Por Anna Júlia Silveira

Redatora na Rock Content.

Publicado em 08/11/2016. | Atualizado em 16/06/2017


Se você já se decepcionou com aquele seu blog favorito que publicou um post com uma revisão que deixou a desejar, então, você sabe como isso faz de diferença para o leitor, não é mesmo? A revisão é uma etapa fundamental de qualquer conteúdo de qualidade. Por meio dela não só percebemos erros de digitação, […]

Se você já se decepcionou com aquele seu blog favorito que publicou um post com uma revisão que deixou a desejar, então, você sabe como isso faz de diferença para o leitor, não é mesmo?

A revisão é uma etapa fundamental de qualquer conteúdo de qualidade. Por meio dela não só percebemos erros de digitação, construção e ortografia, mas também conseguimos aplicar um segundo olhar sobre o conteúdo, com a intenção de melhorá-lo ao máximo.

Tão importante quanto corrigir os erros de um texto é saber como dar feedback para quem o escreveu.

Esse retorno dado ao redator é capaz de fazê-lo aprender e melhorar a cada redação. Se você é revisor e já ficou em dúvidas na hora de escrever o feedback para o redator, você chegou ao lugar certo.

Pegue papel e caneta, anote as nossas dicas e arrase no seu próximo feedback!

Revise o conteúdo duas vezes

Revisar o conteúdo duas vezes é o primeiro passo para fazer uma boa revisão e, consequentemente, acertar na hora de dar o feedback. Isso porque até mesmo um segundo olhar sobre um texto pode deixar escapar erros, afinal de contas, ninguém é de ferro, não é mesmo?

Em contrapartida, quando revisamos o conteúdo duas vezes — preferencialmente com um prazo de algumas horas entre as revisões — nos aproximamos do melhor resultado possível. Anotado? Então vamos para o próximo passo!

Anote as suas observações em um bloco de notas

Revisar um conteúdo inteiro e depois parar para escrever um feedback pode fazer com que percepções e dicas importantes se percam. Principalmente quando fazemos várias revisões ao dia, é difícil lembrar de tudo, concorda?

Por isso, uma boa prática é abrir um bloco de notas, um documento no Word ou Google Docs, e ir anotando os pontos mais importantes da revisão. Alguns editores de texto, como o do Google, conservam um histórico de mudanças que você pode utilizar.

Mas atenção: conclua a revisão de um trecho antes de fazer anotações, evitando interromper a leitura ou edição de uma frase para anotar alguma coisa. Dessa maneira, você não corre o risco de acabar se enrolando e deixar aquela frase picada ou sem sentido no meio de um parágrafo.

Saiba que a cordialidade é a melhor amiga do bom revisor

Acredite: a cordialidade é uma das características mais bem valorizadas de um bom revisor. Isso mesmo! Antes de sair escrevendo aquele comentário que mais parece um “Juízo Final”, coloque-se no lugar do redator e imagine como você gostaria de receber aquele feedback.

Lembre-se que você estará lidando com os erros de uma outra pessoa. Por isso, utilizar um tom racional e didático é fundamental para evitar atritos e atrair a atenção do redator para a resolução dos próprios deslizes.

Depois disso, procure a melhor maneira de escrever, escolha bem as palavras e comece. Lembre-se, ainda, de que dizer um “Oi, redator! Tudo bem?” antes de começar, pode fazer toda a diferença para quem está lendo o seu comentário, afinal, o objetivo maior de uma revisão é entregar para o cliente o melhor conteúdo possível.

E para tornar isso realidade, o processo de criação envolve uma verdadeira parceria entre todos os envolvidos no projeto. Então, não se esqueça: vocês são uma equipe e não competidores disputando quem faz o melhor trabalho.

Em seguida, enumere os pontos mais importantes da revisão — gramática, adequação à linguagem, uso de palavras-chave, link building, escaneabilidade, entre outros pontos que precisaram de intervenção.

É essencial que o seu feedback seja completo aponte cada um dos erros do redator. Indique os trechos, orações e períodos que precisaram de revisão e explique o porquê deles serem corrigidos.

Caso contrário, a ausência de um detalhamento no feedback pode deixar o redator ainda mais confuso e inutilizar o seu esforço em instruí-lo.

Dê exemplos para ensinar de maneira clara

De nada adianta falar de problemas no texto sem dar exemplos reais de onde eles aconteceram, concorda? Então, voltando ao bloco de notas, não se esqueça de anotar também alguns exemplos de erros que o redator cometeu para que o seu feedback seja realmente valioso e tenha efeito para quem está lendo.

Tenha em mente que o objetivo do feedback nunca será apontar erros ou menosprezar o trabalho do redator, mas sim fazer com que ele aprenda e, principalmente, não volte a cometer os mesmos erros.

Sugira leituras para ajudar a evitar os erros mais comuns

Quando você perceber que o redator cometeu muitas vezes o mesmo erro —  no uso de vírgulas, crase ou escaneabilidade, por exemplo — explique brevemente por que isso não estava legal e indique alguma leitura para o redator.

Aqui mesmo, no blog da Comunidade Rock Content, há uma infinidade de materiais sobre produção de conteúdo e, com certeza, algum deles vai ser bem útil para ajudar o redator a melhorar o trabalho dele.

Deixe a preguiça de lado, pesquise por palavras-chave e encontre materiais para indicar. Quem sabe você não acha algo que possa te ajudar também, não é?

Seja honesto

A honestidade é outra característica essencial para um revisor de sucesso. Se um texto está realmente bom, reconheça e parabenize quem o escreveu!

Com certeza, você conseguirá melhorá-lo ainda mais, mas não deixe de ressaltar os pontos positivos do conteúdo. Isso é bem bacana e ajuda a fortalecer a relação de equipe que existe entre entre redator e revisor.

Ao mesmo tempo, se você precisou mexer muito para adequar o texto à proposta, não deixe de explicar isso para o redator, sempre de maneira cordial e o mais claramente possível, combinado?

Indique ferramentas que possam ajudar

Talvez aquela ferramenta que você tanto usa no seu dia a dia nunca nem sequer passou pela mente do redator, mas poderia ajudá-lo bastante.

Seja um bom dicionário ou corretor ortográfico, por exemplo, ferramentas que ajudam a otimizar e melhorar o trabalho sempre serão bem-vindas. E lembre-se: quanto mais um redator se aperfeiçoar, mais fácil será o seu trabalho de revisão nos textos dele.

Lembre-se de que erros e estilo são coisas diferentes

É muito importante saber diferenciar erros de questões de estilo. Talvez você simplesmente não goste de usar alguma palavra ou expressão, mas isso não significa que o redator tenha errado ao escrevê-la. Então, pense nisso e deixe bem claro na hora de mandar o feedback.

Atente-se ao que você escreveu e releia antes de submeter

Por fim, leia e releia o seu feedback, coloque-se de novo no lugar do redator e garanta que você não deixou passar nenhum errinho na construção do seu comentário. Imagine só se houver erros de digitação ou concordância no seu próprio feedback? Com certeza você não quer passar por isso!

Viu só como dar feedback de sucesso não é tão difícil? Faça uma checklist com esses pontos e lembre-se sempre de trabalhar com o bom senso. Assim, não tem erro!

Ah, e não se esqueça de que quanto melhor for o seu feedback, mais tarefas você receberá! Não há algo que deixe um freelancer mais feliz do que ser requisitado por conta de seu bom trabalho, não é?

E se você ainda não é revisor na Plataforma Rock Content, mas tem interesse, que tal aproveitar esse papo e fazer o seu cadastro agora mesmo? Nos vemos por aqui!

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *