Por Renata Nogueira

Mãe Solo, redatora full-time e fã de Star Wars.

Publicado em 29/11/2019. | Atualizado em 22/11/2019


Como está sua alimentação? Se pudesse revisá-la e dar uma nota, qual daria? Seu cardápio receberia um 10 ou precisaria ser mandado pra ajustes? Se demorou pra responder, provavelmente, seria a segunda opção. Não se sinta mal, você não está sozinho. Veja a Coluna Freela desta semana!

Sou formada em Nutrição há dez anos e trabalho como redatora há dois. Nesse tempo, trocando ideias com outros freelas e revendo os meus próprios hábitos alimentares, percebi que o home office esconde algumas pegadinhas.

A partir daí, fiz ajustes na minha alimentação e o resultado foi incrível: mais disposição e bem-estar para encarar até mesmo as tarefas dos clientes mais exigentes.

Pensando nisso, resolvi compartilhar a minha experiência na Coluna Freela a fim de ajudar você a fugir dos sabotadores da dieta, a se alimentar melhor e a dar um up na sua produtividade. Ficou interessado? Então continue a leitura e confira agora mesmo!

A importância da alimentação saudável para o freela

Está certo que a alimentação saudável é importante pra todo mundo em todas as idades. Porém, como o foco aqui somos nós, freelas, quero contar ainda mais motivos pelos quais você deve aderir a bons hábitos alimentares. O nosso corpo é como uma máquina que precisa de combustível e alguns ativos pra funcionar perfeitamente.

Essas substâncias nada mais são que os nutrientes encontrados nos alimentos. Se a gente não fornece tudo o que o organismo precisa, as engrenagens começam a falhar. O resultado disso? O desanimo, o cansaço e a falta de concentração. Isso sem falar em todos os problemas de saúde ocasionados pela alimentação ineficiente.

A disposição e o foco são fundamentais para o bom rendimento do freela de conteúdo. Afinal, são horas na frente de um computador pensando, revisando, digitando, criando, diagramando… Enfim, trabalhando! Todas essas atividades exigem muito tanto cérebro quanto do corpo, então é preciso ter energia pra dar conta de tudo.

Aliás, não somente precisamos consumir alimentos nutritivos como devemos reduzir os que não fazem bem à saúde. O excesso na ingestão de açúcar, por exemplo, afeta a nossa memória e o aprendizado, itens essenciais pra uma boa produtividade. Estava pensando que os doces só comprometiam a sua silhueta, né? Não, não. Eles também podem atrapalhar a sua produção.

Aproveite para conferir outra Coluna Freela escrita pela Renata!
👉 Diário de uma mãe solo: como reconquistei minha liberdade fazendo freela

Os sabotadores da dieta do freela

Joanna precisava entregar uma leva de tarefas que seu analista preferido pediu com urgência. Com o prazo apertado, ela nem parou pra almoçar. Simplesmente, pegou um pacote de biscoitos (ou bolachas, não vamos discutir por isso) recheados e comeu enquanto fazia a revisão no conteúdo antes de enviar.

De repente, ela se deu conta de que a embalagem estava vazia. Ou seja, consumiu 20 biscoitos em poucos minutos, sem perceber. Reconhece essa história? É bem provável que já tenha acontecido algo bem parecido com você, não é mesmo? Essa situação é apenas uma das que acontecem com gente. Veja outras!

Cafezinho nada inocente

Pra dar aquele gás na produção e ajudar na concentração, nada é melhor que um cafezinho, né? Ele é a companhia de muitos freelas por aí, principalmente os que passam a madrugada produzindo. Mas vem cá, você adoça a bebida?

Saiba que cada colher das de chá de açúcar contém 16 calorias. Faça o cálculo de quantas colheres de açúcar você usa por xícara e multiplique pela quantidade de cafezinhos que você toma por dia. O valor calórico pode surpreender… Negativamente!

Descanso na geladeira

Você é daqueles que nos 5 minutinhos do pomodoro vai dar uma voltinha pela cozinha e acaba trazendo uma guloseima pra mesa? Uma bala, um chiclete, um biscoitinho ou qualquer outra besteirinha alimentar? O saldo no final do dia pode ser pesado. Quer ver? Experimente anotar todos esses alimentos extras que você consome e somar as calorias.

Rotina bagunçada

Para muitos, trabalhar em casa significa ser dono dos próprios horários. No entanto, nem todo mundo tem essa proeza. Seja por conta de filhos, de estudos, de um segundo job ou qualquer que seja o outro motivo: a rotina bagunçada reflete bastante nos nossos hábitos alimentares.

A falta de tempo para preparar uma boa comida ou até mesmo de sentar e comer tranquilamente acaba fazendo com que a gente recorra a refeições não muito saudáveis.

Veja outras Colunas Freelas com histórias sensacionais para se inspirar! 🤔💡
Como a vida freelancer me abriu as portas em São Paulo
Sobrevivendo à hiperinflação da Venezuela como Freelancer
Cada conteúdo um tijolo: como construí a casa dos meus pais como freela
O mês que virei Freelancer full-time: um breve diário mensal

Como driblar as pegadinhas do home office

Então, consegui fazer você enxergar essas pegadinhas do home office? Aposto que algumas delas você faz e nem percebia antes. E agora, como lidar com isso? Bom, fique tranquilo que não sou dessas de apenas jogar os problemas, também dou as soluções. Dê uma olhada no que você pode fazer.

  • aprenda a gostar de um bom café sem adoçar, reduzir o açúcar ou utilizar adoçantes naturais, como xylitol e estévia;
  • na sua pausa de descanso, aproveite para fazer um carinho no pet ou beber um copo com água, mas fuja das tentações gastronômicas;
  • evite comer em frente ao computador enquanto trabalha, mas se pintar aquela fome fora de hora, prefira pequenas porções de iogurte natural, frutas ou oleaginosas, como castanhas, nozes e amêndoas;
  • tente manter uma rotina de trabalho e encaixe os horários para preparar as refeições e para comer tranquilamente;
  • não se esqueça de beber água: nosso cérebro precisa estar bem hidratado para funcionar a todo vapor;
  • por falar na massa cinzenta, não fique longos períodos em jejum, pois ela precisa de glicose vinda da alimentação pra trabalhar ok;
  • consuma frutas, verduras e legumes, além de proteínas (animal ou vegetal), gorduras do bem e carboidratos pra ter uma alimentação completa, rica e variada.

Manter uma alimentação saudável faz parte dos bons hábitos para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Mas não é só isso, pra nós significa também maior produtividade, o que é muito importante, né? Entretanto, nosso dia a dia nos prega algumas peças que temos o dever de superá-las em nome de uma boa saúde e da disposição. Seguindo essas poucas dicas que ensinei aqui, nesta Coluna Freela, sua rotina alimentar será ajustada e se tornará digna de nota 10! Bora lá?

E aí, freela, curtiu o meu post? Sabia que você também pode ter o seu publicado aqui? Basta preencher o formulário com a sua ideia e aguardar o contato!

Renata Nogueira

Mãe Solo, redatora full-time e fã de Star Wars — não é à toa o Solo com S maiúsculo.

Você tem alguma história de vida como freelancer que gostaria de compartilhar com a gente? Confira o formulário abaixo.
powered by Typeform

Posts populares com esse assunto