Por Mérian Provezano

Analista de qualidade de conteúdo na Rock Content , formada em Jornalismo, estudante de Letras e nerd em formação. Passo meu tempo livre lendo livros, vendo séries e escutando Robbie Williams.

Publicado em 24/02/2016. | Atualizado em 28/07/2017


Geralmente, antes de começar a escrever um texto, existem alguns pontos que você deve levar em consideração para que ele cumpra com a sua missão, como: Encontrar o melhor modo de educar e solucionar a dúvida da sua persona; A linguagem adotada deve estar de acordo com o público-alvo; Pensar na escaneabilidade do texto; Fazer […]

Geralmente, antes de começar a escrever um texto, existem alguns pontos que você deve levar em consideração para que ele cumpra com a sua missão, como:

  • Encontrar o melhor modo de educar e solucionar a dúvida da sua persona;
  • A linguagem adotada deve estar de acordo com o público-alvo;
  • Pensar na escaneabilidade do texto;
  • Fazer o uso correto das palavras-chave e das técnicas de SEO;
  • Estruturar o seu texto com introdução, desenvolvimento do assunto, conclusão e CTA.

E escrever um texto que seja atrativo para o leitor e ao mesmo tempo condizente com o que esperam os mecanismos de buscas, como Google, Yahoo e Bing, por exemplo, costuma provocar dúvidas em muitos redatores. Aliás, de acordo com uma pesquisa realizada pelo site Copyblogger, SEO é um dos tópicos que mais geram questionamentos nos produtores de conteúdo.

Por mais que as técnicas de SEO sejam adotadas para ganhar a confiança dos mecanismos de buscas, você deve ter em mente que o seu conteúdo precisa também passar credibilidade para quem o está lendo. De nada adianta você repetir dezenas de vezes uma palavra-chave para atrair tráfego, se quando a persona finalmente entra em contato com o seu post ele não faz sentido e seu entendimento está comprometido.

Foi pensando nisso que decidimos ajudá-lo a escrever textos que sejam tanto irresistíveis para o seu público-alvo como prontos para os mecanismos de buscas. Confira:

E qual seria a relação entre Marketing de Conteúdo e SEO?

O principal objetivo do Marketing de Conteúdo é atrair e educar o público-alvo a partir da produção conteúdos de qualidade, solucionando problemas e dúvidas da persona, de forma a prepará-la ao longo do funil de vendas para o momento da decisão de compra.

Quando se adota as técnicas de SEO (Search Engine Optimization), você está otimizando o seu texto para os mecanismos de buscas, permitindo assim que ele seja melhor rankeado e encontrado com facilidade pela sua persona. Esses mecanismos levam em consideração, principalmente, qual a relevância e a autoridade que o seu conteúdo passa.

Tem dúvidas sobre SEO e quer dominar o assunto? Então faça o download do e-book SEO – O guia definitivo da Rock Content.

seo-o-guia-definitivo-da-rock-content

 

Para que o seu blog seja bem-sucedido e atinja os resultados esperados, é preciso que você pense no Marketing de Conteúdo e nas estratégias de SEO como aliados. Isso significa que o seu conteúdo não apenas precisa ser de qualidade, interessante e convincente, como também potencializado e aperfeiçoado para que seja bem qualificado pelos mecanismos de buscas.

É neste ponto que o trabalho do copywriter faz toda a diferença — ele sabe como ninguém unir Marketing de Conteúdo e SEO.

A importância do Copywriting

Chamamos de copywriting a produção de conteúdo que além de entreter e educar, induz o leitor a fazer algum tipo de ação, como comprar um produto, preencher um formulário, assinar a newsletter, fazer um download ou qualquer que seja a sua intenção.

Por sinal, você redator não só pode como deve se tornar um copywriter — pessoa que produz esse tipo de conteúdo. E uma das principais características de um copywriter é conhecer a fundo as pessoas e o que elas querem, escolhendo com sabedoria as palavras que irão despertar de maneira assertiva o seu interesse.

O copywriting apenas é efetivo quando segue algumas regras:

  • Realização de uma boa pesquisa para embasar a produção de conteúdo. Busque por referências confiáveis e que permitam que você fale sobre o tema do seu texto com propriedade;
  • Antes de colocar a mão na massa e dar início à escrita, pensar no tema e na melhor forma de abordá-lo é de extrema importância. Cumpra os prazos para a entrega do material, mas não corra para escrevê-lo;
  • Como já foi dito, o copywriter deve conhecer bem o seu público e o perfil da sua persona — apenas assim ele consegue acertar no tom da linguagem e a forma de abordagem, apresentando da melhor maneira um produto ou serviço, por exemplo;
  • Para que o seu blog saia na frente e ganhe a disputa pela atenção do público na internet, o seu conteúdo deve ser original e criativo. Saia da sua zona de conforto, inove e veja o que funciona melhor com o seu leitor;
  • E o ponto mais importante: produza conteúdo de qualidade. Demonstre todo conhecimento sobre o assunto e passe credibilidade para quem está lendo o seu texto, se tornando assim uma referência.

Como alcançar a sua persona

Seu texto é perfeito, educativo e capaz de entreter quem o lê. Mesmo assim, o tráfego atual continua não sendo o que você esperava. O que será que está faltando?

Você tem certeza de que colocou em prática as estratégias de SEO? Separamos um checklit com os principais itens que os mecanismos de buscas levam em consideração e que você não pode se esquecer de colocar em prática!

1. Palavra-chave

Utilizando de maneira natural as palavras-chave certas em suas postagens, você será capaz de atrair com mais facilidade a sua persona. O ideal é que as utilize cerca de 5 vezes ao longo do texto e, se possível, em um dos subtítulos.

2. Subtítulos

O subtítulo permite que o seu texto se torne mais atrativo para o leitor, facilitando a leitura e a escaneabilidade do conteúdo que vai ser abordado.

3. Link building

O link building é uma das melhores formas para passar autoridade para o seu blog. Seja através de links internos (quando você direciona o leitor para outro post do seu blog) ou links externos (quando você o envia para outro blog de qualidade), além de ajudar a complementar o conteúdo abordado no post, adotar essa prática pode melhorar, e muito, o seu posicionamento nos sites de buscas.

4. Call to action (CTA)

O call to action ou chamada para ação, proporciona mais uma forma de interação do visitante com o seu blog e ajuda de maneira significativa na conversão da lead em cliente. Quando usado da maneira certa, induz uma ação ou, pelo menos, que o usuário permaneça por mais tempo no seu blog.

5. Experiência do usuário

Muito tem se falado sobre a UX ou experiência do usuário atualmente. E para exemplificar a sua importância, propomos um exercício prático: deixe de lado a sua posição como redator e se coloque no lugar do visitante de um site ou blog. Naturalmente, se uma página demorar demais para carregar, você a abandonará e procurará por outro site que fale sobre o mesmo assunto, não é mesmo?

O Google, por exemplo, analisará se o seu blog contribui para a navegação do usuário e o tempo de demora dele pra carregar. Outro ponto muito importante e que contribui para o rankeamento do seu blog em um mecanismo de busca, é se ele apresenta um design responsivo, ou seja, se ele se adapta para qualquer que seja o dispositivo pelo qual o usuário o está acessando, como smartphone, tablet e notebook.

O que achou das nossas dicas? Você agora se sente preparado para encantar seu público-alvo e arrasar no posicionamento nos mecanismos de buscas? Tem ainda alguma dúvida? Compartilhe com a gente!

como-escrever-o-melhor-conteudo-para-blog-banner

 

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *