continuação.

Uma boa conclusão deve cumprir a promessa do título, trazendo caráter utilitário como prioridade. Assim, as chances de agradar o leitor aumentam bastante, assim como a possibilidade de ele realizar a ação esperada.

Exemplos de como fazer uma conclusão

Mesmo variando de acordo com o tipo e o gênero textual, existem elementos que ajudam muito na hora de fazer a maioria das conclusões, principalmente de textos para web. Confira alguns exemplos:

1. Retomada da introdução

O mais clássico de todos. Imagine um texto sobre decoração, no qual você afirmou na introdução que a tendência atual é pintar as paredes com cores mais claras. A conclusão poderia ser da seguinte forma:

“Assim, sabendo que a tendência do ano é decorar as paredes com cores mais suaves e (retomada de um dado importante que você apresentou no desenvolvimento), podemos esperar casas com ambientes bem mais tranquilos e aconchegantes daqui para frente.”

Veja uma lista de conteúdos que irão ajudar você a estruturar seus textos! ✍️
Título de texto: aprenda a causar a melhor primeira impressão
Como fazer uma introdução perfeita: o guia definitivo
Como fazer uma conclusão perfeita!
Textos Argumentativos: veja como trabalhar seus argumentos da melhor maneira
O que é resenha e qual é a diferença para o resumo?
Como fazer uma resenha: o passo a passo definitivo para uma resenha perfeita
Descubra como fazer um resumo de qualidade em 7 passos

2. Pergunta

Um artifício muito interessante é fazer uma pergunta com tom mais desafiador para instigar o leitor e chamá-lo para ação. Esse exemplo é mais apropriado para posts mais informais, então lembre-se sempre de checar o cliente e persona para quem você está escrevendo.

Você pode perguntar algo como “O que você achou do texto?” ou até mesmo “E então, vai conseguir ficar de fora desta tendência?” e deixar a imaginação fluir bem nessa hora de interação.

3. Conjunção conclusiva

Conjunções como “portanto”, “diante disso”, “dessa maneira” e outras são excelentes para dar liga entre o desenvolvimento e a conclusão. Aliás, as conjunções são sempre bem-vindas na hora de amarrar as ideias de um texto, pois deixam o conteúdo mais organizado e fluido.

4. Análise ou sugestão

Alguns textos pedem uma opinião mais forte do autor. Se esse for o caso, a conclusão é um bom espaço para apresentar uma rápida análise e, se possível, até deixar alguma sugestão para quem está lendo. Aqui vai a nossa:

“Depois de saber todos os truques para concluir seu texto sem problemas, sugerimos que você pratique bastante, afinal, a melhor forma de melhorar a sua escrita é escrevendo!”

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Outros tipos de conclusão que podem te ajudar!

Já que o assunto é conclusão de textos, resolvemos ir ainda mais a fundo. Se você produz conteúdo para web, certamente vai tirar algumas lições de conclusões para outros tipos de redação.

Se você está prestando um concurso, tal qual o vestibular, ou entregando um trabalho acadêmico — como um TCC ou monografia —, é hora de misturar os conhecimentos e trazer o melhor.

Conheça agora três métodos extras, que vão te dar insights para conclusões perfeitas:

Como concluir um trabalho acadêmico (artigo, monografia, TCC etc)?

No caso de um trabalho acadêmico, não existe uma estrutura específica para encerrar um texto. Inclusive, cada trabalho possui um tamanho diferente, exigindo tamanhos diferentes de conclusão.

Portanto, o ideal é começar falando sobre quais pontos serão esclarecidos definitivamente na conclusão. Provavelmente, estes serão temas levantados no início do trabalho.

Como você realizou uma análise ao longo do conteúdo, em seguida a sua conclusão deve falar sobre o que você descobriu no decorrer da pesquisa.

No caso de um TCC, por exemplo, um resumo dos resultados obtidos em sua pesquisa pode aparecer nesse momento. Lembre-se de usar a terceira pessoa e fazer todas as referências necessárias.

Os aprendizados e observações realizados por meio da pesquisa, afinal, são a parte mais relevante da conclusão. Feito isso, você deve listar quais dos objetivos definidos no início do trabalho foram alcançados. Caso um ou mais deles não tenha apresentado o resultado desejado, não se preocupe. Basta explicar o porquê disso, o que provavelmente é uma resposta que você obteve ao longo da produção.

Após isso, colocar os objetivos alcançados é o próximo passo. Por se relacionarem mutuamente, os objetivos devem ser colocados junto com seus resultados finais.

Por fim, não se esqueça de listar as fontes que você utilizou para encontrar cada uma das respostas que você apresentou. Isso pode ser um pouco cansativo, pois você terá de recorrer à bibliografia. Então, não deixe de organizar o seu trabalho desde o início.

Como fazer uma conclusão de texto para web?

De modo geral, quando pensamos na conclusão de textos, os conceitos são os mesmos. Independentemente de ser um texto para Enem, uma dissertação acadêmica, um post para blog, ou até mesmo um livro.

Porém, quando falamos diretamente do formato de conteúdos para web, é importante lembrar que um dos maiores desafios é manter o usuário interessado e engajado com o texto. Por isso, uma das melhores dicas para conclusões de texto nesse caso é a inclusão de CTAs, ou seja, as call to actions, ou chamadas para ação.

Assim, você incentiva que seus leitores se mantenham em contato com o seu texto e com o seu blog, alcançando melhores resultados nas estratégias de engajamento.

Confira um compilado de conteúdos para te inspirar a produzir textos incríveis! ✍️
Como escrever bem: 39 dicas para começar agora
Inspiração para escrever: 15 dicas de como ter ideias para escrever
Storytelling: tudo sobre a arte de contar histórias inesquecíveis
Copywriting: entenda como dominar a escrita persuasiva

Como fazer uma conclusão de redação do ENEM?

Redações do Exame Nacional do Ensino Médio são breves, e não dá para dedicar mais do que um ou dois parágrafos para a conclusão.

Por isso, uma das melhores ferramentas para concluir uma redação do ENEM é o famoso parágrafo conclusivo. Aquele conjunto de frases que “amarra” as ideias principais defendidas no desenvolvimento.

Nesse caso, tome o cuidado de não inserir novas ideias, para que o texto não fique com algum fio solto. Em vez disso, aproveite o limite de espaço para se certificar de que nenhuma das teses da introdução e do desenvolvimento ficaram em aberto.

Uma redação para ENEM se difere de uma redação web por muitos aspectos. Uma delas é a problematização do assunto. Toda redação para ENEM precisa envolver um problema, que será base para os argumentos críticos ao longo do texto — e a sua resolução, que vem na conclusão.

Por isso, a maior parte do seu parágrafo de conclusão deve ser composta por propostas de intervenção. Em outras palavras, soluções para o problema abordado.

Então, sejamos objetivos: não é difícil fazer uma conclusão de redação para ENEM. O difícil é ter conhecimento sobre o que cai na prova, para elaborar uma ideia completa e com riqueza de detalhes.

Sendo assim, leia bastante. Assista aos principais noticiários, jornais e canais de jornalismo sempre que puder! Saiba o que está acontecendo, pois é desses veículos de comunicação que (provavelmente) sairão os temas das redações, editais do enem.

Agora que você já sabe como fazer uma conclusão, que tal aprender a melhorar a redação como um todo? Conheça o nosso Guia definitivo do texto perfeito e descubra se você está escrevendo corretamente!

Guia definitivo do texto perfeitoPowered by Rock Convert