Por Fabíola Thibes

Publicado em 14/02/2019. | Atualizado em 24/01/2019


Existem várias atividades que tomam tempo de um freelancer, como divulgação do trabalho, responder e-mails, interagir com clientes, enviar propostas, organizar projetos e cuidar das finanças. Aprenda como automatizar para focar no que é mais importante!

Se tem uma coisa que todo freelancer busca é conhecer mais dicas de automação. Não sei se isso acontece com você, mas a rotina de trabalho toma muito tempo — e nem sempre é possível para um redator focar naquilo que é mais importante: a escrita.

Existem várias atividades que tomam tempo de um freela, como divulgação do trabalho em redes sociais, responder e-mails, interagir com clientes, enviar propostas, organizar projetos e cuidar das finanças.

Ao automatizá-las, você valoriza o que é realmente importante e tem mais possibilidade de escrever conteúdos épicos. De quebra, consegue ganhar mais trabalhando menos, que tal?

É por isso que vamos trazer 5 dicas — e um bônus! — para você aumentar sua produtividade e o dinheiro no fim do mês. Então, que tal cuidar do seu negócio de maneira correta? Confira as sugestões que preparamos!

1. Utilize uma plataforma de automação de mídia social

Quer ser um freelancer de sucesso? Então, divulgue seu trabalho! É assim que você será conhecido e que mais clientes reconhecerão a qualidade dos seus posts.

O problema é que o ideal é postar pelo menos 5 vezes no Twitter e 1 ou 2 vezes no Facebook, Instagram e LinkedIn — todos os dias.

Além disso, é necessário cuidar das interações, responder possíveis comentários, traçar um planejamento de postagens e, claro, produzir os conteúdos que serão publicados.

Parece muito trabalho, não é mesmo? É aí que entra uma plataforma de automação de mídia social, como o Hootsuite.

A ideia é gerenciar suas mídias sociais a partir de uma única ferramenta. Por meio dela, você compartilha os posts do dia, agenda o melhor horário para postagem e verifica as interações dos potenciais clientes.

Lembre-se de que a divulgação do seu trabalho é uma maneira de se destacar dos demais profissionais.

Segundo a Pesquisa Mercado Freelancer 2018, da Rock Content, 18,05% dos profissionais não divulgam seu trabalho. Do restante, 26,94% ficam apenas no boca a boca.

Isso significa que quase metade desses trabalhadores brasileiros (44,99%) perdem a chance de conquistar mais clientes e aumentar sua renda.

Nota do editor:
Aproveite para conferir mm panorama completo do trabalho independente no Brasil, construído com mais de 7.000 entrevistas!

Mercado Freelancer 2018Powered by Rock Convert

2. Gerencie seus e-mails — e use a resposta automática

Você já percebeu que envia vários e-mails por dia com o mesmo tipo de resposta? Esse é o caso dos pedidos de orçamento, de ajuste de algum conteúdo e de respostas pendentes.

Todas essas situações são facilitadas com um gerenciador específico. Pode ser uma ferramenta de automação, como o MailChimp, ou a adoção da resposta automática do Gmail e do Outlook.

A vantagem de usar os recursos do e-mail é a facilidade, já que as funcionalidades estão disponíveis e são gratuitas. Por outro lado, uma ferramenta profissional permite gerir seus leads e consultas. Basta criar e nomear sua lista para disponibilizá-la no seu blog.

Assim, os potenciais clientes poderão entrar em contato por meio desse formulário e receberão uma mensagem de confirmação automática, inclusive personalizada.

3. Crie uma proposta padrão

Enviar propostas personalizadas para cada um dos potenciais clientes é inviável. Afinal, cada uma delas exige atenção, cuidado e cálculos.

Para evitar esse tormento, crie uma proposta padrão que contemple os principais serviços que você já presta. Você pode definir, por exemplo, quanto ficaria para fazer um post isolado e o valor para um pacote com 10 ou 20 artigos.

Em cima do valor, muitos freelancers costumam aplicar um desconto para aumentar as chances de fidelização. É o caso de oferecer 10% a menos para quem fechar um pacote com 20 posts.

Aproveite para colocar os valores em um documento que também descreva sua forma de trabalho e o que o cliente pode esperar da parceria. Assim, fica a impressão de mais profissionalismo.

4. Adote ferramentas de gestão de projetos

Não precisa ser administrador para ter que gerenciar projetos. O redator freelancer faz isso todos os dias — e é praticamente um expert nisso.

No começo, é mais fácil guardar tudo de memória. Com o tempo, essa prática fará você esquecer algumas tarefas e até perder clientes devido à falta de atenção.

Por isso, o ideal é trabalhar com ferramentas que ajudam a visualizar as tarefas por dia, semana, mês e horário. Você pode escolher o modelo que mais agrada. Algumas opções são Trello, Asana e Todoist.

Assim que fechar com um cliente novo, anote todas as tarefas já confirmadas e especifique o status de cada uma delas.

Outra facilidade dessas ferramentas de gestão de projetos é adicionar o cliente para otimizar o processo de aprovação e até fornecer feedbacks. O resultado é uma comunicação mais fluida e ágil.

5. Use planilhas específicas para controle financeiro de freelancers

Todo freelancer é um empreendedor. Mais que pagar os boletos do mês e ver quanto sobra para aquela ida ao barzinho, é preciso ter educação financeira e economizar para atingir seus objetivos.

O problema é a falta de ferramentas financeiras específicas para freelancers, certo? Errado!

Há duas planilhas geniais para saber quanto dinheiro entra e sai e sua previsão para o próximo mês.

A primeira delas é a planilha de controle financeiro para freelancers 2018/2019. Nela, você pode inserir todas as suas tarefas, o valor, a data de entrega, se está em ajustes ou pendente e a data de aprovação.

Em outra aba, os valores recebidos são somados automaticamente. Você define qual é sua meta e a planilha ainda mostra quanto falta para chegar lá.

Planilha de Controle FinanceiroPowered by Rock Convert

Por sua vez, a planilha de controle de gastos mensais foi produzida pela Comunidade Rock Content junto com o Me Poupe!, da Nathalia Arcuri.

Essa ferramenta foi totalmente personalizada para a realidade dos freelancers. Nela, você consegue acompanhar suas contas fixas, despesas variáveis, pagamentos empresariais e gastos diversificados.

Planilha de Controle de Gastos MensaisPowered by Rock Convert

O melhor é que você tem a possibilidade de gerenciar seu dinheiro e o do seu negócio de maneira separada. Assim, segue a dica principal dos empreendedores: nunca misture finanças pessoais e empresariais!

Bônus: aproveite para hackear sua produtividade

Você já sabe que depende da sua produtividade para se dar bem na profissão. A questão é: como fazer isso?

Há 3 métodos que, combinados, ajudam a alcançar esse propósito: Getting Things Done (GTD), Pomodoro e Inbox Zero.

O GTD está baseado em 5 passos para garantir que as coisas serão feitas:

  • capturar: consiste em escrever o que precisa ser feito e desocupar a memória;
  • esclarecer: é o momento de análise do que foi capturado para decidir o que deve ser feito;
  • organizar: prevê a organização das listas de atividades para acessá-las sempre que necessário;
  • refletir: é o processo de revisar as ações, atualizar as informações e obter novas perspectivas;
  • engajar: significa estar concentrado naquilo que está fazendo, em vez de se preocupar com outras tarefas.

Basicamente, o GTD indica que você deve ter tudo sob controle. Por isso, apresenta essas 5 etapas para você atingir esse propósito.

Já o Pomodoro é voltado para o tempo de produção. A ideia é dividir os intervalos de trabalho em períodos de 25 minutos. Depois disso, você descansa 5 minutos. Ao finalizar quatro blocos de produção, você interrompe as atividades por 15 ou 30 minutos.

O objetivo é se manter totalmente focado naquilo que está fazendo e permitir que seu cérebro descanse. Isso tende a aumentar a produtividade.

Por fim, o Inbox Zero é um método estruturado que realiza uma triagem para definir o que fazer com cada mensagem. Em seguida, a caixa de entrada do e-mail é zerada.

Como chegar a esse resultado? É preciso delimitar o que será feito a partir de 4 ações possíveis:

  • excluir: é a ação realizada para aquela mensagem que não precisa ser respondida;
  • delegar: é colocada em prática quando existe alguém melhor que você para responder àquela demanda. Nesse caso, encaminhe o e-mail para a pessoa mais indicada;
  • adiar: indica que a mensagem demorará para ser respondida, por exemplo, porque você precisa anexar alguns documentos. Vale a pena colocar uma etiqueta ou separar esse e-mail em uma pasta para lidar com ele ao final do processo;
  • fazer: consiste em oferecer uma resposta rápida, em menos de 2 minutos.

Viu como é fácil acabar com as mensagens e zerar sua caixa de entrada? Agora, já pensou em unir esses 3 métodos para hackear sua produtividade?

Você pode fazer isso por meio do Trello. Essa técnica foi responsável por um crescimento de 600% de um dos blogs da Rock Content. Já pensou?

Então, que tal ter acesso a esse conhecimento e aprofundar essa dica de automação? Nesse webinar, você saberá como unir as metodologias à ferramenta de gestão de projetos para nunca mais esquecer uma tarefa e garantir a execução de todas elas. Aproveite!

Hackeando a produtividadePowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto