Por Luiza Drubscky

Gerente de Marketing na Rock Content.

Publicado em 16/03/2016. | Atualizado em 16/06/2017


Depois de muito pensar e planejar, finalmente você resolve: é hora de ter um cachorro dentro do apartamento. No entanto, ainda tem aquele problema: você passa o dia todo fora de casa e só vai ter tempo pro bichinho de manhã e a noite. Como fazer para  que o animalzinho não se estresse ou fique […]

Depois de muito pensar e planejar, finalmente você resolve: é hora de ter um cachorro dentro do apartamento. No entanto, ainda tem aquele problema: você passa o dia todo fora de casa e só vai ter tempo pro bichinho de manhã e a noite. Como fazer para  que o animalzinho não se estresse ou fique deprimido?

Bem, já que você não sabe a resposta, nada melhor do que procurar na internet algum conselho, certo? E eis que você encontra um texto super bacana, escrito de forma bastante simpática, cheio de explicações a respeito do assunto e que, veja bem, foi publicado por uma marca de produtos para pets que vende, entre várias coisas, caminhas para cachorros, brinquedos e até ração. Será coincidência? Será magia? Não, é tecnologia! Ou melhor, é um post do topo do funil.

“Topo do funil? O que é isso”? Calma, querido leitor, se você não entendeu, não se preocupe por que estamos aqui para explicar o que essa ferramenta de marketing. Aliás, não apenas explicar como também mostrar como esse topo do funil pode ser o fato decisivo para o sucesso ou não de um determinado blog ou site na internet.

Ficou interessado em saber mais sobre isso? Então vamos lá entender um pouco mais a respeito desse tema.

Entendendo o topo do funil

Antes de tudo é bom entender que quem deseja escrever para a web precisa saber o que é um funil de vendas. Porém, como já falamos bastante sobre esse assunto por aqui antes, agora nós vamos só dar uma passada rápida por ele para facilitar a vida de quem ainda não sabe do que se trata ou precisa refrescar a memória.

Bem, resumidamente o funil de vendas é a jornada que o leitor faz através do seu site indo de visitante para o status de cliente ao final do caminho.

Caminho esse que é composto por 3 etapas:

  • Topo do funil
  • Meio do funil
  • Fundo do funil

No entanto é bom ter em mente que, assim como qualquer funil, essa parte do topo é a maior de todas e por isso mesmo é onde tem um maior volume de acessos e onde é necessário fazer um filtro do que deve ou não ir para a etapa seguinte, a do meio.

Mas como atraímos esses visitantes para dentro do funil e como conseguimos filtrar (ou melhor: levar) os interessados para a parte do meio do processo?  É o que veremos a seguir.

Crie credibilidade, não promoções

Assim como acontece na trama do filme A origem, a ideia do topo do funil é fazer com que um visitante seja impactado por uma marca sem que ele perceba que a marca está querendo impactá-lo. Por isso, os posts do topo do funil não podem ser promocionais ou dizer para aquele usuário precisa de algum produto da empresa para resolver os seus problemas.

Aqui o que interessa mesmo é criar a credibilidade da marca mostrando como ela entende de verdade a respeito de um determinado assunto e ainda pode apontar uma solução que aquele possível cliente nem estava vendo para resolver a sua vida.

Algo que faz dela uma marca extremamente legal e honesta.

Tenha a intenção de ajudar o leitor

Muito mais do que simplesmente querer vender, os conteúdos produzidos para o topo do funil devem ter o objetivo de ajudar o leitor a solucionar as suas dúvidas e alcançar os seus objetivos.

Neste momento, a persona ainda não sabe que a empresa tem uma solução para oferecer. Por isso, é importante criar um laço com o leitor, mostrando que você entende o problema que ele está passando e, consequentemente, aumentando a confiança que ele terá em você como site e como empresa.

Assim, pensando sempre em ajudar a persona, será mais fácil conseguir conduzi-la até o estágio final da compra do produto do que simplesmente jogando propagandas para ela.

Use a tecnologia ao seu favor

Google Adwords Keyword Tool, Google Analytics, Google Trends… Estas são algumas das ferramentas que o Google nos fornece para facilitar o desenvolvimento de conteúdos interessantes para o topo do funil.

Veja só: com o Keyword Tool é possível saber quais são as melhores palavras-chave para você usar no seu texto sobre cachorros em apartamento; com o Analytics você pode monitorar o desempenho das páginas de um blog e ainda ver como as pessoas estão chegando até elas e com a ajuda do Trends você fica sabendo o tempo todo qual assunto está gerando mais buscas no Google naquele momento.

Mas claro, também é possível usar outros recursos, como as buscas das redes sociais, o insights do Facebook, o Hotjar, etc.

Seja claro e simples

Seja claro, simples e direto. Essa talvez seja a regra de ouro para os posts de topo do funil.

Lembre-se que você está lidando com um volume maior de usuários, com expectativas, culturas e desejos diferentes a respeito daquele conteúdo, portanto, tente resolver da forma mais breve possível o problema deles sem muitos rodeios. Não faça com que eles fiquem em dúvida a respeito de alguma coisa e acabem procurando uma resposta em outra página da web — leia-se: possível concorrente.

Viu só como não é nada difícil escrever para o topo do funil? No entanto, mesmo sabendo de tudo isso, fique sempre atento e nunca se esqueça de monitorar os resultados que chegam desse funil, afinal, sempre é possível aprender um pouco mais apenas observando os resultados que o Google traz para a gente. Tanto sobre o nosso público, quanto sobre como criar cachorros em apartamento.

Então, curtiu o nosso conteúdo? Foi bacana para você? Então, que tal entender mais sobre o processo no post Como escrever se baseando no funil de vendas? ? Te espero por lá 🙂

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *