Por Luis Carlos Herrera

Editor do Blog Comunidade – Linguista e Tradutor

Publicado em 13/10/2020. | Atualizado em 13/10/2020


Infelizmente, a cobrança dos freelancers pelos pagamentos não realizados é algo comum no Brasil. Portanto, aqui você aprenderá como cobrar clientes de forma educada e firme para que não precise ficar no prejuízo!

Podemos dizer que o desempenho de um freelancer está diretamente ligado à constância do pagamento pelo serviço prestado. Afinal, se você não é pago, acaba perdendo a motivação para exercer seu trabalho. Sem mencionar o tempo que será gasto cobrando o cliente, em vez de usá-lo produzindo seu conteúdo.

Infelizmente, esses “calotes” fazem parte da realidade de vários freelancers no Brasil. Pensando nisso, para ajudar o freelancer nesse processo de cobrança, reunimos algumas informações e dicas para que você aprenda como cobrar clientes de forma educada e coerente. Confira! 

Entenda a programação de seu cliente 

Se você quer saber o motivo pelo qual seu cliente não te paga, primeiro deve entender a programação que ele realiza para quitar os projetos. Isso significa que você deve compreender a “folha de pagamento” do seu contratante.

Dito isso, pense no seguinte cenário: você tem um cliente recorrente, que já lhe mostrou que segue uma programação de pagamento de até 30 dias. Se você já entregou o trabalho há mais de 30 dias e ainda não recebeu, essa pode ser a justificativa para entrar em contato e cobrar seu cliente.

Envie e-mails educados cobrando seu cliente

Você nunca vai querer deixar um cliente bravo. Portanto, entre outras maneiras, a mais eficaz de lembrá-lo de te pagar é por meio de um e-mail (ou de uma mensagem no WhatsApp), mas seja bastante educado e comedido.

Seja um cliente novo ou um contato antigo, se após alguns dias do envio da cobrança você ainda não receber uma resposta, mande uma mensagem curta e direta notificando-o sobre a cobrança feita.

Exemplo

“Olá (fulano), bom dia/boa tarde/boa noite! Tudo bem com você?

Gostaria de informar-lhe que enviei o boleto (ou cobrança) referente ao(s) serviço(s) do mês passado. Por gentileza, avise-me se você recebeu a notificação e quando o valor será processado.

Atenciosamente,

(Seu nome)”

Como visto acima, o e-mail deve ser educado e direto para evitar qualquer atrito com o cliente. Policie a sua escrita para evitar e-mails com um tom ofensivo ou vexatório, pois isso pode causar uma má aparência no mercado de trabalho.

Em alguns casos, pode ser necessário que você tenha que mandar diversos e-mails sobre a mesma cobrança. Nesse caso, faça essas cobranças com o espaço de alguns dias, até que o cliente responda com uma resolução para o assunto.

O e-mail é uma excelente maneira de não “bater de frente” com o cliente e ainda fazer com que ele fique ciente de sua dívida. 

No final das contas, devemos ter empatia e entender o lado do outro. Afinal de contas, pode ser que alguns clientes se esqueçam de suas dívidas ou percam de vista as mensagens de cobranças devido a alguma confusão que tenham feito on-line.

Caso o problema persista, você terá uma justificativa para tomar medidas mais sérias.

Ligue para o cliente

Caso os e-mails não tenham surtido efeito, essa pode ser a hora de fazer uma ligação para o cliente. Apesar de vários freelancers não gostarem de tratar sobre nenhuma situação por telefone (pois as tratativas acontecem majoritariamente on-line), talvez um telefonema seja necessário.

Dessa forma, o freelancer é capaz de quebrar a barreira da distância que muitos clientes usam como artifício para evitar os pagamentos.

Portanto, ache o número (empresarial ou pessoal) do seu cliente em seus registros e ligue para ele. Quando for tratar sobre a cobrança seja firme em seus objetivos e mantenha a sua postura de profissional. 

Se isso também falhar, considere entrar com uma ação judicial contra o contratante. Mas atenção! Essa é uma alternativa muito séria e que deve ser bem pensada antes de ser aplicada.

Faça um contrato de prestação de serviços

Um contrato de prestação de serviços autônomo é um documento formalizado entre o freelancer e o cliente, que inclui todas as informações sobre o que foi proposto entre ambas as partes. 

Essa é uma maneira excelente de proteger todos os envolvidos na relação de trabalho de qualquer problema que possa vir a acontecer.

Além disso, é uma maneira de prevenir qualquer atraso no pagamento. Você terá um pretexto para cobrar o que lhe é devido assim que o prazo estipulado no contrato para o pagamento for extrapolado.

O freelancer pode elaborar, ele mesmo, um contrato de prestação de serviços. Portanto, apesar da contratação de um advogado ser sempre uma boa ideia para desenvolver um contrato, você pode fazê-lo por conta própria se tiver o conhecimento necessário.

Cláusulas necessárias em um contrato de prestação de serviços

As cláusulas de um contrato são capazes de assegurar o bom desenvolvimento do projeto. Quanto mais informação um contrato tiver, melhor. Certo? 

Em resumo, cada cláusula do contrato deve tratar dos seguintes tópicos:

  • preços e tarifas. Ou seja, quanto foi acordado e como será cobrado;
  • método de pagamento. Deve ser decidido se o pagamento será realizado integralmente ou se será feito em prestações;
  • prazos de entrega do serviço e seu pagamento;
  • termos de cancelamento do projeto e suas respectivas penalizações;
  • direitos autorais.

Enfim, todo esse processo tem o intuito de garantir uma salvaguarda para o seu trabalho e para as expectativas do cliente. Portanto, sugerimos que realize, sempre que possível, um contrato de prestação de serviços.

Destaca-se que o contrato pode minimizar as ações de cobrança ao cliente. Então, invista um tempo e aprenda, passo a passo, a criar o seu.

Antes de finalizar nosso artigo sobre como cobrar clientes, devemos ressaltar o seguinte ponto: sempre esteja aberto a negociações. A flexibilidade deve ser um dos pilares de uma boa parceria de trabalho. Assim, entenda o lado do contratante, seu pedido e o que você deve executar. Dessa forma, temos certeza de que a parceria será harmoniosa e saudável!

Por fim, podemos dizer que o controle das finanças é um fator importantíssimo para o bom desenrolar do processo criativo do freelancer e que ele deve fazer de tudo para que não saia no prejuízo. Portanto, organize suas tarefas e, consequentemente, sua vida financeira com a mais eficaz planilha de controle financeiro para freelancers!

Planilha de Controle FinanceiroPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto