Por Fabíola Thibes

Publicado em 27/08/2019. | Atualizado em 23/08/2019


A análise SWOT pessoal é uma ferramenta eficiente para identificar habilidades e competências, bem como saber o que é preciso melhorar em busca do desenvolvimento próprio — essa é a grande sacada.

Você já parou para pensar sobre seus pontos fortes e fracos? Considerou as oportunidades e ameaças existentes? Isso é o que prega a análise SWOT pessoal, uma ferramenta valiosa para o mundo corporativo e para seu trabalho como freelancer.

Duvida? Assim como a lenda de Atlântida, os fatores externos e internos estão, muitas vezes, escondidos.

No entanto, diferente dos pesquisadores — que estão em constante busca pela cidade perdida —, você tem a chance de se aperfeiçoar, atrair mais clientes e se posicionar melhor como profissional com a ajuda dessa prática.

Como? A resposta está neste post. É só se colocar como Indiana Jones e continuar lendo. Aproveite!

O que é análise SWOT?

Análise SWOT é uma metodologia de planejamento estratégico para descobrir forças, fraquezas, oportunidades e ameaças. Assim, os cenários interno e externo são verificados para traçar estratégias acertadas e tomar decisões corretas.

Essa prática também é conhecida no Brasil como matriz FOFA. Ela surgiu ainda nos anos 1960, na Universidade de Stanford.

O propósito é observar o cenário em que a empresa está inserida com mais precisão para identificar os caminhos acertados e aqueles que requerem ajuste.

Nesse momento, você deve estar pensando: “ok, e o que eu tenho a ver com isso?”. Se trabalha como freelancer, saiba que tudo!

Essa é a chance de descobrir informações sobre si mesmo para fortalecer seu marketing pessoal. É só entender como aplicar essa ferramenta na sua carreira — é o que vamos mostrar em seguida.

O que é análise SWOT pessoal?

A análise SWOT pessoal é uma ferramenta eficiente para identificar habilidades e competências, bem como saber o que é preciso melhorar em busca do desenvolvimento próprio — essa é a grande sacada.

Apesar de sair do ambiente corporativo, a aplicabilidade da ferramenta é a mesma. No caso pessoal, existem várias situações em que é possível se beneficiar:

  • melhoria do portfólio freelancer, a fim de focar seus pontos fortes e mostrar aos clientes o que pode fazer por eles;
  • fortalecimento de competências e habilidades para se destacar de outros profissionais e ter mais chances de fechar negócios;
  • mudança de carreira, seja por começar sua atuação como freelancer, seja por iniciar uma nova atividade. Assim, é possível igualar suas oportunidades para aumentar seu potencial.

Perceba que, no âmbito pessoal, a ideia dessa ferramenta também é efetivar um planejamento estratégico. Parece estranho adotar essa medida sendo freelancer? Na verdade, não é. Por meio da análise SWOT pessoal, você se afasta rapidamente da sua rotina e avalia suas atividades diárias.

Com isso, deixa de agir no automático e passa a analisar o que precisa fazer para melhorar sua situação. Isso implica traçar um plano de carreira freelancer para ter mais previsibilidade de ganhos e se posicionar como profissional qualificado.

Qual a importância da análise SWOT pessoal?

O foco dessa metodologia no âmbito individual é se conhecer melhor. Por meio dela, você identifica o que é necessário executar para:

  • vencer suas dificuldades e obstáculos;
  • aproveitar melhor as oportunidades;
  • fortalecer suas competências e seus talentos;
  • ultrapassar possíveis ameaças;
  • conquistar objetivos e metas para concretizar seus sonhos.

A consequência de realizar a análise SWOT pessoal é trabalhar o autoconhecimento e fazer um bom planejamento de vida como freelancer.

Por meio dela, você pode descobrir, por exemplo, que trabalha somente com produção de conteúdo, mas tem capacidade para atuar com revisão, ou que pode diversificar as atividades com a diagramação.

É possível que você já tenha parte dessa percepção. No entanto, com esse método estruturado, é possível alcançar um nível maior de consciência.

Mood Mind Blown GIF

Ainda existem outros benefícios. Veja quais são eles!

Melhoria do autoconhecimento

A avaliação detalhada sobre suas competências e habilidades permite entender seus sentimentos, pensamentos e comportamentos. Da mesma forma, você conhece e confirma seus sonhos para saber o que deseja perseguir.

Enquanto alguns freelas buscam viver um dia após o outro, aqueles que executam a análise SWOT pessoal sabem aonde desejam chegar. Por exemplo, você define o que precisa fazer para:

  • ter demandas e $$ recorrentes;
  • sair do CLT e tornar seu sonho de ser freelancer em tempo integral;
  • atrair clientes;
  • realizar investimentos para ter uma vida financeira mais tranquila no futuro;
  • ser um nômade digital.

Obtenção de um feedback pessoal

O feedback é essencial para se autodesenvolver e melhorar sua carreira. Por mais que, com frequência, o freela trabalhe sozinho, esse retorno é fundamental para ter um bom posicionamento de mercado.

Na sua análise, você pode usar tanto os comentários de clientes e colegas de trabalho quanto suas avaliações individuais. A ideia é descobrir onde precisa melhorar.

Melhoria das perspectivas profissional e pessoal

Os momentos de dificuldades são essenciais para o crescimento individual. Ao identificar seus pontos fracos e as ameaças aos quais está exposto, o freela sabe o que deve mudar. Por exemplo, se você perceber que ainda ganha menos do que a média do mercado ou que sofre calotes de clientes, uma boa ideia é trabalhar com plataformas de marketing de conteúdo.

Elas oferecem um valor justo pelo serviço e demandas recorrentes. Além disso, você tem garantia de recebimento dos valores referentes aos trabalhos produzidos.

Por outro lado, se seu objetivo é se posicionar como referência de mercado, a medida a ser tomada envolve fazer cursos e se capacitar. Uma universidade corporativa, por exemplo, ajuda nesse processo.

Dicas de cursos: na Universidade Rock Content, você encontra algumas capacitações essenciais para se posicionar como freelancer. Veja algumas delas!

Qual a sua aplicabilidade?

Mais do que se conhecer, a análise SWOT pessoal auxilia a tomada de decisão em todos os campos da vida. Como você identifica suas potencialidades, consegue desenvolver melhor as estratégias para aproveitar as oportunidades e evitar as ameaças.

Esse processo também contribui para a definição de metas de curto e médio prazo, especialmente, porque a situação atual é visualizada de forma gráfica — de modo mais preciso, por meio de um quadro.

O resultado é a capacidade de efetivar um pensamento lógico e criativo, dentro da realidade em que você se encontra e sem perder o futuro de vista. Nesse contexto, a análise SWOT pessoal pode ser aplicada para:

  • desenvolver sua carreira;
  • entender seus relacionamentos profissionais e pessoais;
  • acompanhar suas metas, por exemplo, terminar um curso, modificar um hábito, aumentar a produtividade ou captar mais clientes.

Como fazer a análise SWOT pessoal?

Chegamos à parte prática! Afinal, se essa ferramenta é importante, é necessário saber executá-la para alcançar seus objetivos, certo?

Para chegar a esse patamar, é preciso colocar estas 5 etapas em prática!

1. Entenda a estrutura da análise SWOT

Saber como colocar os elementos na matriz é fundamental para acertar na avaliação. A proposta é colocar quatro quadrantes, que, juntos, formam um quadro maior. Eles consideram dois tipos de ambientes:

  • interno: envolve suas capacidades intelectuais e de relacionamento, conhecimentos empíricos e técnicos, e competências intrapessoais. Tenha em mente que todos esses aspectos são controlados por você e exigem treino e dedicação para seu aprimoramento ou modificação;
  • externo: contempla as características do ambiente em que o freelancer vive e trabalha. Não são controláveis, mas podem ser usados a favor. Os aspectos negativos podem ser eliminados ou reduzidos.
Confira algumas recomendações de leituras e conteúdos para desenvolvimento pessoal e de autoconhecimento! 🌱
Desenvolvimento pessoal: o guia completo para o sucesso
Criatividade: o que é e como se tornar mais criativo em 11 passos
Marketing Pessoal: o que é, sua importância e 14 dicas para o sucesso
Personal Branding: a importância de estabelecer sua marca pessoal
Teoria dos Traços de Personalidade: entenda o que significa!
Livros Online Grátis: as melhores opções para ler ou baixar de graça!

2. Conheça suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças

É preciso colocar nos quadrantes cada um dos fatores implicados que se encaixam na sua realidade. Veja o que caracteriza cada um deles!

Forças

São aspectos referentes ao ambiente interno, porque consistem em aptidões que você já tem e que ajudam a conquistar seus objetivos pessoais. Quer alguns exemplos?

  • nível de experiência;
  • formação acadêmica e de cursos especializados;
  • capacidade de negociação;
  • boa comunicação;
  • habilidade de liderança;
  • visão otimista;
  • resiliência.

Para saber quais são suas forças, faça alguns questionamentos.

  • O que você faz de melhor?
  • Quais são suas habilidades e capacidades mais marcantes?
  • Quais são suas vantagens em relação aos outros freelancers, como cursos, conexões, certificações etc.?
  • Quais são seus pontos fortes, de acordo com outras pessoas?
  • Quais são seus talentos?
  • Quais são as características mais elogiadas por outras pessoas?
  • Qual é seu nível de experiência?

Fraquezas

Referem-se a fatores do ambiente interno que precisam ser aperfeiçoados. É o caso de dificuldades, limitações e comportamentos negativos, que impedem a execução de algumas tarefas e o alcance de metas. Alguns exemplos são:

  • dificuldade para tomar decisões;
  • timidez;
  • insegurança;
  • falta de formação ou capacitação formal;
  • resistência a mudanças;
  • autoestima baixa;
  • agressividade perante conflitos.

Para descobrir seus pontos de melhoria, também vale a pena responder algumas perguntas. Veja!

  • Quais atividades você não gosta de realizar e por quê?
  • Quais capacidades e habilidades precisam ser desenvolvidas?
  • Quais são seus pontos de melhoria, segundo feedbacks recebidos?
  • Quais comportamentos e características pessoais sabotam seu sucesso?
  • Quais são suas dificuldades técnicas?
  • Quais são seus pontos fracos, na visão de outras pessoas?
  • Quais são seus hábitos de trabalho negativos?
  • Quais são suas qualificações ou habilidades para ser bem-sucedido hoje e no futuro?

Oportunidades

São os fatores do ambiente externo e podem ser aliados às forças pessoais para aumentar a chance de conquistar objetivos. Alguns exemplos para o freelancer são:

  • aquecimento do mercado para o marketing de conteúdo;
  • fortalecimento do networking;
  • existência de reservas financeiras;
  • presença de cursos corporativos gratuitos.

Todas essas situações ajudam o freelancer a se posicionar no mercado e a se destacar da concorrência. Para avaliar melhor as oportunidades, veja as seguintes perguntas.

  • Quais são as tecnologias ou tendências para o futuro na sua área de atuação?
  • Existe algum novo projeto do qual pode participar para beneficiar sua carreira?
  • É possível conquistar mais habilidades para adquirir vantagem competitiva?
  • Quais serviços poderiam ser fornecidos ou melhorados, na visão de outras pessoas?
  • Qual é a situação do mercado em que atua?
  • Você tem o costume de participar de eventos da área?
  • Você estabelece networking?
  • Há oportunidades pouco aproveitadas no mercado? Como se beneficiar delas?

Ameaças

São aspectos que potencializam as fraquezas. Por isso, dificultam o alcance das metas e representam obstáculos. É o caso das seguintes situações:

  • concorrência elevada;
  • falta de domínio dos conhecimentos técnicos e da tecnologia.

Aqui, também vale a pena considerar os questionamentos para fazer uma análise acertada. Os principais são os que apresentamos abaixo.

  • Qual é o maior perigo para os seus objetivos?
  • Há profissionais que executam um trabalho melhor que o seu?
  • Há traços pessoais que impactam a evolução da sua carreira?
  • Quais obstáculos dificultam o alcance dos seus objetivos?
  • Como está a concorrência da sua área de atuação?
  • Qual é a situação atual do setor?
  • Você tem conhecimentos suficientes? Ou precisa aperfeiçoá-los?
  • Quais obstáculos são enfrentados hoje?

Nessa análise, evite cair na chamada síndrome do impostor. Seja sincero e faça um brainstorming adequado para verificar o que é válido.

Para isso, liste todos os pensamentos que vierem à tona, sem se preocupar com eles em um primeiro momento. A análise vem depois.

3. Preencha os quadrantes

Liste todos os itens em cada um dos quadrantes. Faça um quadrado e divida em quatro. Na parte superior, devem ficar forças e fraquezas. Na inferior, oportunidades e ameaças.

Assim, você pode descobrir que entre suas forças estão, por exemplo, a capacidade de tomar decisões, gerenciar e priorizar atividades, planejar tarefas e usar a análise lógica.

Entre as fraquezas, pode ser que haja impaciência com improdutividade, a pressa em solucionar pendências e a ênfase excessiva no futuro.

Dentro das oportunidades, estão as potencialidades para empreender, liderar equipes e realizar projetos.

Por fim, entre as ameaças, está a dificuldade de reavaliar assuntos já discutidos, aceitar feedbacks negativos e lidar com detalhes.

4. Analise os fatores

Avalie todos os aspectos colocados nos quadrantes e seja sincero. Questione a relevância e influência de cada fator para saber se eles realmente estão relacionados aos seus objetivos pessoais e de desenvolvimento.

5. Construa um plano de ação

Elabore um guia para aperfeiçoar sua carreira como freelancer. Para isso, utilize a técnica 5W2H. Ela também é da administração, mas é bastante simples de aplicar na análise SWOT pessoal. Basta definir:

  • o que será feito;
  • quem será o responsável, nesse caso, somente você;
  • qual o prazo de realização de cada ação;
  • onde a prática será executada;
  • por que a medida é relevante e o motivo para ser finalizada;
  • como será feito;
  • quais os custos para adotar a ação.

Liste os aspectos em uma folha e coloque uma coluna de status para acompanhar de maneira próxima. Agora, é só colocar a mão na massa!

Como aproveitar seus conhecimentos?

Todos os fatores listados na análise SWOT individual precisam servir para aprimorar os conhecimentos que você já tem. Por isso, eles devem ser aproveitados da melhor forma. A resposta depende da sua situação. Por exemplo, se você não sabe escrever em inglês, deve procurar cursos de idiomas para aprimorar esse aspecto.

Por outro lado, se é fluente, tem a chance de divulgar esse critério no seu portfólio e buscar oportunidades de trabalho freelancer que pagam mais. Lembre-se de que o ideal é considerar a melhor maneira de alcançar os propósitos esperados. Assim, você direciona suas forças para as oportunidades.

A consequência é a capacidade de olhar para a sua realidade de maneira objetiva e precisa, a fim de identificar oportunidades e se fortalecer como profissional. É assim que a análise SWOT pessoal ajuda a concretizar seus sonhos e melhorar sua carreira atual e futura. Essa metodologia também ajuda a saber para onde ir e o que fazer para chegar lá.

Mas, se você ainda ficou com dúvidas, saiba que existem outras ferramentas úteis para o processo. Conheça a Roda da Vida e veja como o autoconhecimento é importante para medir o seu índice de satisfação em todas as áreas da sua vida!

Roda da VidaPowered by Rock Convert

Posts populares com esse assunto