Por Nara Porto

Redatora especialista em Gestão de Pessoas, Negócios e Trabalho Remoto.

Publicado em 26/06/2019. | Atualizado em 04/07/2019


A carreira de produção de conteúdo vai além de compor o que está em sua mente. O primeiro passo para conquistá-la é entender como começar a escrever. Mas não se preocupe, porque, neste post, nós te mostramos como fazer!

Você já parou para pensar na autoridade que os grandes escritores têm no mercado? O ato de escrever permite compartilhar seus conhecimentos com o mundo. Afinal, um texto relevante e bem escrito demonstra o quanto o autor sabe daquele assunto. E, definitivamente, o que torna um profissional diferente do outro é a maneira como ele demonstra o quanto é fera no que faz.

Escrever no Linkedin Pulse, por exemplo, é uma das principais dicas dos headhunters para destacar suas habilidades profissionais. Além disso, é uma maneira de se posicionar como escritor e ficar aberto as atividades remuneradas, ainda que de maneira bem sutil. A escrita também pode ser feita de qualquer lugar — seja em casa, seja no coworking ou nas horas vagas do seu escritório. Assim, você só precisa de um notebook com acesso à internet.

Neste artigo, vamos mostrar um passo a passo de como começar a escrever esses conteúdos para a internet. Ao final dele, você estará pronto para colocar tudo isso em prática e se tornar um escritor de primeira. Então, vamos lá!

Faça pesquisas de mercado

Observar o mercado pode apontar vários direcionamentos. Por isso, descubra o máximo possível sobre esse tipo de negócio. Você pode acompanhar blogs sobre produção de conteúdo e participar de grupos para redatores freelancers, por exemplo.

Com essas informações, você entende melhor o que o mercado procura para se antecipar a essas necessidades. Assim, evita cometer erros por meio da aprendizagem e troca de experiências compartilhada pelos profissionais da área.

Outra vantagem de fazer pesquisas de mercado é que você começa a adquirir habilidades para encontrar informações confiáveis — uma competência essencial para todo escritor. Esses dados são vitais para desenvolver conteúdos com credibilidade.

Adquira conhecimentos de escrita

Uma boa escrita é dotada de duas competências essenciais e a primeira delas envolve o domínio da língua portuguesa. Sabe aqueles puxões de orelha que você tomava do seu professor de redação? Agora, vai agradecer por cada um deles.

Além das regras gramaticais ajudarem na compreensão do texto, o português é uma das exigências profissionais na hora de contratar um redator. Mas não para por aí. Um conteúdo web também precisa utilizar as boas práticas de SEO.

Confira um compilado de conteúdos para te inspirar a produzir textos incríveis! ✍️
Como escrever bem: 39 dicas para começar agora
Inspiração para escrever: 15 dicas de como ter ideias para escrever
Storytelling: tudo sobre a arte de contar histórias inesquecíveis
Copywriting: entenda como dominar a escrita persuasiva

Com essas técnicas, você consegue deixar seu artigo escaneável ao tornar a leitura mais fluida e aplicar regras que ajudam os motores de busca do Google a colocar seu texto no topo.

Agora, quer uma cereja no bolo? Faça um curso sobre Inbound Marketing. Assim, você também passa a entender o que seu texto tem a ver com a estratégia de marketing do cliente. Vamos deixar duas sugestões para você:

Escolha um nicho para atuar e se especializar

Se você for um redator generalista, vai precisar adquirir habilidades que ajudem a escrever sobre diversos tipos de assuntos. Isso significa que, em alguns momentos, seus trabalhos serão sobre temas que ainda não conhece.

O maior problema disso é que você pode ser mais um na multidão, porque oferece serviços que já envolvem altas ofertas no mercado. No entanto, quando você define um nicho de mercado, tende a aprofundar cada vez mais no assunto, e isso se transforma no seu diferencial competitivo.

O seu nicho pode estar ligado à sua área de formação e às suas experiências profissionais. Então, descubra em qual segmento vai investir no mercado, além de como vai fazer isso. Começar a escrever para a internet sobre o que você já sabe vai potencializar ainda mais seus resultados e ajudar você a focar o que realmente importa.

Entenda sobre tom de voz

O tom de voz está diretamente ligado ao seu posicionamento no mercado. É por meio dele que as pessoas interessadas pelo seu serviço vão se identificar com o que você oferece. Mas o que sua dúvida sobre como começar a escrever tem a ver com isso?

Imagine que você precisa conversar com um público voltado para startups. Termos como “business plan”, “design thinking” e “MVP” precisam estar na ponta da língua, caso contrário, seria o mesmo que você conversar com um chinês utilizando, apenas, o português. Então, para exemplificar, qual alternativa a seguir você acredita que teria mais chance de sucesso?

  • É preciso agilizar o business plan depois do design thinking, porque a entrega do MVP fica em cima;
  • O plano de negócios deve ser entregue após a finalização do desenho do protótipo, uma vez que o prazo para a concessão do mínimo produto viável é logo após essa etapa.

Percebe como a escolha da linguagem é importante? A decisão sobre o tom é o que fará você estabelecer uma conexão com o leitor. Confira alguns exemplos e aprenda mais sobre os estilos:

Crie o seu próprio blog

Agora que você já conhece a teoria, chegou a hora da ação e ter um blog vai ajudá-lo nisso. Com ele, você coloca em prática todas as técnicas de escrita que já falamos até agora e ainda:

Mas como começar a escrever em blogs? Além das pagas, também existem várias plataformas gratuitas que, inclusive, podem ser personalizadas. Com o Rock Stage, por exemplo, você consegue criar um blog em menos de 3 minutos, com temas exclusivos e focados em conversão.

Não se esqueça de que a qualidade dos seus conteúdos será analisada. Isso significa que precisa planejar conteúdos relevantes e arrasar nas boas práticas de SEO.

curso completo do blog pessoalPowered by Rock Convert

Esteja sempre informado

Estar atualizado no seu mercado vai ajudá-lo a identificar grandes oportunidades de trabalho, além de melhorar seu desempenho com as novas soluções. Por exemplo, você sabia que existem diversas ferramentas para produção de conteúdo? Elas facilitarão (e muito) seu trabalho.

Além disso, também há recursos para ajudar na escrita e plataformas freelancers que contratam redatores web. Essas informações são apenas a ponta do iceberg para demonstrar por que vale a pena se manter informado nesse mercado. Você pode fazer isso de várias formas, como ao:

  • se inscrever em newsletters;
  • baixar materiais ricos;
  • participar de webinários;
  • se relacionar com outros redatores.

Tudo isso vai ajudar você a melhorar suas técnicas de escrita e identificar grandes oportunidades do mercado. Ao investir no aprendizado contínuo, você estará sempre um passo à frente, e isso faz toda a diferença, concorda?

Ao trabalhar como escritor web, você amplia seus conhecimentos sobre o assunto e se posiciona como um especialista na sua área. E o mais incrível desse mercado é que ele se aplica a todos os segmentos, ou seja, em qualquer área, sempre haverá uma empresa que precisa de um redator. Então, depois de tudo isso, é hora de colocar nosso guia em prática.

Por mais que a teoria seja importante, é no dia a dia que você vai exercitar sua escrita. Então, coloque a mão na massa e esteja aberto aos feedbacks para continuar aperfeiçoando sua habilidade. Esperamos que, com este conteúdo, as dúvidas sobre como começar a escrever tenham sumido e você esteja mais confiante do que nunca.

Agora que você já conhece o caminho, que tal dar o primeiro passo com a certificação de Produtor de Conteúdo Web? Além de ela ser gratuita, ensina tudo que você precisa para se tornar um escritor web!

Curso de Produção de Conteúdo para WebPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto