Austin Kleon

Austin Kleon: 8 lições que um freelancer pode aprender com o autor de Roube como um Artista

Austin Kleon traz importantes reflexões sobre criatividade e apresenta maneiras de como você pode se promover, além de mostrar por que isso é importante para a construção de sua carreira. Confira as principais lições que você pode aprender com o autor!
Imersão Freelancer - maior curso online gratuito do BrasilPowered by Rock Convert

Austin Kleon é autor de três livros, sendo seu primeiro o best-seller do The New York Times, o livro Roube Como um Artista. Sua imagem está diretamente ligada à criatividade e transparece isso em suas escritas.

Em seu primeiro livro, Austin traz 10 importantes reflexões sobre criatividade. Já na segunda obra — Mostre seu Trabalho — apresenta maneiras de como você pode se promover e por que isso é importante para a construção de sua carreira, também de forma criativa.

Esses dois livros são de leitura rápida, mas daquelas que você deve deixar na sua mesa de trabalho para sempre ter como guia.

Separei as 8 principais lições que todo freelancer pode aprender com Austin Kleon e você vai conhecer agora. Continue a leitura.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

1. Não espere até saber quem você é para começar

Eu amo essa citação e ela não poderia deixar de ser a primeira de Austin Kleon para freelancers, pois é exatamente isso que passa na cabeça desse profissional quando está em começo de carreira.

Ele é inseguro e não sabe se está no caminho certo, mas quer saber? Você nunca vai ter essa certeza.

Arrisque-se. “Não espere até saber quem você é para começar. Comece agora. Você está pronto”.

2. Nada é original. Não precisamos ser gênios

O ponto principal do seu primeiro livro são as diferentes formas de copiar, mas sem plágio. Copiar de maneira inteligente.

E uma de suas frases para refletir é “Nada é original”. Você já parou para pensar quantas ideias surgem a partir de outras? Se forem investigar, quais delas realmente são originais e quais são cópias ou parte de outra ideia?

Austin Kleon também fala em seu segundo livro que todo mundo precisa ser um amador, só assim estaremos dispostos a tentar muito mais.

Mas o que isso tem a ver com freelancer? Tudo! Se nada é original e tudo bem ser um amador, você não precisa se desesperar para desenvolver algo novo. Use as referências de outras pessoas para criar os seus textos de uma forma diferenciada, por exemplo.

“Amadores não têm medo dos erros ou de parecerem ridículos em público. Eles estão apaixonados, logo não hesitam em fazer o trabalho que outros achariam bobos ou simplórios”.

3. Estude com as ferramentas que tem

Há tantas formas de aprender e muitas delas grátis, como todo os blogs da Rock Content — ou até mesmo o Google.

Seja curioso e questionador, só assim você vai chegar aonde outros não chegaram por preguiça de saber mais. O estudo não diz respeito somente à escola, mas às diferentes formas de aprender.

Essa lição de Austin Kleon é mais uma lembrança diária de que podemos sempre aprender mais, basta saber pesquisar.

4. Anote todas suas ideias, elas serão úteis no futuro

Escrever pode estimular a sua criatividade. Você tem esse costume? Crie o hábito de andar com um bloco e anote todos insights, podem ser valiosos para você no futuro.

De tempos em tempos leia suas anotações, quem sabe não cria suas próprias metáforas e analogias para enriquecer os seus textos?

Para aprender mais sobre as Figuras de Linguagem e como utilizá-las em seus textos, confira:
Confira as 15 Figuras de Linguagem mais comuns e aprenda a usá-las!
O que é Metáfora? Entenda essa figura de linguagem com exemplos!
Você sabe o que é símile? Conheça essa figura de linguagem
Ainda não sabe o que é analogia? Tire suas dúvidas agora mesmo!
Antítese, hipérbole e eufemismo: aprenda sobre as figuras de pensamento
Aprenda a contar histórias incríveis com Figuras de Linguagem

Austin Kleon chama essas anotações de arquivo de furtos, pois ali coloca todas as ideias que roubou de algum lugar.

5. Roube como um artista

Copie.

Copiar não é plagiar. Copie mas dê os devidos créditos. Se inspire até aprimorar a sua própria identidade.

Austin lembra seus leitores que até os Beatles começaram copiando, com uma banda cover, portanto, leve em consideração não o trabalho pronto, mas o que está por trás de todo o processo. É isso que você deve copiar.

Mas como ele mesmo fala em Mostre Seu Trabalho: “Você não encontrará sua voz se não começar a usar”. De nada adianta pegar muitas referências se não souber usar para criar a sua própria escrita, por exemplo. Você precisa praticar.

6. Saia da frente da tela

Outra valiosa lição para criatividade que Austin Kleon nos apresenta é como buscar ideias fora da tela, seja ela do celular, tablet ou televisão.

Ele fala que às vezes tudo o que precisamos é um pouco de solidão que, por vezes, está fora da tela. Só assim vamos conseguir organizar nossos pensamentos e ter clareza com novas ideias.

Acrescento aqui um tempinho no dia a dia do freelancer para meditação, já que é quase possível reiniciar a mente e começar com mais calma tudo que precisa ser feito.

Mas você também pode buscar inspirações em praças, em meio à natureza, papelarias ou até mesmo em cafés ao mergulhar nas conversas que por ali passeiam — é o que Austin chama de “procrastinação produtiva”.

Nota do editor:
Quer aprender como produzir materiais incríveis com base em suas experiências cotidianas? Confira nosso ebook sobre Como produzir conteúdos criativos a partir de experiências do dia a dia!

Como produzir conteúdos criativos a partir de experiências do dia a diaPowered by Rock Convert

7. Documente e compartilhe boas histórias

De nada adianta um belo trabalho se você não se mostrar. Mesmo sendo um amador você pode contar boas histórias e, assim, conseguir boas oportunidades, basta que compartilhe-as.

Uma boa maneira de documentá-las é ao criar um blog, uma página no Medium ou até mesmo artigos no LinkedIn, por exemplo. O que por sua vez, pode ser usado como forma de portfólio.

Além disso, outra forma de mostrar seu trabalho é ensinando o que você sabe, assim, cria autoridade.

Austin Kleon apresenta de uma forma bem criativa como você pode fazer para desenvolver boas histórias em seu livro Mostre Seu Trabalho.

Para aprender como contar boas histórias!
O que é Storytelling? Tudo sobre a arte de contar histórias inesquecíveis
5 técnicas de storytelling: melhore seus conteúdos contando histórias
Exemplos de Storytelling: 7 cases de sucesso de grandes marcas
Storytelling sem cursos: bons conteúdos te ensinam a contar histórias
Storydoing vs. Storytelling: a diferença entre contar histórias e construí-las
Use figuras de linguagem no Storytelling e conte melhores histórias
Mini-curso de Storytelling: conquiste sua audiência contando boas histórias

8. Aprenda a apanhar

“Quanto mais pessoas se depararem com o seu trabalho, mais críticas receberá”.

Outra dica valiosa de Austin Kleon para freelancers vem do seu segundo livro, no qual ele ensina como lidar com as críticas.

Algo que, como freelancer, achei sensacional, pois é apresentado de maneira prática como: “respire, mantenha seu equilíbrio…” e fundamentadas como conselho de um amigo. Como realmente gostaríamos de ter sido avisados no começo.

O importante é não desistir, mesmo com as críticas. Aprender como elas podem ajudar na construção de um trabalho melhor. Se reinventar faz parte de todo o processo, inclusive para melhorar o nosso trabalho.

Seus dois livros trazem muito mais lições criativas do que essas citadas, e um próximo livro nesse mesmo estilo está para ser lançado em abril de 2019. Keep Going — 10 ways to stay creative in good times and bad — um tipo de guia para se manter criativo em todos os momentos, provavelmente seguindo o mesmo estilo de escrita dos outros dois livros. Aguardando ansiosa.

Quer aprender mais sobre escrita criativa e como melhorar o seu trabalho? Confira esse material!

Guia da escrita criativaPowered by Rock Convert