Por Gustavo Grossi

Analista de Marketing na Rock Content.

Publicado em 15/06/2016. | Atualizado em 16/06/2017


Muitas pessoas falam que o e-mail acabou, que é uma tática ultrapassada e sem valor para as empresas. Engana-se quem acredita que isso é verdade. Qualquer indivíduo ou companhia pode fazer uma campanha de e-mail marketing matadora, desde que haja uma boa estratégia como pano de fundo. Pensando nessas dificuldades, é preciso entender que os […]

Muitas pessoas falam que o e-mail acabou, que é uma tática ultrapassada e sem valor para as empresas. Engana-se quem acredita que isso é verdade. Qualquer indivíduo ou companhia pode fazer uma campanha de e-mail marketing matadora, desde que haja uma boa estratégia como pano de fundo.

Pensando nessas dificuldades, é preciso entender que os assuntos de e-mail são o elo entre o conteúdo a ser transmitido e as metas que você estabeleceu para sua campanha.

Isso ocorre porque o assunto é uma mensagem na qual o receptor não pode fugir, é a primeira frase que será visualizada por seu interlocutor. Essa frase, portanto, deve captar a atenção do leitor através do estímulo à curiosidade.

O assunto é como um título para seu e-mail, ele deve chamar a atenção para um universo de novidades e possibilidades contido na mensagem. Antecipar o leitor sobre o valor dos ensinamentos contidos em um e-mail pode ser cativante. É a melhor receita para garantir um clique, que levará à leitura do corpo do texto.

Com base no desafio de conquistar mais cliques e aumentar a eficiência de suas campanhas,criamos este miniguia sobre como criar assuntos de e-mail capazes de transformar suas ações digitais em sucesso! Guarde bem as dicas a seguir!

Antes de criar assuntos de e-mail, foque em um objetivo

Para todas as ações de marketing é preciso focar em um objetivo, pois é ele que vai guiar todos os passos para as ações de conversão. Se o seu objetivo é vender produtos em liquidação, por exemplo, o título precisa envolver essa questão.

Se o seu objetivo é educar o leitor através de atualizações do blog ou oferecimento de materiais ricos (e-books, infográficos, webinars) para download, o assunto também precisa englobar essa ação.

Entenda que, mesmo antes de abrir o e-mail, é fundamental que o leitor consiga identificar do que se trata e da real intenção daquela mensagem. Quanto mais transparente a relação entre empresa, cliente e prospect, melhor para os negócios!

Busque conhecimento e entenda o seu público

O marketing digital exige que aprimoremos, progressivamente, o nosso conhecimento a respeito do público. A ideia de definir seu público através de um perfil, do tipo “homens e mulheres de tal idade, das classes X e Y”, não é suficiente para a criação de estratégias de e-mail marketing efetivas.

Além disso, é preciso utilizar essas informações de perfil para gerar uma representação semi-fictícia dos seus clientes ideais. Esse storytelling sobre o público-alvo é chamado de persona, e é nesse personagem que devemos focar.

A partir da identificação das personas que compõem sua estratégia, a etapa seguinte consiste em realizar uma análise minuciosa: identificar possibilidades, comportamentos e tendências frente a determinados formatos de comunicação.

Com isso, saberemos também que tipo de assunto, por exemplo, elas identificariam como interessantes num e-mail, descobrimos a abordagem mais apropriada para cada pessoa e trabalhamos diretamente para conversar da melhor forma possível com esse público.

Cuidado com as palavras que são consideradas spam!

Muitas palavras são consideradas spam de forma automática pelas ferramentas de disparo de e-mails.Evite palavras como: grátis, oportunidade, urgente, ganhe dinheiro, renda extra e expressões muito utilizadas por spammers. Os serviços de e-mail tendem a interpretar mensagens com essas palavras como lixo, e desviá-las da caixa de entrada do seu destino.

De fato é possível que, em alguns casos, as pessoas recebam o e-mail apesar das palavras consideradas maliciosas. Existirão situações em que, mesmo com esse conteúdo, os e-mails chegarão na caixa de entrada.

No entanto, ainda sim essa é uma prática não recomendada. O método “roleta russa” pode sujar o endereço de e-mail por onde você dispara, fazendo com que, depois de um tempo, todos as suas mensagens sejam considerados spam.

Faça muitos testes!

Testar é a melhor forma de gerar aprendizado para sua estratégias de marketing digital. No e-mail marketing, teste novos temas, abordagens e acompanhe os resultados em questão de cliques, conversões ou demais métricas que você julgue relevante. Ferramentas para análise de métricas, testes A/B e planejadores de palavras-chave são essenciais nesse processo.

Os experimentos também contribuem com o aprofundamento sobre o seu público. Graças a isso, vamos descobrindo quais palavras e assuntos de e-mail atraem mais atenção e, consequentemente, maior adesão.

Seja breve e específico nos assuntos de e-mail

Como dito anteriormente, é fundamental que o usuário saiba do que se trata o e-mail apenas pelo título: se é sobre conteúdos, produtos, consultorias, etc. Por isso, seja bastante específico e resuma seu tema.

Isso fará com que o título do e-mail fique claro e visível na caixa de entrada, facilitando o entendimento do leitor a respeito do que se trata.

Crie assuntos que facilitem as pesquisas

Outro ponto fundamental, em que poucas pessoas investem, é a criação de assuntos que facilitam as pesquisas nos buscadores dos e-mails. Alguma vez você recebeu um e-mail interessante e, sem tempo para ler, perdeu-o em sua caixa de entrada para sempre?

Vivemos uma rotina muito cheia de informações e recebemos diversas mensagens ao longo do dia. Por isso, é preciso que o mail tenha um assunto com palavra-chave relevante para o leitor, de forma que ele se lembre do tema e possa encontrá-lo facilmente depois.

Os e-mails também precisam incentivar uma ação ou resposta

Também é interessante trabalhar nos e-mails o incentivo a uma ação ou resposta, subsequente à leitura. Ao divulgar seu conteúdo, realize uma chamada ao leitor: visita a um site, download de um material rico ou comentário no post, por exemplo, são formas de despertar o engajamento da sua persona.

Pare agora, por um momento, e visualize a sua caixa de e-mails. São muitos, né?

Entre inúmeros assuntos de trabalho, anúncios de empresas e ofertas de materiais, de forma subconsciente você analisa e identifica aqueles que mais chamam a sua atenção. Repare como, dentre os mais atrativos, a maioria apresenta palavra-chave no título e uma chamada à ação!

Cuidado para não criar ansiedade

Ao pensar num assunto de e-mail, tome cuidado para não gerar ansiedade ou sensação de estresse, que deixe o leitor desconfortável.

O tom apresentado em seu texto, sobretudo no assunto, é muito subjetivo e pode gerar um impacto indesejado. Esta é uma etapa em que, embora existam boas práticas sobre como lidar, é necessária uma boa dose de bom-senso.

Caso você realmente queira chamar para uma ação urgente, explore aspectos mais criativos e simpáticos, evite criar um tom de obrigatoriedade ou de resposta imediata.

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre as melhores práticas para ações de marketing digital? Siga a gente no Facebook e fique por dentro de todas as novidades!

Posts populares com esse assunto