como fazer citação

Aprenda de vez como fazer citação de 5 formas diferentes

Em dúvida sobre como fazer citação nos seus artigos acadêmicos? Esse dilema, quando não endereçado, pode custar caro.
Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert

É que fazer citações da maneira adequada é a melhor maneira de evitar acusações como as de plágio e garantir o embasamento teórico das suas peças, artigos e monografia.

Se para os redatores web o plágio pode ser o fim da carreira para os pesquisadores podem haver consequências ainda piores. Você pode ser forçado a devolver uma bolsa ou até mesmo ser expulso da instituição de ensino que integra. Por isso, é uma boa ideia aprender como fazer citação nos artigos acadêmicos e evitar os principais problemas que um errinho aqui pode ocasionar.

Abaixo lhe mostraremos as diversas formas de se fazer uma citação no texto acadêmico e mostramos como cada uma delas funciona e o que esses tipos de citação acentuam quando utilizadas no contexto universitário. Favorite esse texto e tenha as informações aqui levantadas sempre a mão para quando chegar a hora de fazer o seu próximo trabalho da universidade, ok?

1. Citações diretas

O tipo de citação mais comum nos trabalhos acadêmicos é a citação direta. Ela ocorre quando transcrevemos, ipsis litteris, os trechos da obra de um determinado autor. O principal uso da citação direta é suportar um argumento e é assim que ela geralmente aparece nos trabalhos acadêmicos, pontuando o que o pesquisador argumentou com as impressões sobre o assunto de algum nome relevante na área.

Para fazer citações diretas você não precisa complicar as coisas. Basta indicar sobrenome e nome do autor, o ano em que o trabalho em questão foi publicado originalmente e a exata página da qual você removeu a citação. Todas essas informações são muito importantes para que aconteça um processo chamado de peer review (do inglês, revisão pelos pares), ou seja, a conferência das informações levantadas em um artigo por outros membros da comunidade acadêmica.

No caso das monografias citações diretas contendo todas essas informações são igualmente importantes. Elas facilitam a vida de quem vai conferir o trabalho e definir se o método científico foi aplicado de maneira rigorosa ali.

Porém há algumas regras que estabelecem o que pode e o que não pode nas citações diretas. A primeira indica que elas só podem ser utilizadas quando temos citações de MENOS que três linhas. Nesse caso ela pode ser incluída e deve ser indicada com aspas duplas dentro do texto.

Outra regrinhas a se observar é se o nome do autor já foi citado anteriormente, no corpo do texto. Se esse for o caso só a sua inicial é necessária, sempre em letra maiúscula.

2. Citação direta com recuo

O que fazer nos casos em que as citações diretas têm mais de três linhas, mas são fundamentais para expor um determinado ponto? Em situações como essas você deve utilizar o recurso do recuo.

Deixe um espaço de quatro centímetros entre a margem, espaçamento simples e fonte no tamanho 10. Assim a sua citação extensa estará de acordo com as normas da ABNT.

Guia de Português e Gramática para Produção de Conteúdo Web

3. Citações indiretas

Outra forma popular de citar um autor em trabalhos acadêmicos é a citação indireta. Nesses casos estamos reproduzindo as ideias de um determinado autor e nos apoiando nelas, entretanto, não fazemos menção a sua obra. O que você estará fazendo é basicamente o uso de uma figura de linguagem.

O recurso é particularmente útil quando não é necessário utilizar o mesmo raciocínio do autor para chegar à mesma conclusão. Talvez você precise, por exemplo, expor como o pensamento que você desenvolveu ali é similar à conclusão a que ele chegou no texto original. Nesse caso a citação indireta é o ideal para mostrar que inspirado em alguém uma determinada decisão se tomou.

Citações indiretas não exigem que se mencionem as páginas do trabalho original ou seu texto. Basta mencionar o sobrenome do autor e o ano da publicação, seguido de expressões como “afirma que” ou “conclui” e o raciocínio exposto.

4. Citação de citação

É comum precisar fazer referência a um trabalho que contém, em si, uma citação. Como lidar com esse problema e incluir as informações de maneira precisa no seu artigo ou monografia? A ABNT tem uma solução adequada para momentos como estes.

Quando falamos de uma citação de citação queremos dizer que você não teve acesso ao texto original e precisou relatá-lo sob os olhos de outro pesquisador. O ideal aqui é mencionar o autor da ideia original, a expressão “apud” (que no latim significa “citado por” ou “junto a”) e o texto em questão.

Mas o que fazer com as referências? Citar o original ou a menção? Como a obra consultada foi aquela que cita a citação que você gostaria de incluir é ela que deve integrar suas referências bibliográficas para gerar o mínimo de ruído possível na hora da correção.

5. Citações da internet

Cada vez mais comuns, citações da internet devem ser mencionadas com algumas particularidades. Uma delas é a inclusão, obrigatória, do nome da página consultada, o que deve ser feito entre parênteses. Quando falamos no nome da página queremos dizer o nome do website, como “EXAME” ou “UOL”, sempre em caixa alta.

A data da publicação ou a data do acesso podem ser utilizadas para identificar o momento em que o clique foi feito. Em geral, a data do acesso é mais utilizada porque páginas da web podem ser modificadas e seu conteúdo atualizado periodicamente. Assim você garante que, caso o texto seja alterado, quem lê sua pesquisa detém essa informação.

E aí, o que achou dessas várias maneiras de como fazer citação para os seus trabalhos acadêmicos? Utilize-as para variar a forma como inclui referências a outros pesquisadores, autores e professores nos seus artigos e faça com que mesmo os artigos mais maçantes fiquem fáceis de ler e bastante dinâmicos.

Lembre-se sempre de conferir cada uma das citações incluídas nos seus trabalhos. Assim você garante que nada ficou fora do lugar e que todos os citados estão creditados e destacados antes de enviar seu novo trabalho para a publicação.

E aí? Para você que está na faculdade, mas tem dificuldade em lidar com a rotina de estudante e os compromissos profissionais, confira aqui nosso Guia de Como conciliar trabalho e estudos!