Por Pedro Gonçalves

Publicado em 31/07/2018. | Atualizado em 23/05/2019


Enriquecer depende muito mais dos seus hábitos do que do seu salário. E neste artigo, você vai aprender como desenvolver bons hábitos financeiros para começar a enriquecer ainda hoje.

Pense rápido: O que significa enriquecer?Seria ganhar mais dinheiro? Viajar todo ano para o exterior? Não passar aperto no fim do mês? Ou, quem sabe, poder ir a um restaurante e pedir à vontade, sem ter medo da conta?Hoje você vai aprender como o dinheiro funciona, como ele faz parte da sua vida e como você pode ter mais controle sobre ele (e não o contrário).E nós vamos começar com o hábito mais importante de todos para enriquecer: o hábito de pagar a si mesmo primeiro.Han? Como assim?Vem comigo que você vai entender o que significa enriquecer e como tornar isso uma coisa recorrente, do jeito certo!Fizemos um webinar com o Pedro Gonçalves, onde ele ensinou todos os passos para criar bons hábitos para enriquecer. Para assistir, é só preencher o form abaixo antes de prosseguir com a leitura! 😉Como o dinheiro funciona? A maior diferença entre ricos e pobres é que os ricos sabem diferenciar ativos de passivos, e eles compram ativos. - Robert Kiyosaki (Pai rico, pai pobre) Imagine que um amigo seu diz a você que ele está fazendo uma dieta para emagrecer."Parabéns!" você diz a ele, "E o que você anda comendo?""Ah, responde ele com orgulho, todos os dias eu vou até o fast food perto da minha casa e como um hamburgão no café da manhã, no almoço e na janta! Este é o alimento completo: tem carboidratos, proteínas, vitaminas... tudo que você precisa para uma alimentação saudável!"Você provavelmente acharia isso absurdo, não é mesmo?O seu amigo não entendeu como uma alimentação saudável funciona.Você concorda comigo que, se você quer fazer uma dieta para emagrecer, o primeiro passo é você saber diferenciar quais alimentos te engordam e quais te emagrecem?Com o dinheiro é a mesma coisa!Se você quer criar hábitos para enriquecer, o primeiro passo é saber diferenciar ativos e passivos financeiros: Ativos financeiros Ativos financeiros são tudo aquilo que coloca dinheiro no seu bolso. Por exemplo:Salário Freelas Negócio próprio Terrenos e imóveis Ações e títulos de renda fixa Criptomoedas Mercadorias para revenda (caso você seja comerciante) Infoprodutos (produtos de informação) Educação (livros, cursos, palestras, podcasts, enfim, tudo aquilo que pode aumentar a sua produtividade, cultura, empatia e te gerar novas ideias)Passivos financeiros Passivos financeiros, por outro lado, são tudo aquilo que tira dinheiro no seu bolso. Por exemplo:Carro e moto Casa/apartamento (para morar) Smartphones e Gadgets Consórcios Baladas BoletosTalvez você ache estranho ver carro, moto, casa e apartamento nesta lista.Isso é porque muitas pessoas costumam ver essas coisas como investimentos, mas na verdade elas são custos.Um carro e uma moto vão perder seu valor com o tempo e você ainda vai gastar com combustível, manutenção, estacionamento, ipva, seguro, acessórios, flanelinha, depreciação, multas...Quanto à casa e ao apartamento, mesmo que sejam próprios, se você usa para morar, eles são passivos. Duas coisas importantes sobre ativos e passivos:Passivos não são sempre supérfluos. Você precisa ter uma casa para morar, uma roupa para vestir e coisas para fazer para se divertir. Os ativos e passivos não são as coisas em si, mas a finalidade delas. Se você usa um notebook apenas para acessar redes sociais e ver vídeos no Youtube, ele é um passivo. Porém, se você o utiliza para trabalhar, ele se torna um ativo.Saber diferenciar ativos e passivos e comprar ativos é uma lição extremamente valiosa. Você pode ver mais sobre esta e outras dicas neste post que escrevi sobre o meu livro preferido de finanças: Pai Rico, Pai Pobre.Recomendação de post: ➤ O que aprendi com o livro Pai Rico, Pai Pobre: 5 lições para enriquecerPrincipais diferenças entre ricos e pobres Você certamente já ouviu falar de casos de pessoas que ganham na loteria, torram todo o dinheiro e voltam a ficar pobres em pouco tempo, não é verdade?E por que isso acontece?Porque ser rico ou pobre não tem nada a ver com quanto dinheiro você tem na sua conta bancária!Na verdade, esta é uma questão de mentalidade. Você pode pensar e agir como rico, mesmo não tendo dinheiro agora.E você pode pensar e agir como pobre, mesmo tendo todo o dinheiro do mundo.A seguir, algumas diferenças de mentalidade entre ricos e pobres: RicosEnxergam oportunidades (perguntam-se: Como posso tornar isso possível?) Assumem a responsabilidade sobre suas escolhas e sobre suas próprias vidas Pagam a si mesmos primeiro Compram ativos e depois passivos, nesta ordem Estão sempre aprendendoPobresEnxergam problemas (dizem: Não posso fazer isso! Não é pra mim.) Culpam os outros por seus fracassos e frustrações Pagam a si mesmo por último (quando pagam) Compram passivos e confiam em uma única fonte de renda Acreditam que já sabem tudo que precisam saberUma coisa que você, eu e os maiores bilionários do mundo temos em comum é: todos nós temos apenas 24 horas no nosso dia.Enquanto os ricos estão usando seu tempo livre para estudar, trabalhar em projetos pessoais e se aperfeiçoar todos os dias, os pobres estão apenas matando o tempo.Para você ter uma ideia do quanto é importante continuar investindo em você mesmo sempre, gosto de usar o exemplo de Warren Buffet, um dos 10 homens mais ricos do mundo.Buffet é um senhor de 87 anos de idade, amigo pessoal de Bill Gates, e que tem um hábito curioso:Todos os dias, ele lê 500 páginas de jornais pela manhã.É assim que ele acompanha o mercado e decide em que empresas ele vai investir no futuro.E você, como está usando o seu tempo?Recomendação de post: ➤ 5 Hábitos diários para cuidar do seu corpo e da sua menteMoldando hábitos para enriquecer Lembra do exemplo do seu amigo glutão que queria emagrecer comendo no fast food a semana inteira?O que eu quero te mostrar é que enriquecer, assim como emagrecer, é uma questão de hábitos.Existe uma fórmula para perder peso (que seu amigo parece não ter entendido bem): Faça dieta (do jeito certo) e exercícios físicos.Se você fizer essas 2 coisas todos os dias, com certeza você vai emagrecer.Também existe uma fórmula para enriquecer:Aumente seus ativos e controle seus passivos.Se você fizer essas 2 coisas todos os dias, com certeza você vai enriquecer.E como fazer isso, na prática?Vem comigo que agora vamos entrar no mundo das finanças pessoais! Maneira tradicional (e errada) como as pessoas planejam suas finanças: Se eu fosse chutar, diria que 99% das pessoas comete este erro quando lidam com o seu próprio dinheiro:Recebe o salário Paga contas Gasta como se não houvesse amanhã No fim do mês, se sobrar alguma coisa, então guarda**Spoiler alert: nunca sobra.Por que esta forma de planejar as suas finanças nunca vai te fazer enriquecer?Porque você está pagando os outros primeiro!Seu salário está indo para o dono do bar, para o dono da loja de roupas, para a operadora do cartão de crédito...E para você mesmo, você vai deixar para se pagar só no final do mês, se sobrar alguma coisa?Este é o hábito mais importante para você mudar a partir de hoje!Maneira otimizada para enriquecer (pagando a si mesmo primeiro): A partir de agora, toda vez que você fizer algum dinheiro, não importa se for R$10, R$100, R$1000 ou R$1.000.000, você vai seguir exatamente esta ordem:Receber o dinheiro Investir nos seus objetivos de curto, médio e longo prazo (em outras palavras, aqui você compra ativos para poder conquistar seus sonhos no futuro) Pagar suas contas Separar uma quantidade para um fundo de emergência Com o que sobrar, você gastaEsta é uma diferença importantíssima de mentalidade:Você não vai mais guardar o dinheiro que sobra!Você vai investir primeiro e depois gastar o que sobra.Recomendação de post: ➤ NÃO guarde o DINHEIRO QUE SOBRA!Dica rápida para chegar até o fim do mês de forma tranquila, sem a corda no pescoço: Uma coisa que eu faço e que funciona muito bem é:Depois que você investiu, pagou contas e separou uma parte para emergência, pegue essa grana que sobrou e divida-a por 30 (ou 31, dependendo do mês).Assim, você sabe o quanto você pode gastar por dia.Se tiver sobrado, por exemplo, R$600 e você está num mês de 30 dias, então você vai ter R$20 reais para gastar por dia.E aí duas coisas interessantes podem acontecer:Um belo dia você acaba gastando mais do que deveria. Digamos, R$30. Então agora você sabe que no dia seguinte você só pode gastar R$10. Você passou a semana inteira sem gastar nada. Quando chegar o fim de semana, você vai ter R$100 acumulados de segunda à sexta e mais R$40 do sábado e domingo. Se você quiser sair no sábado e gastar até R$140, você pode fazer isso sem o menor peso na consciência.Se você seguir isso à risca, com certeza você vai chegar até o fim do mês de forma suave, sem passar aperto. Construindo seus objetivos Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir - SênecaAgora que traçamos um caminho para ter mais controle sobre o seu dinheiro, é hora de pensar no futuro!Afinal, enriquecer é sobretudo conquistar o futuro que você quer para a sua vida.Pensando nisso, como você se vê daqui a 2, 10, 20 anos?O que você quer ter/fazer/construir/comprar nesse tempo?Uma dica para te ajudar: Dê nomes aos seus objetivos Isso cria um peso psicológico que vai te ajudar a enxergar o porquê de você estar fazendo os sacrifícios necessários para enriquecer.Quanto mais “concreta” for a sua visão, melhor 😉Por exemplo: Objetivo de longo prazo (20+ anos):Aposentar ganhando pelo menos R$5000/mês Bancar os filhos durante a faculdadeObjetivo de médio prazo (2 a 10 anos):Abrir um pub irlandês Casar em Guarapari, na praia do morroObjetivos de curto prazo (até 2 anos):Fazer um mochilão na ItáliaE o fundo de emergência, como funciona? O fundo de emergência precisa ter liquidez imediata e um teto. Por exemplo, uma poupança.Liquidez é a facilidade com que você consegue chegar até o seu dinheiro. Por exemplo:Se você tem um terreno que vale R$100.000 e você precisa de R$1.000 para comprar um celular novo, você não pode simplesmente cortar um pedaço do seu terreno, levar até a loja e trocar por um celular. Você precisa encontrar um comprador, passar por todos os trâmites burocráticos, pagar impostos, esperar dias ou até meses até que o dinheiro esteja na sua mão.Por outro lado, se você tiver R$100.000 na sua conta bancária, basta você ir até um caixa eletrônico, passar o seu cartão e sacar R$1000. Ele vai te entregar na hora.Isso é liquidez. Como usar a poupança como fundo de emergência:Estabeleça um teto para a poupança. Por exemplo, R$1000 Todo mês, depois de investir nos seus objetivos, você coloca uma grana na poupança, digamos R$100. Quando você atingir o seu teto, você para de aplicar na poupança e passa a colocar estes R$100 nos outros fundos. Se você tiver algum gasto inesperado, você tira da sua poupança e depois você repõe esse valor até atingir novamente o teto.Importante: a poupança não deve ser vista como investimento!Isso porque ela rende mais ou menos o mesmo que a inflação. Se você aplicar em outros fundos, o seu dinheiro renderia bem mais.Isso significa que, no longo prazo, quanto mais dinheiro você tem parado na poupança, mais dinheiro você está deixando de ganhar.Por isso é importante ter um teto para ela. Controlando seus passivos Lembra da nossa fórmula para enriquecer?Aumente seus ativos e controle seus passivos.O primeiro passo para controlar os seus passivos é identificá-los.Pegue um papel e uma caneta ou abra uma planilha no seu computador, o que você preferir, e faça uma lista dos seus principais gastos hoje.Alguns exemplos recorrentes:Carro/moto (combustível + manutenção + estacionamento + ipva + seguro + acessórios + flanelinha + depreciação + multas) Baladas (shows, cinemas, barzinhos, boates…) Roupas Restaurantes Supermercado Conta de luz, telefone, água...Depois que você tiver feito esta lista, vão surgir algumas possibilidades de ação:Renegociar os serviços que você contrata (você realmente precisa desse plano caro de telefonia?) Tornar fixos os seus custos variáveis, colocando um teto de gastos (por exemplo: limitar a R$300 as baladas do mês) Monitorar o uso cartão de crédito, evitando ao máximo compras parceladas (exceto se for para comprar um ativo) Controlar seu uso de energia elétrica, a conta do restaurante e outros gastos do dia-a-diaAo fazer isso, você vai se surpreender com o quanto o seu dinheiro pode render bem mais! Aumentando seus ativos Existem dois tipos principais de ativos: renda ativa e renda passiva.Uma boa forma de aumentar seus ativos é equilibrando essas duas formas de fazer dinheiro: Renda ativa É diretamente proporcional ao tempo de trabalho investido. Em outras palavras: quanto mais você trabalha, mais você ganha.Por exemplo: freelas Vantagens:Traz retorno no curto prazo Os riscos são menoresDesvantagens:Não permite escala (limitação humana) Parou de trabalhar, parou de receberRenda passiva Demanda um trabalho inicial para montar e depois gera rendimentos indefinidamente.Por exemplo: Vender cursos online (você vai ter um trabalho para planejar as aulas, gravar, editar e lançar, mas uma vez que ele está na internet, ele tem o potencial para te gerar retornos pelo resto da vida) Vantagens:Permite escala Traz independência financeira*Desvantagens:Geralmente o retorno é de longo prazo Envolve assumir mais riscos*Em finanças, independência financeira é quando você tem o seu dinheiro trabalhando para você. Em outras palavras, se você parar de trabalhar, o rendimento dos seus investimentos consegue pagar o seu custo de vida todo mês. Exemplos de renda passiva:Ter um blog e monetizar com anúncios, venda de produtos, programa de afiliados ou prestação de algum serviço Vender infoprodutos (você tem algum conhecimento que poderia beneficiar outras pessoas? Transforme isso num produto!) Investir no mercado financeiro (ações, títulos de renda fixa, criptomoedas...) Produzir um podcast e monetizá-lo da mesma forma que no blogPara entender mais:Infoprodutos: Hotmart Programa de afiliados para o seu blog/podcast: Associados Amazon Mercado Financeiro: Warren Criptomoedas: Foxbit e CryptoMKTExemplos de renda ativa:Ter um emprego formal Fazer freelas (Sugestão: seja um redator Rock Content!)Bora enriquecer! Agora que você já sabe como construir bons hábitos financeiros para enriquecer, é hora de pôr a mão na massa!Recapitulando o que vimos:A partir da próxima vez que você receber qualquer dinheiro, você vai seguir esta ordem:Investir uma parte nos seus objetivos Separar uma quantia para pagar suas contas Reservar uma parte no seu fundo de emergência (até o teto) Com o que sobrar, você gasta (dica: divida por 30 para saber quanto você pode gastar hoje sem nenhum peso na consciência)Se você quiser ver mais dicas de crescimento pessoal na prática, eu te convido a conhecer o meu blog 1% Melhor Todo Dia e também me seguir lá no Linkedin!E para te ajudar a controlar melhor os seus gastos, fizemos uma parceria com a Nathalia Arcuri e o pessoal do Me Poupe para disponibilizar uma Planilha de Controle de Gastos Mensais para você e o material ficou incrível! Confira agora! 😉

Posts populares com esse assunto