Clickbait

Clickbait: afinal, vale a pena ou é uma roubada?

Clickbait é um tipo de conteúdo feito para chamar a atenção do público com headlines poderosas, mas nem sempre entregam o que foi prometido. Entenda por quê!
Torne-se um especialista em produção de conteúdo!Powered by Rock Convert


Sem tempo para ler? Clique em ▶️ para ouvir o artigo na íntegra!

Quando você lê um título intrigante fica mais propenso a clicar em um texto, não é verdade? Exatamente por este motivo surgiu um gênero de artigos na internet conhecido como clickbait. Um artigo clickbait tem combinadas uma dose de sensacionalismo e uma chamada irresistível para fazer com que você o leia em sua totalidade.

Os posts de clickbait são, acima de tudo, interessantes e conseguem capturar o olhar tanto do público-alvo de um blog quanto de pessoas que esbarraram naquela headline. Entretanto, embora isso possa parecer a princípio uma grande vantagem, na realidade as coisas não são bem assim.

É que os artigos de clickbait nem sempre entregam exatamente o que prometeram em seus títulos. E você, a essa altura, já sabe o quanto isso pode ser ruim para os seus leitores, certo?

Quando clicamos em um determinado texto, esperamos encontrar nele exatamente aquilo que procuramos. Se um título promete mundos e fundos, ele deve entregar isso, sob a penalidade de jamais visitarmos aquele site novamente.

Caso contrário, teremos uma péssima experiência do consumidor. E essa experiência negativa costuma ser o suficiente para nos afastar de uma página para todo o sempre.

Hoje você vai entender exatamente quais são os problemas e vantagens que existem nos conteúdos clickbait e descobrirá se vale a pena investir nesse tipo de material. Vamos lá?

O que é clickbait?

Clickbait, exatamente como o nome o define, é uma “isca de cliques”. Ou seja, um conteúdo feito para que o máximo de pessoas se sinta atraído e tenha vontade de clicar nele.

Em geral, esse tipo de postagem tem um alto valor de curto prazo para blogs porque consegue converter um número enorme de pessoas para o seu conteúdo. Todavia, esse valor não costuma se manter no longo prazo. Ou seja, as pessoas que clicam num texto “clickbait” não costumam navegar pelos outros posts da sua página ou recomendar o seu site para os seus amigos.

Enquanto esse tipo de matéria aumenta a visibilidade de um website (e potencialmente a sua renda, caso ele se sustente por meio de anúncios), a tendência é que ele ofereça uma experiência pobre para o usuário. Quando chegamos ao fim de um texto clickbait, costumamos nos sentir enganados porque o conteúdo não era tão urgente quanto demonstrou ser. Tão completo quanto parecia. Ou tão revelador quanto gostaríamos.

O que acontece na prática?

É natural que as pessoas sejam muito atraídas por conteúdos que soam bem em teoria. Digamos, por exemplo, que você faça um post garantindo a existência de aliens e determine em seu título que vai provar isso com 9 evidências inquestionáveis.

Mas, ao longo do texto, tudo que é falado são teorias de pouco renome na comunidade científica. E, lá pelo terceiro tópico, o seu leitor já percebe que caiu em uma cilada.

A promessa que você fez para ele soava muito bem, mas a sua entrega deixa a desejar. Então, ele fecha a sua página e volta nunca mais ao seu blog porque associou a ele uma baixa credibilidade.

Na internet, produzir conteúdo com autoridade é tudo. Afinal, a maior moeda que você tem para trocar com o seu leitor é a boa informação. Se o seu blog é construído em cima de clickbaits e meias verdades em pouco tempo as pessoas perceberão isso.

Obviamente, os resultados não serão os melhores. Pode ser que você veja um crescente número de acessos por algum tempo, mas conforme os dias passam esse conteúdo perde a relevância. E você volta a estaca zero.

Com conteúdo de qualidade, as coisas são diferentes. Ele só fica mais relevante com o passar do tempo e passa a ser referenciado por outros blogs e páginas de renome. Aquele texto, podcast ou infográfico passa a ser uma leitura essencial e continua ganhando acessos mesmo depois de muito tempo.

O clickbait funciona?

Por mais que existam aspectos negativos no clickbait, porém, a verdade é que esse tipo de conteúdo funciona. Pode parecer contraditório afirmar isso depois que fizemos uma série de ressalvas a respeito de sua durabilidade, mas não é. Se você procura audiência imediata, com o clickbait pode consegui-la.

A questão é que, no mundo do marketing, o clickbait não é visto com bons olhos. Mesmo assim, em redes sociais, como o Facebook, esse tipo de leitura impera.

Mesmo que não tenham relevância ou entreguem uma informação completa, os clickbaits continuam atraindo audiências em páginas de Facebook. Isso porque as pessoas querem consumir um tipo de material que simplesmente não existe, capaz de solucionar todas as suas dúvidas de uma só vez.

Mas até nas redes sociais a performance do clickbait é limitada. Podemos dizer que esse tipo de material atinge apenas a superfície, ou seja, um tipo de leitor que não é um potencial consumidor.

Quem realmente quer consumir os produtos e serviços que você vende, por outro lado, busca materiais completos e menos sensacionalistas. Uma descrição verdadeira do que estes recursos podem entregar, por exemplo.

Graças a essa constatação, o Facebook foi uma das primeiras redes sociais a se interessar por reduzir o efeito do clickbait em nossas timelines. E hoje ele penaliza esse tipo de conteúdo, baseado nos seguintes critérios:

  • se os usuários que clicaram em um link o leram completamente;
  • se a quantidade de pessoas que clica num link e o discute/compartilha em suas timelines é proporcional;
  • se há um número correspondente de clicks e likes para um determinado artigo.

O Google, outro gigante da internet, também já toma atitudes para penalizar os artigos clickbait. Por isso, pode não ser uma boa ideia buscar por visitas orgânicas utilizando a técnica.

Conteúdo ainda é essencial?

A resposta é sim. Conteúdo continua sendo o que traz as pessoas até o seu site e faz com que elas continuem ali, consumindo materiais e caminhando pelos estágios do funil de vendas.

Por isso, investir em artigos clickbait pode não ser uma ideia excelente. Seja autêntico. Produza materiais capazes de elevar o engajamento com a sua página. E, acima de tudo, ouça sua audiência.

Gostou de conhecer melhor o clickbait e entender por qual razão essa técnica nem sempre funciona? Confira nosso Guia de Produção de Conteúdo para Web para descobrir que tipo de conteúdo você deveria produzir!

Guia Completo de Produção de Conteúdo