Por Nara Porto

Redatora especialista em Gestão de Pessoas, Negócios e Trabalho Remoto.

Publicado em 24/08/2020. | Atualizado em 26/06/2020


A construção de novas habilidades é um processo fundamental para todo profissional, principalmente àqueles que estão em início de carreira. São elas que o fazem capaz de desempenhar seu papel e alcançar os níveis de alta performance.

Mudar de carreira é um ato que exige coragem e muito esforço para começar um novo caminho. E nessa jornada, também é necessário desenvolver novas habilidades e conhecimentos para este momento que se inicia, competências essas que, muitas vezes, sentimos dúvida do que fazer para alcançá-las.

Mas não se preocupe que, neste artigo, guiaremos você nessa trajetória ao te mostrar como identificar as competências necessárias e o que fazer para conquistá-las. Pegue seu papel e caneta porque isso aqui é mais que um post, é quase uma imersão para tirar você da insegurança e te apoiar durante essa jornada.

Então, vamos lá!

Tenha clareza sobre o que espera alcançar

Você já sabe o que espera alcançar com essa mudança de carreira? O que pretende ganhar com tudo isso? Ter essa clareza é o primeiro passo para fazer mudanças certeiras e que te tragam os resultados esperados. É o mesmo que limpar os óculos embaçados e passar a ver as coisas com riqueza de detalhes.

Quando você entende sua intenção, consegue ter satisfação ao buscar o que é melhor para você, sem se preocupar em atender expectativas alheias ou viver o sonho de outras pessoas. Você sabe o que quer, aceita a sua realidade e identifica os estágios que precisa passar para conquistar o que deseja.

Um ótimo exercício para ter clareza profissional é fazer uma ponte imaginária direto ao futuro. Visualize-se já atuando na área que pretende, como se fosse um filme da sua vida real. Quais emoções que isso traz para você? É isso que quer viver? Experimente fazer isso antes de criar mudanças sérias na sua carreira.

Use a metodologia OKR para alcançar suas metas!Powered by Rock Convert

Conheça as dificuldades que impedem esse processo

Outro ponto que você precisa analisar é quais são os desafios que enfrentará com essa mudança. Entenda que cada profissional tem suas próprias motivações e, por consequência, uma maneira única de enxergar o mundo a sua volta, que se relaciona com a sua cultura e o seu mindset.

Você sabe o que te atrai na carreira, de forma geral? Quando você entende com o que se conecta no trabalho e quais fatores trazem realização profissional, fica mais fácil eliminar situações que te afastam do que você procura. Então, comece refletindo sobre o que você não abre mão durante o trabalho, o que sabe fazer de melhor e o que faz seus olhos brilharem tanto a ponto de passar horas no job sem perceber.

Com isso em mente, identifique quais barreiras terá que romper para conquistar essa nova área. Por exemplo, terá que se adaptar com uma nova rotina? Quais aprendizados terá que desenvolver? Como você ajustará esse novo processo com o trabalho que tem agora? Essas respostas te ajudarão a se preparar para os desafios.

Foque nas habilidades que de fato são necessárias

Existem competências que podem contribuir para o seu crescimento profissional, mas você precisa focar naquelas que são essenciais. Caso contrário, corre um sério risco de absorver uma enorme quantidade de informação e se perder em meio a toda essa demanda de dados, já que o seu cérebro não tem um comando claro sobre o que você precisa fazer com tudo que está aprendendo.

E para descobrir isso, a pesquisa de campo é uma ótima estratégia! Por meio dela você sai do achismo de como é atuar na área e entra para a realidade, com as fases boas e ruins. Aqui no blog, por exemplo, você encontra várias histórias inspiradoras de freelancers que contam como eles conseguiram se tornar Produtores de Conteúdo e como lidam com os desafios do dia a dia.

Então, faça buscas sobre a nova área de atuação em diversos locais. Mesmo para freelancers, você consegue obter vários insights em anúncios de emprego sobre as hard e soft skills necessárias à área de atuação. Também vale a pena conversar com quem já atua na área e levantar hipóteses sobre problemas complexos e as novas habilidades que serão exigidas.

Saiba por onde começar na busca por esse aprendizado

Todo aprendizado se dá por conhecimento, prática e repetição, que formam a competência. Isso que estamos fazendo agora, neste artigo, por exemplo, ainda é o primeiro nível do estágio de aprender, que está acontecendo por meio da leitura. Da mesma forma ocorre com as novas habilidades que você precisa.

Depois de identificar quais competências são pré-requisitos para atuar na sua nova área, o próximo passo é descobrir onde encontrá-las. Mas lembre-se de que você precisa buscar boas referências para obter o conhecimento. Informações desatualizadas ou fora do seu contexto podem te levar a cometer erros e ter resultados ruins.

Pesquise quais são as fontes confiáveis indicadas por profissionais que já atuam na área. Com isso, busque dentro delas as diversas formas de conhecimento que oferecem, como cursos, workshops, livros e mentorias. Mas lembre-se de focar nos temas que você precisa agora, e deixe os outros assuntos para depois, quando for subir de nível.

Crie oportunidades para consolidar as habilidades em comportamentos

Já falamos sobre identificar as competências de que precisa, a importância de focar nas essenciais e onde encontrar materiais de qualidade. Agora, para desenvolver as novas habilidades, é essencial praticar tudo que aprendeu, e com frequência. Para isso, você precisa encontrar oportunidades que abrirão as portas da esperança!

O networking, sem dúvida, é a melhor oportunidade que existe para você começar uma nova área e crescer na carreira. E com a vida digital, você nem precisa sair de casa para isso e pode construir uma boa rede de contatos online, como no LinkedIn, em eventos virtuais e em grupos sobre o tema.

Networking para freelancersPowered by Rock Convert

Mas também existem outras maneiras. Na produção de conteúdo, por exemplo, você pode colocar o aprendizado em prática enquanto constrói seu portfólio e pede feedback de profissionais da área. Também pode fazer seus primeiros jobs para ONGs, amigos (ou amigos de amigos) e permutar com outros profissionais. Explique que está mudando de carreira e quer colocar tudo o que está aprendendo em prática.

Vimos que conhecer a área e praticar como fazer é fundamental na construção de novas habilidades, porém, a consistência e o foco são a grande sacada dessa conquista. E é nesse momento que entra o plano de carreira. Com um planejamento você consegue mapear a sua jornada, identificar sua situação atual e criar metas alcançáveis para o seu destino — como um GPS que te dá as coordenadas.

O que achou deste guia? Está em dúvida de como dar o primeiro passo? Descubra agora mesmo como se preparar e entre para a carreira freelancer!

Roda da VidaPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *