Por Kellison Ferreira

Publicado em 14/04/2021. | Atualizado em 14/04/2021


A carreira de UI Design promete grandes projetos e vencimentos bastante competitivos. Basicamente, qualquer um pode começar nela, mas é preciso preparação. Entender o trabalho e se qualificar adequadamente são fundamentais para começar no setor.

Ambientes digitais têm grande impacto no processo de engajamento de um usuário com marcas. Quanto mais repleto de elementos precisos e funcionais, melhor. Por isso, desenvolvedores de sites, aplicativos e ferramentas precisam de alguém que seja especialista nisso. A atividade de UI Design, que sempre foi importante, é cada vez mais essencial no mercado digital.

Acompanhando esse movimento, muitos profissionais estão em busca de se desenvolver nessa área. Para isso, é necessário dar o primeiro passo! Buscar mais informações sobre a profissão é um bom começo, assim como também é necessário saber como ela se assemelha com UX Design.

Depois de entender o conceito de UI Design, é hora de aprender sobre como colocar a mão na massa. Com dedicação e prática é possível conquistar seu espaço na profissão.

Por isso, este conteúdo vai ajudar você nessa jornada. O post abordará os seguintes tópicos:

  • o que é design de interfaces?
  • como se relaciona com UX Design?
  • como é a área de UI Design?
  • como se iniciar na carreira?

Continue a leitura e saiba mais!

O que é design de interfaces?

Design de Interfaces, ou UI Design, é a atividade de planejamento e criação de ambientes de interação entre usuários, e aplicações. Na prática, se trata de criar telas de apps, sites, softwares, sistemas internos de empresas ou qualquer outro ambiente digital.

Para cada uma das funções de um aplicativo, ou páginas de um site, há uma nova interface que será aberta a partir de um toque ou um clique. Esse novo ambiente é criado por um profissional de UI Design, pensando também no que levou o usuário a realizar esse acesso. Por isso, a profissão não trata só da questão visual, mas também da mecânica de funcionamento do ambiente.

No digital, há elementos essenciais que possibilitam essas interações. Os principais são os botões de clique (ou toque) e as barras de rolagem. São esses dispositivos que levarão a uma ação qualquer. No entanto, além deles, há outros elementos importantes como cores, animações que ajudam a identificar informações e também as imagens que ilustram essas interfaces.

O design de interfaces passa por funcionalidade

Toda essa vasta quantidade de itens pode parecer algo exagerado e confuso em um primeiro momento. Entretanto, basta imaginar a tela do seu app favorito ou daquela loja virtual que você sempre acessa. Por mais que sejam muitos elementos em um só ambiente, você lida bem com todos eles, não é mesmo? Isso só é possível graças ao trabalho de UI Design.

Criar interfaces não se trata somente de escolher o que estará presente nela. Esse trabalho tem a importante função de tornar esses ambientes, mesmo com todos seus elementos, algo funcional e agradável. Dessa forma, o UI designer atua pensando em como cada usuário vai interagir com o que está diante de seus olhos. A ideia é criar algo que seja agradável e de fácil operação.

Os pilares de UI Design

Para entender mais sobre UI Design é importante passar pelos seus três pilares principais: design visual, design de interação e arquitetura da informação. Cada um deles deve ser respeitado para que os resultados no desenvolvimento de interfaces alcance a qualidade necessária.

O design visual, como o nome deixa claro, trata da aparência das telas. Isso significa criar uma interface que seja bonita, atrativa e, principalmente, capte a atenção de quem acessa o ambiente digital. Esse pilar considera também a marca e sua identidade visual. Por isso, é importante que essa interface se relacione com a estética da empresa.

Quanto ao design de interação, estamos falando da estruturação de como o usuário vai navegar e interagir com elementos da interface. Esse pilar exige que o designer estruture uma trajetória comportamental de uma pessoa que vai navegar naquele ambiente. Assim, é possível criar elementos de interação que façam sentido e que, principalmente, funcionem bem.

Por fim, a arquitetura de informação é também um pilar fundamental. Se trata da disposição de todo o conteúdo que haverá nessas telas, mas de forma hierárquica. De maneira simples, o designer deve organizar informações em ordem de relevância. Assim, o que é mais importante vem primeiro, como menus e informações institucionais.

A relação entre UI Design e Marketing Digital

UI Design também tem uma forte relação com Marketing Digital. Isso acontece porque, cada vez mais, é necessário pensar em como um usuário interage com interfaces. Se a experiência é positiva, há mais chances de ele se engajar com a marca. A partir daí acontecem as conversões desejadas, seja o cadastro em uma landing page ou a compra de um produto, por exemplo.

Para que isso aconteça, no entanto, é importante que o ambiente digital seja convidativo. Isso evita que o consumidor passe pouco tempo em uma página quando chega nela, por exemplo. Isso costuma acontecer quando a interface é pouco convidativa e de interação difícil.

Se isso acontece, a permanência naquele ambiente é muito curta, o que pode gerar problemas para sites. Acontece que o Google identifica esse comportamento do usuário como uma insatisfação com a página. Consequentemente, os algoritmos do motor de busca tendem a penalizar o site.

Nesses casos, dificilmente aquele site vai aparecer na primeira página de resultados de uma pesquisa no Google. É uma penalização que afeta diretamente a exposição na web, o que é ruim para qualquer marca. Por isso, o design de interfaces garante também a sobrevivência de uma empresa no digital.

Como se relaciona com UX Design?

Se você já leu, ou ouviu falar, sobre UX Design, certamente está em um momento de dúvida agora. Afinal, existem diferenças entre UX/UI?

Por mais que sejam parecidos, definitivamente esses dois conceitos tratam sobre propósitos distintos. Como vimos, UI Design trata da estruturação de uma interface, garantindo todos seus elementos essenciais, da parte visual até a disposição de informações de maneira hierárquica.

Agora, quando tratamos de UX Design, estamos falando, basicamente, de experiência do usuário. A ideia é estruturar ambientes que sejam de fácil interação e que, principalmente, garantam que uma pessoa consiga realizar as ações que deseja. Por isso, essa parte do trabalho é mais focada em construir funções e uma estrutura complexa que permita uma experiência qualificada ao usuário.

Quando traçamos a ideia de diferenças entre UX/UI, basta entender que:

  • UI Design é o trabalho de desenvolver a parte visual de interfaces, captando a atenção do usuário e mostrando elementos que o guiem enquanto ele estiver naquela tela;
  • UX Design foca em estruturar um ambiente que funcione bem, tornando a experiência do usuário agradável, funcional e valiosa.

Como é a área de UI Design?

Naturalmente, quem se interessa por uma nova área profissional também quer saber como está o mercado dessa profissão. Isso ajuda a entender a realidade acerca de oportunidades e chances de crescimento na carreira. Por isso, se tratando de UI Design, o cenário não poderia ser melhor. Isso tem a ver com a transformação digital e o avanço das novas tecnologias.

Basta uma rápida reflexão para percebermos o quanto estamos em contato frequente com interfaces. Sites são o exemplo mais comum e recorrente, assim como os apps que usamos em nossos smartphones. No entanto, o avanço da tecnologia digital faz com que surjam cada vez mais ambientes que precisam ser construídos pensando no usuário.

Antigamente, painéis de controle de carros eram bem simples e objetivos. Hoje, isso mudou muito, e motoristas têm praticamente computadores de bordo à disposição. Para que essa interface seja agradável e funcional, o trabalho de UI Design é essencial.

Há ainda outros exemplos, como os sistemas de auto checkout em supermercados, as telas de autoatendimento em lojas e uma série de outras interfaces. Nunca o digital esteve tão presente na rotina da sociedade — e isso faz crescer consideravelmente a demanda por profissionais qualificados. Em resumo, o mercado está muito aquecido e não faltam vagas para quem é qualificado.

Quanto ganha um UI designer?

Outra importante questão é o salário na área. Se analisarmos a média de mercado, os vencimentos podem ser considerados interessantes. Além de serem funcionários em empresas, UI designers também podem atuar como prestadores de serviço. Isso inclui uma carreira freelancer ou até mesmo a criação da própria agência especializada na área.

O Glassdoor, um dos mais conceituados sites sobre carreiras, aponta que a média salarial na profissão é de R$ 4.214,00 mensais, isso para os cargos de iniciantes. Esses valores, é claro, podem variar de acordo com a empresa e com o nível do cargo. Além disso, quem atua como freelancer pode estar em diferentes projetos e ter mais de um cliente, o que também ajuda a ter vencimentos maiores.

Como se iniciar na carreira?

Se interessou em trabalhar como UI designer? Bem, essa é uma carreira que pode gerar muitos frutos, mas, assim como qualquer outra, requer preparo. De formações tradicionais até desenvolvimento autodidata, há muitas formas de estar pronto para o mercado. Para ajudar você, separamos algumas das melhores dicas sobre como iniciar sua carreira de UI Design.

Pesquise cursos formais

Aprender é o ponto de partida para começar a trabalhar como UI designer. Muitas vezes a formação necessária virá com um curso formal, ou seja, que seja totalmente direcionado à profissão. Atualmente, há uma grande oferta, por instituições renomadas, de cursos profissionalizantes de UI Design. Por isso, pode ser uma boa ideia começar a preparação diretamente com quem é especialista no assunto.

Geralmente, os cursos sobre UI Design são lecionados por profissionais de renome e com vasta experiência. Isso faz com que o foco no ensino seja no preparo de novos UI Designers. Assim, quem se forma nesses cursos, já sai pronto para ocupar um lugar de destaque na profissão.

Seja autodidata

Profissões relacionadas à tecnologia e comunicação requerem conhecimento vasto e constante. Esses mercados mudam com um incrível dinamismo, e isso vai moldar o profissional. Além disso, há sempre muita informação disponível para que as pessoas saibam mais sobre o setor. Diante desses fatores, só há um caminho: aprender o máximo possível por conta própria.

Para isso, é preciso procurar materiais na internet que tratem sobre conceitos básicos da profissão e qual é seu papel no mercado. Além disso, você pode pesquisar mais sobre assuntos relacionados e fundamentais, como:

  • design;
  • UX;
  • web design;
  • comunicação;
  • Marketing Digital;
  • ferramentas da profissão (algumas entre as principais são Sketch, Balsamiq, Figma, Invision e Adobe XD).

Aprenda os princípios do UI Design

O UI Design, como outras áreas do design, também tem princípios básicos que regem a atuação profissional. São conceitos relacionados a elementos essenciais, como cores, proporções, formas, entre outras questões. Por isso, entender mais sobre isso ajuda a pensar em interfaces mais agradáveis e, principalmente, que sejam capazes de captar a atenção do usuário.

De modo geral, é preciso entender quais são as ideias mais básicas do design. A partir disso, fica mais fácil entender como esses princípios farão sentido na interface de aplicações. Para adquirir esse conhecimento, livros, artigos e todo material sobre design serão de grande ajuda.

Monte um portfólio

Depois de muito aprendizado por meio de cursos, leituras e, claro, prática, é hora de colocar em prática. Ainda que você nunca tenha criado um projeto concreto para um cliente, você pode desenvolver ideias que tenha. Crie interfaces fictícias para apps e sites, aplicando tudo que você aprendeu durante esse tempo de preparação.

O resultado dessa prática é o que permitirá que você tenha resultados concretos da sua qualificação como UI Designer. Com isso, você poderá criar um portfólio sólido, diversificado e que será um atestado de que você é um profissional pronto para grandes desafios. Por isso, lembre-se de explorar várias funcionalidades e possibilidades, como os conteúdos interativos.

As carreiras relacionadas à tecnologia e comunicação costumam acompanhar os novos recursos e o mundo digital. Hoje, com os avanços que vimos ao longo dos últimos anos, UI Design surge como uma profissão fundamental. Se há cada vez mais softwares, apps e sistemas, consequentemente há também maior oferta de oportunidades para quem pode atuar nessa área!

Que tal trabalhar com grandes clientes em projetos incríveis sendo um freelancer? Cadastre-se no banco de talentos da Rock Content e esteja pronto para receber grandes oportunidades!

Powered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *