Como escrever uma newsletter para engajar o seu público?

Como escrever uma newsletter para engajar o seu público?

A newsletter é uma das melhores formas de gerar engajamento com os seus leitores. Se você não acredita nisso, este post vai te fazer mudar de ideia!

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, produção de conteúdo vai muito além de textos para blog e técnicas de SEO. Hoje, diversos métodos podem ser utilizados na hora de engajar o público e garantir melhores ganhos para o cliente.

É por isso que viemos falar sobre newsletter e e-mail marketing! Afinal, essas são excelentes ferramentas para quem quer promover o engajamento com seu público e manter um contato direto.

Quer aprender como escrever uma newsletter incrível, que tenha boas taxas de abertura e engaje seu público de verdade? Então confira alguns passos essenciais para chegar lá:

Planeje para escrever melhor

Como em todo processo estratégico, o planejamento é fundamental para criar suas newsletters. Existem alguns pontos básicos para pensar antes de apertar o botão de disparar, ter atenção a eles fará toda a diferença nos seus resultados. Veja só:

Objetivo

Se você está lendo este post, provavelmente é porque o engajamento do público é um objetivo seu, certo? Porém, os benefícios gerados por uma newsletter bem feita podem ir muito além.

Então, antes de começar a produzir, pense bem no propósito que cada newsletter enviada terá. A newsletter pode ser usada para:

  • aumento de tráfego;
  • promoção de seus produtos;
  • anúncio de uma novidade;
  • aumento da base de leads;
  • engajamento com a sua marca.

Todos esses são meios incríveis de construir um bom relacionamento com seus clientes.

Público

É sempre sobre pessoas. Muitas vezes, podemos pensar que, porque alguém assinou a nossa newsletter, terá interesse em absolutamente tudo que enviarmos.

No entanto, ter uma base bem segmentada de e-mails é muito importante para enviar o que for mais relevante para cada grupo. Lembre-se disso quando você realizar uma ação em busca de engajar seu público. Afinal, conhecer bem uma pessoa é o primeiro passo para motivá-la a fazer algo.

Então, pense bem em quem assinou sua newsletter antes de enviá-la. Utilize as informações reunidas para suas personas, dados coletados nas landing pages do seu site e pesquise bastante. Seu público só tem a agradecer (assim como sua taxa de cancelamento)!

Formato

Sua newsletter será focada na promoção de produtos ou no conteúdo do seu blog? Você quer apresentar uma única novidade ou trazer várias informações sobre o seu serviço? Para cada uma dessas finalidades, é possível adotar um modelo específico que seja mais adequado.

Na redação de newsletters mais comerciais, por exemplo, você pode apostar em conteúdos com foco em design, que contenham uma ou várias ilustrações. No entanto, se certifique que esse formato faz sentido para o seu público, ou você pode acabar exagerando.

Agora, se a mensagem tiver um cunho mais informacional e você precisar garantir que sua base leia mesmo o que está escrito, a sugestão é seguir um estilo simples, com mais texto e menos distrações visuais, como imagens e hiperlinks.

Lembre que design não é tudo e, apesar do layout também importar, o conteúdo será sempre o protagonista.

Horário/Frequência

Segundo uma pesquisa da GetResponse23,63% dos e-mails são abertos na primeira hora de seu envio, o que significa que, se você não disparar sua newsletter em um horário muito bom, ela pode acabar ficando perdida pela caixa de entrada do seu assinante.

Com isso, uma boa ideia é elaborar um calendário com datas especiais com feriados e datas especiais. Além disso, considere fatores como horário comercial e fuso horário.

Se você tiver leitores em outros países, preste bem atenção ao programar o envio de uma newsletter. Você não quer que ela chegue às três da manhã para ninguém.

A frequência também é algo que vai depender da sua estratégia. Algumas empresas têm bons resultados enviando newsletters diárias; já outras não precisam de tanto e se saem bem com conteúdos semanais ou até quinzenais.

Se você tiver uma equipe menor, por exemplo, preze mais pela qualidade do que pela quantidade, afinal, uma newsletter bem feita por semana é muito melhor do que lotar a caixa de entrada dos seus clientes com e-mails que eles não terão vontade de abrir.

Na hora de escrever, eduque para engajar

Depois de pensar em todos esses pontos, saber como escrever uma newsletter para engajar seu público vai ser bem mais tranquilo. E se mesmo assim você ainda estiver inseguro, lembre-se de uma dica básica do Marketing de Conteúdo: foque na educação do seu público.

Assim, o primeiro passo é criar o melhor assunto de e-mail possível. Elabore em torno de 10 diferente construções curtas e chamativas. Ao fim desse brainstorm, selecione a melhor ideia e use-a como título.

Lembre-se que o tamanho máximo de email em um desktop é 53 caracteres, e 36 caracteres para dispositivos móveis. Essa informação é muito relevante de acordo com o público.

Utilize perguntas, o nome personalizado do cliente ou, ainda, evidencie o benefício que ele receberá ao ler a sua newsletter.

Depois disso, o corpo do e-mail precisa estar à altura do título. Pense nas pessoas que confiaram em você o suficiente para te fornecerem seus endereços de e-mail e não as decepcione.

Uma boa dica para sempre ter conteúdo fresquinho é unir assuntos cotidianos, ainda que bastante básicos, ao tema principal do qual você vai tratar.

Nada melhor do que um exemplo prático para conscientizar e engajar as pessoas, não acha? Essa é uma boa forma de mostrar o quanto você se identifica com os problemas da sua persona.

Os CTAs também podem ajudar

Um aliado indispensável da sua newsletter são os CTAs. Seja ele um botão ou apenas um link no texto, você pode testar os melhores formatos, posições e cores.

Além disso, é interessante montar frases simples e rápidas para que os CTAs convertam mais. Utilize verbos no imperativo ou escreva na primeira pessoa do singular para estimular a vontade da pessoa de clicar naquele link.

Revise tudo e teste antes de enviar

Newsletter pronta, chegou a hora de enviar! Mas antes de apertar “enter”, não se esqueça de revisar tudo duas vezes. Não só o texto em si, mas também se não há nenhum link quebrado, se os CTAs estão posicionados corretamente e se a opção de descadastro também está funcionando.

Por fim, faça um disparo teste somente para o seu e-mail para ver se está tudo certo ou se sua newsletter não ficou desconfigurada.

Assim, depois de enviadas, lembre-se de medir os resultados das suas newsletters. Veja o que está funcionando, o que não está e o que pode ser melhorado para que seu público fique cada vez mais participativo.

Ficou mais fácil saber como escrever uma newsletter para engajar seus clientes? Então, por que você não inscreve o seu e-mail no formulário abaixo para receber conteúdos exclusivos e, de quebra, poder fazer contato direto com o time do blog da Comunidade Rock Content? 😉

Nos vemos na caixa de entrada!