Por Redator Rock Content

um dos freelancers da Comunidade. Seja também um redator!

Publicado em 14/05/2015. | Atualizado em 06/02/2018


Se você já é um redator freelancer há algum tempo, provavelmente já passou por essa situação antes: escrever sobre um assunto que você não domina. Seja porque o valor do freela é bom demais para deixar passar, seja porque você quer manter ao máximo as boas relações com esse cliente, não se desespere, pois é […]

Se você já é um redator freelancer há algum tempo, provavelmente já passou por essa situação antes: escrever sobre um assunto que você não domina.

Seja porque o valor do freela é bom demais para deixar passar, seja porque você quer manter ao máximo as boas relações com esse cliente, não se desespere, pois é sim possível entregar um bom texto nessas horas! E como fazer isso? Confira algumas dicas essenciais:

Comece sua pesquisa no Google

Independentemente da especificidade do assunto sobre o qual você tem que escrever, começar sua pesquisa no Google é um bom primeiro passo para elaborar as linhas iniciais de seu texto. Se o tema é desconhecido, provavelmente haverá termos e expressões que você não conhece.

O Google responde essas e outras questões, já que organiza seus resultados de acordo com as páginas mais acessadas e relevantes para os outros usuários. Ou seja, é uma forma de começar sua pesquisa por meio daquilo que é mais falado sobre o tema.

Se o texto for mais acadêmico ou técnico, a dica é pesquisar no Google Scholar, que tem artigos científicos sobre os mais variados temas.

Qual é a opinião do público nas redes sociais?

Se o tema do texto tem algum apelo maior entre jovens e usuários das redes sociais, uma boa forma de entrar em contato com essas opiniões é através de uma rápida pesquisa em redes como o Twitter e o Facebook.

Além disso, para temas mais específicos, contas de usuários e hashtags no Instagram também podem dar mais pistas sobre as principais dicas de pauta de cada tema que é tendência atualmente.

Encontre artigos de especialistas no assunto

A pesquisa no Google pode te levar a artigos de especialistas no assunto que você não domina, já que muitos artigos científicos e jornalísticos são citados nessa ferramenta de busca. Isso é uma boa forma de estender sua pesquisa, conhecendo a opinião de experts sobre o tema, pois elas garantem mais veracidade e profundidade para seu texto.

Além disso, essa é uma maneira de encontrar argumentos a favor e contra a temática que você pretende resolver, o que pode ser extremamente útil com posts sobre temas mais polêmicos. Essa estratégia é especialmente relevante em assuntos mais técnicos e específicos de algumas áreas de estudo.

Tem amigos que trabalham com essa área? Não deixe de buscar suas opiniões

Ao receber sua pauta, não se desespere. Pare e reflita: você tem algum amigo, colega ou parente que trabalha com esse tema? Que tal fazer uma ligação para ele e pegar algumas dicas sobre o que escrever no texto?

Essa é uma ótima maneira de receber conselhos de pessoas familiarizadas com o assunto, mas que não ficarão constrangidas de te dar uma opinião sincera.

Se você quer deixar seu texto ainda mais autêntico, envie a versão final dele a um desses amigos que te ajudaram. Assim, você poderá consertar eventuais inconsistências antes de submeter o texto à revisão do cliente.

Faça um brainstorming com o vocabulário mais relevante para o tema

Uma das principais dificuldades encontradas por redatores escrevendo sobre temas que desconhecem é com relação ao vocabulário. Já parou para pensar quantas palavras podem parecer idênticas para um leigo no assunto, mas que fazem toda a diferença para um advogado, por exemplo?

Esse é o caso de palavras como jurisdição, jurisprudência, jurisdicional, jurídico e jurista. Cada uma dessas palavras deve ser usada em um contexto específico, por isso é bom ter uma quantidade de sinônimos e vocabulários exatos que devem ser aplicados a cada tema, antes mesmo de começar a escrever.

Faça isso em uma folha em branco com uma sessão de brainstorming. Vá relacionando uma palavra à outra por pertinência temática e de acordo com o que pretende escrever. Ao final, terá a base de seu texto toda escrita em uma mesma página.

Pense no público-alvo do seu conteúdo: qual informação é mais importante?

A pesquisa é também um momento de edição. O redator freelancer deve ser capaz de se colocar no lugar do público-alvo de seu texto e selecionar apenas o material mais relevante para seus posts.

Ao escrever sobre tributação e responsabilidade fiscal para um blog de finanças pessoais, por exemplo, muito provavelmente não vale a pena falar sobre os tributos devidos por pessoas jurídicas, já que isso não se adequa ao público-alvo do meio em que seu texto será publicado.

Por essa razão, procure ter sempre um briefing abrangente e completo para cada texto que irá desenvolver. Essas informações são muito valiosas para o redator.

E aí, o que achou das dicas? Que tal expandir você também a temática dos textos sobre os quais você escreve? Experimente colocar em prática essas recomendações e jamais passe aperto escrevendo sobre temas que você não domina!

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *